Servidores municipais da linha de frente no combate ao novo coronavírus terão 40% de insalubridade

Rosalba anuncia que insalubridade será paga ainda este mês (Foto: Secom/PMM)

A Prefeitura de Mossoró anunciou que os servidores que trabalham nas três UPAs, SAMU e Vigilância Sanitária na linha de frente no combate à covid-19 terão direito a 40% de insalubridade.

Serão 760 servidores municipais beneficiados a partir deste mês. “Desde o começo da pandemia que nós vínhamos analisando, de acordo com nossas condições, a possibilidade de fazer esse reconhecimento através de uma gratificação no salário. A partir de maio, todos os 760 profissionais de saúde das três UPAs, SAMU e Vigilância Sanitária vão ter um acréscimo de 40% correspondente a uma remuneração por exposição a riscos físicos e biológicos. Aqueles que já recebem 20% terão a complementação de mais 20% e os que não recebiam passarão a receber durante todo o período da pandemia.”, explica a prefeita Rosalba Ciarlini.

A conquista teve importante luta do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (Sindserpum) que articulou ações para pressionar a gestão municipal. “Que bom que a prefeita reconheceu que estava cometendo um crime contra esses servidores que estão em grau máximo de risco porque eles estão expostos desde março. Lamento profundamente que Rosalba Ciarlini e os secretários sigam sem abrir diálogo com o sindicato o que poderia evitar muitos conflitos”, declarou a presidente da entidade Marleide Cunha.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *