Sucessão silenciosa em Mossoró

a87dda12-065a-4e68-b71f-161eae5e2c7d Rosalba-RN-3087yodyui8eu42zbw3vuy

Larissa-Rosado-tem-candidatura-negada-pela-Justiçatião

A disputa pela Prefeitura de Mossoró está morna. Existem quatro nomes principais sendo dois em situação de “stand by” e outros dois trabalhando intensamente nos bastidores.

A ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP) não dá entrevistas. Pelo contrário, evita jornalistas ao máximo. Quando é pega de surpresa em algum evento dá respostas evasivas sobre seus planos para a política em 2016.

O grupo de Sandra Rosado (PSB) tem em Larissa Rosado (PSB) a candidata de sempre. O nome dela foi colocado no tabuleiro, mas os sinais mostrados dão conta de um entendimento com o rosalbismo.

Nas duas principais alas da família Rosado está tudo com ares de indefinição.

Pelos lados do Mossoró Melhor o clima é de silêncio. Passada a euforia do começo do ano a ordem agora é formar um palanque forte. O grupo já domina a oposição. Dos sete vereadores oposicionistas, cinco estão com “Tião da Prest” (PSDB).

Pelos lados do prefeito Francisco José Junior (PSD) a prioridade está sendo a administração. O chefe do executivo municipal promoveu alguns cortes e recolocou a folha do funcionalismo em dia. Ele aposta em obras como o Parque Ecológico para recuperar a imagem da gestão, mas o maior nó é a situação dos servidores terceirizados que lutam para receber os atrasados.

O prefeito conta com o apoio de 16 partidos na luta pela reeleição. Ele disse que colocará o nome dele nas convenções.

Fatores como a questão nacional coloca a disputa mossoroense em segundo plano neste momento.

Compartilhe:

Comments

comments

Uma opinião sobre “Sucessão silenciosa em Mossoró

  • 25 de abril de 2016 em 12:39
    Permalink

    Tião será uma boa opção para Mossoró e já lidera na frente.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *