Fátima enfrenta dificuldades para aprovar projeto na Assembleia

Governadora encontra dificuldades para aprovar reforma ( Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

Desde o dia 12 de fevereiro está na Assembleia Legislativa o projeto de reforma administrativa apresentado pela governadora Fátima Bezerra (PT).

Este tipo de matéria, via de regra, passa sem dificuldades nos parlamentos Brasil à fora, mas na Comissão de Finanças e Fiscalização ela se arrasta.

O Blog do Barreto entrou em contato com a relatora da matéria Cristiane Dantas (Solidariedade) que por meio da Assessoria de Comunicação informou que está analisando a proposta, mas é certo que ela não seja votada esta semana na CFF.

Enquanto isso as secretárias de Esporte; Justiça e Cidadania; e Assuntos Fundiários existem como zumbis administrativos enquanto não se criam as pastas da Administração Penitenciária; Mulheres, da Juventude, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos; e Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar.

Compartilhe:

TRE libera deputada para trocar de partido

Deputada está liberada para mudar de partido (Foto: João Gilberto/AL)

Blog Saulo Vale

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) autorizou a deputada estadual Cristiane Dantas (PPL) a mudar de partido. A decisão da Corte foi tomada nesta quarta-feira (13), por unanimidade.

O PPL não atingiu a cláusula de barreira e fica sem tempo de rádio e TV e sem fundo partidário.

Cristiane pode se filiar agora ao Solidariedade. O partido passará a contar com três deputados estaduais: além de Cristiane, Alysson Bezerra e Kelps Lima. Será a segunda maior bancada. Só fica atrás do PSDB, que tem cinco parlamentares.

Compartilhe:

Deputados entram com ação para obrigar Governo a pagar salários atrasados

Deputados entram com ação conjunta (Foto: Tribuna do Note)

Os deputados estaduais do Solidariedade Kelps Lima, Allyson Bezerra e Cristiane Dantas acabam de ingressar na Justiça com um pedido de liminar para que a governadora Fátima Bezerra (PT) pague os salários atrasados dos funcionários públicos do RN com o dinheiro que já está estocado no caixa do Governo.

Os deputados são representados na ação popular pelo advogado e ex-vice-governador do Estado, Fábio Dantas (SD), e também trabalham no caso os advogados Caio Vitor Barbosa e Jules Queiroz.

A ação popular dos deputados pede a nulidade de retenção dolosa de proventos de servidores ativos e inativos.

Os deputados informaram à Justiça que o Governo tem salários atrasados desde 2017 e, mesmo assim, está mantendo dinheiro em caixa do Governo sem quitar os vencimentos dos servidores, que estão em desespero com as economias pessoais em frangalhos e vivendo dramas familiares de questão alimentar.

“Os salários têm natureza alimentar e, por força do expresso pelo art. 7º, X, da Constituição Federal, não podem ser retidos dolosamente, seja pelo empregador privado, seja pela Administração Pública. Por isso, sobrepõem-se, quanto à ordem de pagamento, a todos os demais débitos”, diz um trecho da ação.

Compartilhe:

Lobista preso é funcionário do gabinete de deputada

O lobista Edvaldo Pessoa de Farias, preso hoje na Operação Tubérculo, é funcionário do gabinete da deputada estadual Cristiane Dantas (PPL).

Ele ocupa o cargo de assistente parlamentar com salário básico de R$ 3.370,56.

Na eleição de 2014, Edvaldo prestou serviços de administração financeira na campanha da parlamentar.

Para saber mais sobre a Operação Tubérculo clique nas notícias abaixo:

Vereador também é preso em operação. MP divulga conversa usada como prova de envolvimento de prefeito em esquema

Prefeito é preso em operação do MP

Compartilhe:

Solidariedade para Fábio Dantas

FABIO DANTAS

Quando o vice-governador Fábio Dantas (PSB) botou na cabeça que do nada seria governador contando com o apoio do PSDB muita gente embarcou na onda. Outros, mais matreiros, fingiram embarcar pulando da barca na hora certa.

Fábio ficou só e colocou a reeleição da esposa Cristiane Dantas em risco. Pelo menos ele não foi totalmente tolo nessa história. Colocou ela no pequeno PPL, o suficiente para ser encaixada em uma coligação em que tenha chances de êxito.

Nada mais simbólico do que Fábio sair do isolamento aliando-se a um partido que se chama Solidariedade. Essa aliança “solidária” pode salvar o mandato de Cristiane.

Para Fábio fica a lição.

 

Compartilhe: