Saúde da Rosa: da promessa de consultas marcadas por aplicativos ao caos das filas humilhantes

Pessoas precisam chegar 5h para tirar fichas às 13h
Pessoas precisam chegar 5h para tirar fichas às 13h

O PAM do Bom Jardim esteve em situação de caos na manhã de hoje. A situação no equipamento de saúde que nunca foi boa se tornou ainda pior desde que os terceirizados saíram por não suportarem estratosféricos oito meses sem receber salários.

As  filas humilhantes contrastam com a promessa de campanha de fazer a marcação de consultas e exames por aplicativo.

Eles eram os responsáveis pela marcação dos exames. O serviço era feito em dois horários as 7h e às 13h.

Com a saída dos terceirizados os exames agora só são marcados às 13h. No entanto, quem precisa dos serviços precisa chegar às 5h ficando na fila até às 13h quando os exames começam a ser marcados numa rotina extenuante. “Isso acontece todos os dias. Desde quando os terceirizados saíram. É difícil ver pessoas chegando de 5h 6h da manhã e esperar até 13h”, relatou um servidor municipal.

O servidor ainda relatou que ouviu um cargo comissionado dizer que a culpa do tumulto é de quem chega nesse horário (5h).

Ele conta ainda que as filas começavam por volta das 10h, mas diante do número reduzido de filas para a marcação dos exames as pessoas começaram a chegar bem mais cedo. “Se chegar tarde não consegue”, frisa.

PROMESSA

Durante a campanha a então candidata Rosalba Ciarlini (PP) prometeu que na quarta gestão dela como prefeita as consultas e exames seriam marcados por um aplicativo de Internet. Até agora a promessa ficou na propaganda eleitoral abaixo.

Compartilhe:

Comments

comments

Uma opinião sobre “Saúde da Rosa: da promessa de consultas marcadas por aplicativos ao caos das filas humilhantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *