Sandra afirma que Jório reflete sentimento do povo ao defender “encaixe” de Larissa na Assembleia

O Jornal das Cinco da 105 FM ouviu hoje a ex-deputada Sandra Rosado (PSB) que com a franqueza de sempre analisou os últimos acontecimentos da política.

Um dos pontos de destaque foi a repercussão das declarações do presidente da Câmara Municipal Jório Nogueira (PSD) de que o governador Robinson Faria (PSD) deveria convocar um deputado estadual para o secretariado para abrir espaço para que Larissa Rosado (PSB) volte a Assembleia Legislativa. “Eu acho que o vereador Jório interpretou um sentimento da cidade. Mossoró fez Larissa Rosado a deputada estadual mais votada e me fez a deputada federal mais votada. Mas lamentavelmente a fortuna de outros candidatos fizeram com que não chegássemos ao espaço que nós queríamos ter para a nossa cidade”, analisou Sandra.

Citando a greve da UERN como um exemplo, Sandra Rosado disse que os problemas de Mossoró estão esquecidos em nível estadual e federal. “Mossoró era uma cidade que quando tinha algum problema tinha uma voz na Assembleia e na Câmara dos Deputados. De repente essas vozes desapareceram por conta de um problema que não foi ocasionado por Mossoró, mas por outras cidades que se precisava investir recursos financeiros. Eu e a deputada Larissa não tínhamos esses recursos”, frisou a deputada que disse acreditar que Jório deva escutar as reclamações do povo a respeito dos equívocos cometidos pelas lideranças políticas locais que apoiaram candidatos de outras cidades. “Acredito que foi esse o sentimento que levou Jório a dizer isso”, declarou.

A ex-deputada declarou ainda que pretende lançar em breve a biografia do pai dela, Vingt Rosado. Ela não precisou a data nem quem ficaria a frente do projeto.

Em instantes: Sandra afirma que a população está revoltada com gestão municipal.

Compartilhe:

Comments

comments

Uma opinião sobre “Sandra afirma que Jório reflete sentimento do povo ao defender “encaixe” de Larissa na Assembleia

  • 23 de outubro de 2015 em 09:26
    Permalink

    Estava presente na sessão em que o presidente da CMM e outros vereadores defenderam a convocação de Larissa à assembléia, só não entendo esse arrependimento, se os mesmos votaram em outros.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *