RN manda o secretário. Em “troca’, o Ceará envia os bandidos

Mauro Albuquerque fez o nome dele ao dar um jeito na bagunça no presídio de Alcaçuz cuja rebelião em janeiro de 2017 foi notícia mundial. Acertadamente a governadora Fátima Bezerra (PT) iria mantê-lo no cargo.

Mas o colega dela, o petista Camilo Santana, chamou Mauro para assumir a mesma função no Ceará.

Na primeira semana de Governo reeleito, os bandidos tocam terror no Ceará e 20 deles, integrantes do Comando Vermelho, são deslocados para o Presídio Federal de Mossoró na madrugada de terça para quarta-feira.

Tudo na surdina.

O Rio Grande do Norte com todas suas mazelas manda o que estava dando certo por aqui e recebe em troca o que estava causando transtornos no Ceará.

É como se fôssemos uma colônia cearense. Para quem não sabe era comum as metrópoles mandarem seus degredados para as colônias e em troca ficavam com as riquezas.

Compartilhe: