Arquivamento da CEI do Lixo é aprovado em “sessão secreta”

Manoel-Bezerra-de-Maria

A Comissão Especial de Inquérito (CEI) que deveria investigar os contratos de limpeza urbana da Prefeitura de Mossoró se reuniu ontem, às 13h, no gabinete do presidente Manoel Bezerra (PRTB).

Na pauta a proposta o arquivamento da CEI sugerido por Bezerra. Como testemunha apenas um assessor da Câmara responsável pela confecção da ata.

“Sessão secreta”, diga-se.

A tarefa ficou menos desgastante sem plenário nem transmissão da TV Câmara. O arquivamento foi aprovado por 2×1. Manoel Bezerra contou com o apoio de Emílio Ferreira (PSD). Alex do Frango (PMB) foi o voto contra.

A palavra final agora será do plenário da Câmara Municipal em sessão que deve acontecer na terça ou quarta-feira.

Nota do Blog: essa sessão secreta tem tudo para ser anulada caso algum parlamentar da oposição decida recorrer ao judiciário.

Compartilhe:

Manobra é feita para arquivar a CEI do lixo

O vereador Manoel Bezerra (PRTB), presidente da Comissão Especial de Inquérito (CEI) que apura possíveis irregularidades nos contratos de limpeza urbana da Prefeitura de Mossoró, conhecida como CEI do Lixo. O parlamentar está sugerindo o arquivamento da comissão.

O assunto foi trazido ao plenário pelo vereador Alex do Frango (PMB), representante da oposição na CEI, que entrou numa discussão acalorada com Manoel Bezerra.

A presidente da Câmara Municipal Izabel Montenegro (MDB) já sinalizou que não concorda que a proposta seja votada em plenário antes de passar pela comissão.

Após os ânimos se acirrarem a ponto de relator da CEI Emílio Ferreira (PSD) intervir dando murro na mesa, Izabel Montenegro encerrou a sessão há poucos minutos.

Compartilhe:

Câmara instala CEI do Lixo e define membros de comissão

A presidente da Câmara Municipal de Mossoró Izabel Montenegro recebeu o pedido de instalação da Comissão Especial de Inquérito (CEI) para investigar os contratos de limpeza urbana da Prefeitura de Mossoró.

As bancadas já indicaram os nomes que vão compor a CEI do lixo dentro do critério da proporcionalidade. A oposição indicou Alex do Frango (PMB). A base governista colocou Manoel Bezerra (PRTB) e Emílio Ferreira (PSD).

O primeiro será o presidente. O segundo relator.

Compartilhe: