Sindicato aponta acordo descumprido por prefeito

Tramita na Câmara Municipal desde a semana passada o projeto de lei que trata do reajuste parcelado de 6,41% dos servidores municipal. O projeto está prestes a se transformar em mais uma batalha política que dependendo do resultado pode terminar num imbróglio político.

A oposição, em concordância com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (SINDSERPUM), questiona o fato de o projeto excluir algumas categorias que por força dos seus respectivos planos de carreiras e salários ficariam impedidas de receber o reajuste por conta de um artigo do projeto do prefeito Francisco José Junior (PSD) que exclui do rol de beneficiados as categorias que receberam reajustes entre junho de 2014 e maio de 2015.

Para o sindicalista Gilberto Diógenes essa medida descumpre o acordo firmado com o prefeito que previa contemplar todas as categorias independente da progressão dos respectivos planos. Esquivando-se de envolver-se na querela política entre as bancadas ele aposta numa emenda do vereador Soldado Jadson (SD) que solucionaria o problema e deixa claro que o projeto da forma que o executivo mandou não interessa aos servidores.

Veja o que diz Gilberto nessa conversa comigo:

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *