Ezequiel Ferreira conduzirá votações da reforma de Robinson sem ter condições morais

Filho de um ex-deputado com super aposentadoria na Assembleia Legislativa e envolvido no escândalo da Operação Sinal Fechado, esse é presidente do parlamento estadual Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB). Confira nosso comentário sobre a ausência de condições morais do tucano para conduzir a votação do pacote de ajuste do governador Robinson Faria (PSD).

Compartilhe:

Pai de Ezequiel Ferreira recebe R$ 30 mil como aposentado da Assembleia Legislativa

ezequiel

O presidente da Assembleia Legislativa Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB) está prestes a colocar em votação o pacote de ajustes do governador Robinson Faria (PSD) que prevê o cancelamento de vantagens dos servidores estaduais como o acúmulo de cargos e a demissão de celetistas aposentados (conforme a própria a assessoria do governo).

Contraditoriamente ao ciclo de austeridade proposto pelo governo, Ezequiel tem na família um exemplo de privilégio no serviço público: o próprio pai, seu homônimo.

Ezequiel José Ferreira de Souza foi deputado estadual por três mandatos sendo presidente da Assembleia Legislativa no biênio 1973/74.

Ele é aposentado como assistente técnico legislativo com salário mensal de 30.471,11. É mais um dos vários casos de ex-deputados que são “encaixados” no quadro de servidores da Assembleia Legislativa que o Blog do Barreto vem revelando nos últimos dias.

Ezequiel Pai

Compartilhe: