Candidatos ao Governo encontram dificuldades em Mossoró

Candidatos ao Governo encontram dificuldades em Mossoró

Blog Carol Ribeiro

Em quase duas semanas de campanha eleitoral, os candidatos ao governo ainda não conseguiram adentrar o reduto mossoroense.

O cenário é imprevisível e as estratégias adotadas têm mantido os postulantes distantes do povo.

Dentre os três candidatos com maior capital eleitoral, Fátima Bezerra (PT), que se mantém à frente nas pesquisas, com intenções de voto em torno de 28%, não tem palanque em Mossoró, e manter o desempenho positivo na cidade depende somente do trabalho pessoal dela.

Carlos Eduardo (PDT) tem como única estratégia o apoio da prefeita Rosalba Ciarlini (PP), sem qualquer contato com o povo mossoroense até agora, e nem com a imprensa.

Já o governador Robinson Faria (PSD) tem tentado chegar no povo mossoroense, mas amarga muita dificuldade por causa da rejeição que não consegue reverter, apesar da rede de apoios partidários que montou em torno de si.

Cenário Político

O assunto foi conversado no programa Cenário Político desta segunda-feira (27), que teve como convidado o jornalista Bruno Barreto.

Bruno Barreto explicou: “Mossoró virou o triângulo das bermudas dessa eleição. (…) Fátima Bezerra foi a mais votada em Mossoró em 2014 pro senado, mas em um outro contexto, hoje não tem o apoio do prefeito e sim, é adversária.”

“Carlos Eduardo age como se Mossoró fosse uma cidade de menor porte onde o prefeito manda e todo mundo vota. A maior eleitora pessoa jurídica da cidade (a prefeita) está num cenário de má avaliação”

“Robinson apontou 70% de aprovação na última pesquisa da Seta. Um cenário devastador para o governador”.

Assista ao programa abaixo

Compartilhe: