Robinson tritura imagem da Polícia Militar

PM contra o trabalhador

Os últimos acontecimentos envolvendo os servidores da UERN e da saúde em embates contra a Polícia Militar estão triturando a imagem da corporação, reforçando a pecha de aparelho repressor do Estado. É trabalhador contra trabalhador.

É preciso acima de tudo compreender que os policiais militares são obrigados a fazerem o papel de aparelho repressor do Estado ao coibir as manifestações dos trabalhadores.

É a tal hierarquia.

Por outro lado, é preciso lembrar que há poucos dias esses mesmos policiais ameaçaram cruzar os braços e só não colocaram o plano em prática porque os salários foram colocados em dia.

A polícia, eficiente em reprimir manifestações e prender trabalhadores que cobram por salários em dia, é mesma que não consegue conter a bandidagem e foi lenta na hora de agir em Alcaçuz, há dez meses.

Tudo isso reforça os estereótipos que marcam a Polícia Militar num momento em que a segurança está numa crise profunda. Por Robinson, a corporação vai triturando a própria imagem numa disputa entre trabalhador x trabalhador.

 

 

 

Compartilhe: