RN vai perder R$ 150 milhões que seriam usados para pagar atrasados

A promessa da governadora Fátima Bezerra (PT) era fazer dos recursos extras o trampolim para pagar os salários atrasados, mas em relação a cessão onerosa dos recursos do Pré-Sal vem uma má notícia.

O acordo fechado no Congresso Nacional prevê que 15% para os municípios seguindo as regras do FPM (Fundo de Participação dos Municípios) e os Estados que também seguiriam as regras do FPE (Fundo de Participação dos Estados) terá uma mudança para atender as unidades federativas do Sul e Sudeste.

Assim 10% da cessão onerosa seguirá regras do FPE e 5% da Lei Kandir. Com isso o Rio Grande do Norte que esperava receber R$ 450 milhões receberá R$ 300 milhões.

São R$ 150 milhões a menos para recursos que seriam usados para a folha de pagamento.

Compartilhe: