Beto Rosado e o “W.O” sem polarização em Mossoró

Beto Rosado está sem adversários na disputa pelo eleitorado mossoroense

Ao contrário dos anos anteriores não teremos em Mossoró uma polarização Rosado x Rosado nas eleições para deputado federal (saiba mais AQUI). Com a retirada da candidatura da vereadora Sandra Rosado (PSDB) a Câmara Federal e sem Tião Couto (PR) na disputa, o ambiente ficou sem concorrência para Beto Rosado (PP), que busca a reeleição.

Se em 2014 essa polarização já tinha sido diluída com a presença de mais candidatos competitivos em Mossoró neste ano o quadro é de ausência total de polarização entre grupos rivais.

Aparentemente Beto Rosado não tem concorrentes junto ao eleitorado mossoroense e os adversários locais não se mostram muito preocupados em lhe fazer frente deixando um vácuo a ser ocupado.

Pelo menos três nomes despontam, ainda que de forma modesta, para ocupar estes espaços: 1) o vereador Alex do Frango (PMB); 2) o ex-prefeito de Almino Afonso Lawrence Amorim (SD) que fincou bases políticas em Mossoró; 3) o ex-vereador Renato Fernandes (PSC).

Até aqui nenhum deles colocou a “cabeça para fora” de forma mais agressiva.

Há ainda espaço para candidatos de outras regiões despontarem junto ao eleitorado mossoroense.

Na eleição passada, Fábio Faria (PSD) recebeu 12.423 votos em Mossoró contando com o apoio do Palácio da Resistência. Além dele, Fernando Mineiro (PT), José Agripino (DEM) e João Maia (PR) possuem bons meios para abocanhar fatia do eleitorado mossoroense.

Compartilhe:

Tião tem duas opções para deputado federal

O grupo de Tião Couto (PR) terá candidato a deputado federal evitando deixar um vácuo eleitoral dentro de Mossoró.

São trabalhadas duas opções: o vereador Alex do Frango (PMB) e o ex-deputado federal João Maia (PR).

Ontem no Meio-Dia Mossoró (95 FM) evitou cravar em que votaria. Disse que o nome seria definido em reunião com o grupo.

Compartilhe:

Vereador apela ao MP para garantir investigações sobre contratos de limpeza urbana

WhatsApp Image 2018-06-07 at 12.33.28

O vereador Alex do Frango (PMB) aproveitou a audiência pública da Corregedoria Geral do Ministério Público do Rio Grande do Norte e entregou toda a documentação que fundamentou a Comissão Especial de Inquérito (CEI) que deveria ter investigado os contratos de limpeza urbana da Prefeitura de Mossoró.

A conhecida CEI do Lixo não chegou a realizar qualquer diligência. A documentação agora está com o procurador de Justiça e corregedor geral do MPRN, Anísio Marinho Neto, ficou de encaminhar para apuração do caso.

Para Alex do Frango era o que restava a fazer. “A bola agora está com o Ministério Público”, frisou.

Os contratos de limpeza urbana estão sob análise do MP de Contas que atua no TCE. Já a CEI caiu graças a uma articulação governista.

Compartilhe:

Arquivamento da CEI do Lixo é aprovado em “sessão secreta”

Manoel-Bezerra-de-Maria

A Comissão Especial de Inquérito (CEI) que deveria investigar os contratos de limpeza urbana da Prefeitura de Mossoró se reuniu ontem, às 13h, no gabinete do presidente Manoel Bezerra (PRTB).

Na pauta a proposta o arquivamento da CEI sugerido por Bezerra. Como testemunha apenas um assessor da Câmara responsável pela confecção da ata.

“Sessão secreta”, diga-se.

A tarefa ficou menos desgastante sem plenário nem transmissão da TV Câmara. O arquivamento foi aprovado por 2×1. Manoel Bezerra contou com o apoio de Emílio Ferreira (PSD). Alex do Frango (PMB) foi o voto contra.

A palavra final agora será do plenário da Câmara Municipal em sessão que deve acontecer na terça ou quarta-feira.

Nota do Blog: essa sessão secreta tem tudo para ser anulada caso algum parlamentar da oposição decida recorrer ao judiciário.

Compartilhe:

Manobra é feita para arquivar a CEI do lixo

O vereador Manoel Bezerra (PRTB), presidente da Comissão Especial de Inquérito (CEI) que apura possíveis irregularidades nos contratos de limpeza urbana da Prefeitura de Mossoró, conhecida como CEI do Lixo. O parlamentar está sugerindo o arquivamento da comissão.

O assunto foi trazido ao plenário pelo vereador Alex do Frango (PMB), representante da oposição na CEI, que entrou numa discussão acalorada com Manoel Bezerra.

A presidente da Câmara Municipal Izabel Montenegro (MDB) já sinalizou que não concorda que a proposta seja votada em plenário antes de passar pela comissão.

Após os ânimos se acirrarem a ponto de relator da CEI Emílio Ferreira (PSD) intervir dando murro na mesa, Izabel Montenegro encerrou a sessão há poucos minutos.

Compartilhe:

Câmara instala CEI do Lixo e define membros de comissão

A presidente da Câmara Municipal de Mossoró Izabel Montenegro recebeu o pedido de instalação da Comissão Especial de Inquérito (CEI) para investigar os contratos de limpeza urbana da Prefeitura de Mossoró.

As bancadas já indicaram os nomes que vão compor a CEI do lixo dentro do critério da proporcionalidade. A oposição indicou Alex do Frango (PMB). A base governista colocou Manoel Bezerra (PRTB) e Emílio Ferreira (PSD).

O primeiro será o presidente. O segundo relator.

Compartilhe:

Quantos votos Izabel Montenegro precisa para derrotar Alex do Frango? Sandra pode fazer a diferença?

izabel-montenegro-500x330

Se a eleição para presidente da Câmara Municipal fosse agora Alex do Frango (PMB) venceria Izabel Montenegro (PMDB) por 12×8.  Como se trata de uma disputa com poucos eleitores o voto tem peso dobrado, principalmente para a peemedebista.

Cada voto que ela tirar de Alex vale dois. Por que? Simples: se Izabel tirar dois votos salta de oito para dez e o adversário cai de 12 para 10. Como ela (11/06/1959) é 22 anos mais velha que o adversário (29/06/1981), levaria a melhor em caso de empate.

Esta semana os votos de Zé Peixeiro (PTC), Emílio Ferreira (PSD) e Flávio Tácito (PPL) foram dados como certo para Izabel, mas a oposição conseguiu segurar os apoios. Os três votos levariam Izabel a uma vitória por 11 x 9.

Mas se ela conseguir apenas dois desses três apoios, o placar ficaria 10 x 10. Aí o voto de Sandra seria decisivo. Se ela pender para Alex ele venceria. Até a abstenção dela favoreceria Izabel.

Compartilhe:

Isolda decide votar em Alex do Frango

isolda

Não vai ter foto nem discurso. Apenas a palavra empenhada. A vereadora Isolda Dantas (PT) decidiu votar em Alex do Frango (PMB) para presidente da Câmara Municipal.

Pesou o fato de ele ser um nome de oposição e a avaliação interna do partido. “O PT inteiro também me orientou nesse sentido”, acrescentou.

A decisão de Isolda repõe a perda de Manoel Bezerra (PRTB) que migrou para a candidatura de Izabel Montenegro (PMDB) e colabora para estancar uma sangria dada como certa no projeto da oposição.

Compartilhe:

“Tião é apenas um torcedor”, diz Alex do Frango

alex-do-frango

Em entrevista ao Meio-Dia Mossoró da 95 FM, o candidato a presidente da Câmara Municipal, Alex do Frango (PMB) declarou que o projeto dele não é patrocinado pelo empresário Tião Couto (PSDB) a quem classificou como “apenas um torcedor”. “Nós temos admiração de Tião, de padres e juízes que nos procurou por querer que nosso projeto vá adiante. Tião é apenas um torcedor. Todos os segmentos tem nos procurado”, declarou.

Provocado a comentar a respeito das ironias feitas ao nome dele pelo líder do rosalbismo Carlos Augusto Rosado, Alex do Frango adotou um discurso de humildade. “O que vem de Carlos Augusto a gente tem que aceitar. Nós temos admiração por Carlos que todo o Rio Grande do Norte reconhece como um dos maiores articuladores político do Estado”, argumentou.

Sobre os indecisos Isolda Dantas (PT) e João Gentil (PV), Alex disse estar com conversas adiantadas com a petista. “Estamos amadurecendo a conversa com Isolda por não só trazer o voto, mas ser uma pessoa qualificada. João só esteve na primeira reunião. Acredito que ele ainda possa somar”, explicou.

Ele disse ainda avaliou a união do grupo dos 12 que endossa o projeto político dele. “Quem ficar nesse grupo já é uma vitória. O grupo vem cada dia mais se fortalecendo”, acrescentou.

Compartilhe:

Chapa do “grupo dos 12” tem Flávio Tácito vice e Rondinelli primeiro-secretário

A chapa do “Grupo dos 12” que definiu Alex do Frango (PMB) candidato a presidente da Câmara Municipal já tem os outros dois cargos mais importantes definidos. Flávio Tácito (PPL) será o vice-presidente. Rondinelli Carlos (PMN) poderá estrear na casa na estratégica função de primeiro-secretário.

A eleição de presidente da Câmara Municipal será em 1º de janeiro.

Compartilhe: