RN registra 170 óbitos com confirmação de Covid-19 e tem 3.796 casos confirmados

Secretário adjunto de Saúde do RN, Petrônio Spinelli, falou sobre limitação de pessoal no desafio da abertura de leitos (Imagem: Reprodução)

O Rio Grande do Norte registrou 170 mortes com confirmação do novo coronavírus e 50 óbitos estão em investigação. O número de pessoas que testaram positivo para o Covid-19 já chega a 3.796, segundo dados divulgados na manhã desta quarta-feira, 20, em entrevista coletiva realizada em Natal, com participação do secretário adjunto de Saúde, Petrônio Spinelli. De ontem, 19, para hoje, 313 novos casos foram diagnosticados.

As notificações por suspeita do Covid-19 correspondem a 11.781 casos, 8.474 suspeitas foram descartadas. 992 pessoas estão recuperadas.

393 pessoas com sintomas do novo coronavírus estão internadas no Estado. Apesar disso, o índice de isolamento social registrado pelo Inloco ontem, 19, foi de apenas 40,97%.

Como tem feito em todas as entrevistas coletivas, o secretário adjunto de Saúde voltou a ressaltar a necessidade do isolamento para o combate à pandemia. Petrônio Spinelli também informou o número de pessoas atendidas em hospitais municipais, UPAs e hospitais regionais que esperam para serem reguladas para unidades especializas do Estado.

Até as 15h04 desta quarta-feira, 60 pessoas aguardavam regulação para leitos especializados no tratamento de pacientes com sintomas do Covid-19, segundo dados do Regula RN.

Do total de pessoas atendidas em prontos-socorros e UPAs que esperavam para serem reguladas para unidades especializadas, 20 necessitavam de leitos de UTI, pois 12 estavam classificadas como ‘prioridade 1’ e 8 pessoas estavam na classificadas como ‘prioridade 2’. 40 pessoas consideradas ‘prioridade 3’ aguardavam a regulação. No mesmo instante, o site registrava 126 leitos ocupados, sete leitos disponíveis e 24 leitos bloqueados.

Dados do Regula RN se referem à situação dos leitos às 15h04 (Fonte: RegulaRN – SESAP – LAIS)

Tendo em vista a variação decorrente do fluxo de pacientes, os números referentes à fila de espera informados pelo secretário no momento da coletiva diferem um pouco dos dados informados aqui, dada a atualização realizada pelo blog, posteriormente à coletiva. Essa atualização se baseia nos dados do Regula RN, iniciativa do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/UFRN) em parceria com a Sesap, que atualiza as informações a cada cinco minutos e que é o mesmo sistema utilizado pela Regulação de Leitos do Estado.

Com relação à ocupação dos leitos, no momento que os dados apresentados pelo secretário adjunto de Saúde foram coletados, a taxa de ocupação estava em 97% da Região Oeste, 88% na Região Metropolitana de Natal, 75% em Pau dos Ferros e 72% em Caicó.

Dados atualizados do Regula RN, às 15h6 mostravam que a taxa de ocupação era de 98,7% na Região Metropolitana, 95,1% na Região Oeste (nesse caso, o Regula RN inclui os dados de Mossoró e Pau dos Ferros) e 76,5% no Seridó.

“O grande desafio é abrir leitos, sendo que esse desafio se divide em duas partes”, disse Petrônio Spinelli. Segundo ele, diante da situação a abertura de divide em leitos imediatos e leitos de curtíssimo prazo. “Nós não temos aqui como falar em médio prazo”, afirmou o secretário, durante a coletiva.

No que se refere às medidas adotadas pelo Estado para ampliação dos leitos, Petrônio Spinelli afirmou que a Sesap pretende abrir leitos no Hospital da Polícia. “Nós vamos garantir a abertura desses 20 leitos, de preferência ainda hoje. Todos os leitos da Polícia, ampliamos cinco leitos”, afirmou.

Ainda na Região Metropolitana, o secretário informou que, através do empréstimo de equipamentos a Sesap vai ajudar a Secretaria Municipal de Saúde de Natal a abrir o Hospital de Campanha (com o empréstimo de seis respiradores) e ampliar o número de leitos do Hospital Municipal (com o empréstimo de monitores). Esse empréstimo ocorrerá enquanto Natal não recebe os equipamentos que está adquirindo. “Esperamos, então, nas próximas horas, no mais tardar nas próximas 24h, 48h a gente ter de fato essa parceria concretizada”

O secretário informou ainda que a Sesap está recebendo 14 respiradores, adquiridos com financiamento do Banco Mundial, para serem distribuídos de acordo com a abertura de pontos referenciais críticos.

E que a Liga Norte Riograndense de Combate ao Câncer está avançando na montagem da estrutura e, provavelmente, até sexta-feira haverá espaço físico montado para 29 leitos de UTI. Com isso é necessário viabilizar equipamentos.

Petrônio Spinelli afirmou também que o contrato com empresa para montagem de mais 20 leitos de UTI no Hospital João Machado e dez leitos no Hospital de Macaíba está avançando no processo de concretização e espera ter, até a próxima semana, acréscimo de mais 30 leitos na Região Metropolitana.

Já em Mossoró, onde a pressão por leitos também tem sido grande, o secretário afirmou que uma equipe está adotando medidas para abertura de 15 leitos, sendo cinco leitos no Hospital Regional Tarcísio Maia e dez leitos no Hospital São Luiz.

O secretário adjunto de Saúde falou sobre as dificuldades na montagem de leitos de UTI e lembrou que existem outros limitadores além dos equipamentos. “Nós temos limitadores do ponto de vista de pessoas para operar esses equipamentos. Isso é importante dizer para não criar nenhuma ilusão na sociedade que nós temos capacidade ilimitada de abrir leitos, porque têm limitadores e alguns deles a gente não consegue superar e só vai conseguir enfrentar se realmente houver o isolamento social necessário”, enfatizou Spinelli.

Comments

comments

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter

Canal Bruno Barreto