Pesquisa IBOPE indica segundo turno. Confira as simulações

A pesquisa do Instituto IBOPE, divulgada pela Intertv Cabugi, apontou que o Rio Grande do Norte caminha para ter um segundo turno na disputa pelo Governo do Estado.

A candidata Fátima Bezerra (PT) tem 39% e os seus adversários juntos somam 46% de intenções de voto. A diferença está acima da margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos.

O cenário torna real a possibilidade de segundo turno. O IBOPE explorou três cenários.

Confira as simulações

Carlos Eduardo (PDT): 33% x 49% Fátima Bezerra (PT) (branco/nulo: 15%; não sabe: 3%)

Fátima Bezerra (PT): 57% x 22% Robinso Faria (PSD) (branco/nulo: 19%; não sabe: 2%)

Carlos Eduardo (PDT): 51% x 22% Robinson Faria (PSD) (branco/nulo: 25%; não sabe: 3%)

Sobre a pesquisa (ficha técnica):

Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos

Quem foi ouvido: 812 eleitores de todas as regiões do estado, com 16 anos ou mais

Quando a pesquisa foi feita: 18 a 20 de setembro

Registro no TRE: RN-08720/2018

Registro no TSE: BR‐0811/2018

O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro

0% significa que o candidato não atingiu 1%. Traço significa que o candidato não foi citado por nenhum entrevistado.

Compartilhe:

Rejeição a Robinson Faria é superior a 50%

Com informações do G1RN

A pesquisa do Instituto Ibope mediu a taxa de rejeição (o eleitor deve dizer em qual dos candidatos não votaria de jeito nenhum). O governador Robinson Faria (PSD) é o mais rejeitado.

Os entrevistados podem citar mais de um candidato, por isso, os resultados somam mais de 100%. Veja os índices:

Robinson Faria (PSD): 52%

Fátima Bezerra (PT): 24%

Carlos Eduardo (PDT): 19%

Dário Barbosa (PSTU): 14%

Freitas Jr. (Rede): 13%

Heró Bezerra (PRTB): 13%

Brenno Queiroga (Solidariedade): 12%

Professor Carlos Alberto (PSOL): 11%

Poderia votar em todos: 2%

Não sabe ou prefere não opinar: 10%

Sobre a pesquisa (ficha técnica):

Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos

Quem foi ouvido: 812 eleitores de todas as regiões do estado, com 16 anos ou mais

Quando a pesquisa foi feita: 18 a 20 de setembro

Registro no TRE: RN-08720/2018

Registro no TSE: BR‐0811/2018

O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro

0% significa que o candidato não atingiu 1%. Traço significa que o candidato não foi citado por nenhum entrevistado.

Compartilhe:

Pesquisa espontânea do IBOPE aponta que Fátima tem voto consolidado com um quarto dos eleitores

Com informações do G1

A pesquisa IBOPE divulgada pela Intertv Cabugi apontou que a senadora Fátima Bezerra (PT) tem 25% das intenções de votos espontâneas (quando não é apresentada uma lista de candidatos ao entrevistado) indicando que um quarto dos potiguares estão com o voto consolidado na petista.

Fátima Bezerra (PT): 25%

Carlos Eduardo (PDT): 13%

Robinson Faria (PSD): 7%

Brenno Queiroga (solidariedade): 2%

Professor Carlos Alberto (PSOL): 0%

Freitas Jr. (Rede): 0%

Dário Barbosa (PSTU): –

Heró Bezerra (PRTB): 0%

Outros: 1%

Brancos/nulos: 21%

Não sabe ou não respondeu: 30%

Sobre a pesquisa (ficha técnica):

Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos

Quem foi ouvido: 812 eleitores de todas as regiões do estado, com 16 anos ou mais

Quando a pesquisa foi feita: 18 a 20 de setembro

Registro no TRE: RN-08720/2018

Registro no TSE: BR‐0811/2018

O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro

0% significa que o candidato não atingiu 1%. Traço significa que o candidato não foi citado por nenhum entrevistado.

Compartilhe:

IBOPE: Zenaide dobra intenções de voto e ultrapassa Garibaldi

G1RN

Pesquisa Ibope divulgada nesta sexta-feira (21) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para o Senado no Rio Grande do Norte:

Capitão Styvenson (Rede): 27%

Dra. Zenaide Maia (PHS): 25%

Garibaldi Filho (MDB): 21%

Geraldo Melo (PSDB): 20%

Jácome (Podemos): 13%

Alexandre Motta (PT): 5%

Magnólia (Solidariedade): 4%

Ana Célia (PSTU): 2%

Telma Gurgel (PSOL): 2%

João Morais (PSTU): 2%

Jurandir Marinho (PRTB): 2%

Levi Costa (PRTB): 1%

Napoleão (Rede): 1%

Dr. Joanilson (DC): 1%

Professor Lailson (PSOL): 1%

Branco/nulo – vaga 1: 17%

Branco/nulo – vaga 2: 28%

Não sabe/não respondeu: 27%

A pesquisa foi encomendada pela Inter TV Costa Branca. É o segundo levantamento do Ibope realizado depois da oficialização das candidaturas na Justiça Eleitoral.

No levantamento anterior, feito de 14 a 16 de agosto, os percentuais de intenção de votos eram os seguintes:

Capitão Styvenson (Rede): 23%

Dra. Zenaide Maia (PHS): 12%

Garibaldi Filho (MDB): 21%

Geraldo Melo (PSDB): 14%

Jácome (Podemos): 7%

Alexandre Motta (PT): 4%

Magnólia (Solidariedade): 2%

Ana Célia (PSTU): 4%

Telma Gurgel (PSOL): 1%

João Morais (PSTU): 2%

Jurandir Marinho (PRTB): 1%

Levi Costa (PRTB): 3%

Dr. Joanilson (DC): 1%

Professor Lailson (PSOL): 1%

Branco/nulo – vaga 1: 28%

Branco/nulo – vaga 2: 46%

Não sabe/não respondeu: 27%

Napoleão (Rede) não pontuou na primeira pesquisa.

Sobre a pesquisa (ficha técnica):

Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos

Quem foi ouvido: 812 eleitores de todas as regiões do estado, com 16 anos ou mais

Quando a pesquisa foi feita: 18 a 20 de setembro

Registro no TRE: RN-08720/2018

Registro no TSE: BR‐0811/2018

O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro

0% significa que o candidato não atingiu 1%. Traço significa que o candidato não foi citado por nenhum entrevistado.

Compartilhe:

IBOPE: Carlos Eduardo apresenta maior crescimento

G1RN

 

Pesquisa Ibope divulgada nesta sexta-feira (21) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para o governo do Rio Grande do Norte:

Fátima Bezerra (PT): 39%

Carlos Eduardo (PDT): 25%

Robinson Faria (PSD): 13%

Brenno Queiroga (solidariedade): 3%

Professor Carlos Alberto (PSOL): 2%

Freitas Jr. (Rede): 1%

Dário Barbosa (PSTU): 1%

Heró Bezerra (PRTB): 1%

Brancos/nulos: 11%

Não sabe ou não respondeu: 5%

A pesquisa foi encomendada pela Inter TV Costa Branca. É o segundo levantamento do Ibope realizado depois da oficialização das candidaturas na Justiça Eleitoral.

No levantamento anterior, feito de 14 a 16 de agosto, os percentuais de intenção de votos eram os seguintes: Fátima Bezerra, 34%; Carlos Eduardo, 15%; Robinson Faria, 8%; Brenno Queiroga, 1%; Professor Carlos Alberto, 2%; brancos ou nulos; 31%; não sabe ou não respondeu, 9%. Freitas Jr, Dario Barbosa e Heró Bezerra não pontuaram na primeira pesquisa.

Sobre a pesquisa (Ficha técnica)

Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos

Quem foi ouvido: 812 eleitores de todas as regiões do estado, com 16 anos ou mais

Quando a pesquisa foi feita: 18 a 20 de setembro

Registro no TRE: RN-08720/2018

Registro no TSE: BR‐0811/2018

O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro

0% significa que o candidato não atingiu 1%. Traço significa que o candidato não foi citado por nenhum entrevistado.

Compartilhe:

Média das três últimas pesquisas indicam vitória da Fátima no primeiro turno e disputa acirrada pelo Senado

 

O Blog do Barreto fez a média das três últimas pesquisas divulgadas (Seta, Consult e Opine). O levantamento mostra que a soma de todos os candidatos não alcança os 32,8% de média da candidata Fátima Bezerra (PT).

Os números mostram ainda que a petista tem uma vantagem de 3,3% sobre a soma de todos os candidatos juntos o que lhe garante a possibilidade de vitória no primeiro turno dentro da margem de erro que nas pesquisas realizadas gira em torno de 3%.

Já para o Senado, há uma vantagem do capitão da PM Styvenson Valentim (REDE) sobre os concorrentes e um tríplice empate entre Zenaide Maia (PHS), Garibaldi Alves Filho (MDB) e Geraldo Melo (PSDB).

Confira os números:

Governo

 

Candidato Consult Seta Opine Média
Fátima Bezerra 32% 32% 34,6% 32,8%
Carlos Eduardo Alves 17,65% 16% 18,3% 17,31%
Robinson Faria 10,53% 12% 9,1% 10,54%
Brenno Queiroga 1,18% 1% 0,8% 0,9%
Carlos Alberto 0,65% 0 0,8% 0,4%
Dário Barbosa 0,24% 0 0,2% 0,1%
Freitas Jr. 0,12% 0 0,1% 0,04%
Heró Bezerra 0,12% 1% 0,1% 0,3%
Nenhum 22,65% 32% 17,7% 24,11%
Não sabe 14,88% 6% 18,6% 13,16%

 

Senado*

 

Candidato Consult Seta Opine Média
Capitão Styvenson 27,29 21% 21,1% 23,13%
Garibaldi Alves 20,94% 14% 18,5% 17,8%
Zenaide Maia 17,29% 13% 16,5% 15,5
Geraldo Melo 14,42% 9% 17,3% 13,5%
Antônio Jácome 6,18% 5% 5% 5,3%
Magnólia Figueiredo 3,59% 2% 2% 2,5%
Alexandre Mota 1,65% 1% 3,3% 1,9%
Outros 2,25% 4% 2,9% 3%
Nenhum 57,3% 94% 54% 68,4%
Não sabe 49,12% 37% 58,9% 48,3%

*A soma dos candidatos ao Senado dá 200% porque são duas opções de votação.

 

Nota do Blog: a média das pesquisas será atualizada amanhã com os números do IBOPE

Compartilhe:

Justiça identifica notícia falsa contra Zenaide

 

O juiz eleitoral Ricardo Tunôco de Goés idenficiou a publicação de uma notícia falsa contra a candidata ao Senado Zenaide Maia (PHS) publicada no “Blog do Capote”.

A publicação acusou a candidata de ter “comprado” o apoio do ex-prefeito de Pau dos Ferros Nilton Figueredo. O juiz classificou a informação como caluniosa. “Debruçando-me sobre o conteúdo da notícia vergastada, observo que, de fato, assiste razão à Representante, na medida em que o título da notícia e o seu conteúdo apontam não só um fato supostamente inverídico, mas também um fato que serve para capitular uma conduta criminosa, visto que a ninguém é dado o direito de vender apoio político, procedendo a uma cooptação ilícita, tampouco valer-se da prática do caixa dois em campanha eleitoral. Ao atribuir tais práticas à Representante, desguarnecidas de comprovação de qualquer espécie, vislumbra-se um abuso ilícito do direito à liberdade de expressão com capacidade para afetar a disputa no pleito eleitoral”, diz o magistrado na decisão.

Foi dado um prazo de 24 horas para que a notícia fosse retirada da página.

Compartilhe:

Garibaldi e Styvenson são os mais lembrados em Mossoró

A pesquisa Opine/Band colocou o senador Garibaldi Alves Filho (MDB) como o mais citado em Mossoró para o Senado com 24,7%, seguido pelo capitão Styvenson Valetim (REDE) com 17,6%.

O ex-senador Geraldo Melo (PSDB) possui 15,3% e a deputada federal Zenaide Maia (PHS) 10,6%. O deputado federal Antônio Jácome (PODE) 6% e o médico Alexandre Motta (PT) tem 1,8%.

Os demais candidatos tiveram menos de 1% de intenções de voto.

Indecisos somam 68,2% e nenhum 55,3%. Vale lembrar que os percentuais somam 200% porque o eleitor pode votar em dois candidatos para o Senado.

Compartilhe:

Ausência em debate na UERN expõe “salto alto” de Fátima

Fátima de “salto alto”?

Líder em todas as pesquisas e num cenário que há possibilidade de vitória no primeiro turno para o Governo do Estado, a senador Fátima Bezerra (PT) parece “tirar o pé” para não se comprometer muito até 7 de outubro.

O problema é que ao “tirar o pé” ela o coloca num “salto alto” que a leva ao “já ganhou” perigosíssimo em eleições.

Ao faltar ao debate entre os candidatos ao Governo promovido pelas entidades representativas da UERN, Fátima mostrou desinteresse pela universidade que tanto diz defender e desrespeito com o eleitorado mossoroense. Afinal de contas ela não faltou a nenhum debate na capital.

Dizer que mandou o vice Anteno Roberto (PC do B) representando ela atenua em relação aos outros candidatos faltosos (Robinson Faria, Carlos Eduardo e Heró Bezerra), mas não justifica na prática. Não existe meio respeito ou meio compromisso.

Indicar o vice para defender o programa de governo esvaziou o debate da UERN tanto quanto a ausência dos outros três. O eleitor quer ouvir o candidato e não o vice e isso óbvio.

Fátima sabe que a UERN é um reduto eleitoral dela, pelo menos em tese. Deu uma demonstração de “salto alto” não só com os eleitores uernianos, mas com toda população de Mossoró onde lidera sem ao menos ter um palanque sólido.

Sorte dela que os principais adversários não terão condições morais de explorar o assunto, mas que pegou mal, pegou.

Compartilhe: