Robinson vetará abono de 12% proposto por ele mesmo

Governador-Robinson-Faria-volta-para-Natal-e-cancela-agenda-administrativa-em-Caicó-Foto-Sidney-Silva-696x401

Como pode? O governador Robinson Faria (PSD) envia projeto propondo um abono de 12% em seis parcelas para compensar os servidores que não receberam o 13º salário.

A medida visava compensar os juros de eventuais empréstimos bancários no valor devido pelo Governo. Como nenhum banco topou oferecer a linha de crédito por absoluta falta de confiança na atual administração, o governador vai vetar o projeto aprovado na Assembleia Legislativa.

Nem parece que existe uma lei que proíbe governos de pagarem o 13º após 20 de dezembro. Nem parece que a Constituição Estadual obriga o Governo a pagar com juros os salários atrasados.

A medida compensadora só servia se fosse para encher os bancos de dinheiro com juros.

Em tempo: Robinson promete anunciar um calendário de pagamento escalonado do 13º até o dia 28.

Nota do Blog: mais um vexame do governo Robinson Faria.

Compartilhe:

Governo encerra folha de pagamento na quinta-feira

O Governo do RN conclui a folha de fevereiro nesta quinta-feira-feira (30), quando deposita o complemento salarial dos 19.563 servidores ativos, inativos e pensionistas que recebem acima de R$ 4 mil. É importante destacar que o grupo desta faixa salarial já havia recebido, desde o dia 17, uma parcela de R$ 4 mil. A soma dos valores pagos nesta quinta-feira chega a R$ 61,4 milhões.

O Governo ressalta ainda que a folha foi iniciada desde 24 de fevereiro e, no dia 11 de março, mais de 82% dos servidores já haviam recebido integralmente os salários.

Compartilhe:

Governo paga salários para quem recebe até R$ 4 mil no dia 17

O Governo continua o pagamento do funcionalismo na próxima terça-feira (17) com o depósito dos vencimentos dos 13.618 servidores ativos, aposentados e pensionistas que recebem entre R$ 3.001 até R$ 4 mil, soma equivalente a R$ 46.862.854,06.

Nesta data, o Governo alcança 82% da folha, incluindo o pagamento já efetuado para os servidores que recebem até R$ 3 mil, além dos ativos da Educação e da Administração Indireta que possuem recursos próprios.

Fruto do diálogo entre Governo e os sindicatos de classe, o funcionalismo vem sendo pago por faixa salarial, sem distinção entre ativos, inativos e pensionistas.

O pagamento dos servidores que recebem acima de R$ 4 mil será anunciado em breve, a partir da disponibilidade de recursos.

Compartilhe:

Governador “antecipa” pagamento do 13º de servidores

robson-farias1

O governador Robinson Faria (PSD) anunciou que “antecipou” o pagamento do 13º salário dos servidores que recebem entre R$ 3 mil e R$ 4 mil. O pagamento estava previsto para dia 28. “Meus amigos, tenho uma excelente notícia para os mais de 15 mil servidores que ganham entre R$ 3 mil e R$ 4 mil. Vamos pagar o décimo terceiro salário de vocês amanhã, antecipando a previsão divulgada do depósito ser feito dia 28”, declarou.

O chefe do executivo estadual disse ter feito um esforço para garantir a “antecipação” do pagamento. “Conseguir puxar o pagamento do 13º dessa faixa salarial para antes do Natal é resultado do empenho e do trabalho do nosso governo. Amanhã, já terão recebido o 13º salário cerca 85 mil servidores, representando quase 80% da folha”, acrescentou.

Por lei o 13º salário deve ser pago até o dia 20 de dezembro. O governador enfrenta algumas ações judiciais para que pague a correção monetária dos salários atrasados.

Compartilhe:

Pressão em deputados adia votação do orçamento do Estado

pressao-em-deputados

Uma grande mobilização foi realizada por servidores estaduais para impedir que o Orçamento Geral do Estado (OGE) fosse aprovado hoje. Galerias lotadas, vaias e muitas palavras de ordem acuaram os parlamentares.

Os servidores estão preocupados com a possibilidade de os atrasos salariais se intensificarem a partir de 2017. Os deputados alegaram a necessidade de dialogar um pouco mais.

A votação ficou para a próxima quarta-feira, dia 21.

Compartilhe:

Maioria dos servidores do Estado receberá 13º após o fim do prazo

robinson_mossoro

O Governo do Estado anunciou o calendário de pagamento do 13º salário dos servidores. A maioria receberá após o prazo estabelecido por lei em 20 de dezembro.

A gestão estadual já tinha pago 40% do 13º aos servidores da educação da ativa e servidores do DETRAN, IPERN, IDEMA, JUCERN e DEI. Agora os educadores recebem os 60% restantes no sábado dia 17 e os demais amanhã, sexta-feira, 16.

Ainda no sábado recebem integralmente o 13º os servidores regidos pela CLT da DATANORTE, CEHAB, EMPROTURN, CEASA E EMPARN.

Segundo, a Secretaria Estadual de Planejamento, serão atendidos na sexta e sábado 25.230 servidores, o equivalente a uma soma de R$ 33,4 milhões.

Já a maioria dos servidores receberá o 13º a partir do dia 21 de dezembro. O primeiro grupo com faixa salarial até R$ 3 mil terá o pagamento integral dia 21. O segundo grupo, com faixa salarial entre R$ 3.001 e R$ 4.000 receberão no dia 28, já as vésperas do réveillon. Esses dois grupos somam 59.793 servidores e movimentarão na economia R$ 126,4 milhões.

No geral, em 28 de novembro mais de 85 mil servidores terão recebido o 13º salário somando todos os grupos que o governo separou. Isso corresponde a 76% da folha.

O Governo também vai depositar uma parcela de R$ 4 mil para os servidores que ganham acima de R$ 4 mil dia 30, um montante de R$ 107,8 milhões.

O complemento deste grupo será quitado, independente do valor, a partir da disponibilidade de caixa.

NOVEMBRO

Já a conclusão da folha de novembro terá sequência no próximo sábado (17), quando os 11.509 servidores que ganham acima de R$ 5 mil vão receber uma parcela de R$ 5 mil, soma equivalente a R$ 57 milhões. O complemento dos salários, independente do valor, será concluído dia 21 (quarta-feira), totalizando mais R$ 46 milhões, finalizando assim a folha de novembro.

INJEÇÃO

A folha de novembro e o 13º salário dos servidores representam uma injeção na economia do Rio Grande do Norte de R$ 420 milhões até o final do ano. O montante inclui também o pagamento da Educação a ser efetuado até 31 de dezembro.

Calendário

Novembro
Todos os servidores pagos até o dia 21, independente de faixa salarial.

13º salário
Sexta, 16: segunda parcela dos servidores da administração indireta
Sábado, 17: 60% restantes dos servidores da Educação e pagamento integral de Datanorte, Cehab, Emprotur, Ceasa e Emparn.
21/12:
Servidores que ganham até R$ 3 mil
28/12:
Servidores que ganham entre R$ 3 mil e R$ 4 mil
30/12:
Parcela de R$ 4 mil para quem ganha acima desse valor.

Compartilhe:

Governo anuncia calendário de pagamento do restante da folha de novembro e início do 13º salário

Os 11.509 servidores que ganham acima de R$ 5 mil vão receber no próximo sábado (17) uma parcela de R$ 5 mil, soma equivalente a R$ 57 milhões. O complemento dos salários, independente do valor, será quitado dia 21, totalizando mais R$ 46 milhões, finalizando assim a folha de novembro.

Em relação ao 13º salário, o Governo continua o pagamento na sexta-feira (16), quando deposita a segunda parcela do benefício para os servidores do DETRAN, IPERN, IDEMA, JUCERN, DEI, CAERN e POTIGÁS. No sábado é a vez dos servidores da Educação receberem os 60% restantes e o pagamento integral do 13º salário aos servidores da DATANORTE, CEHAB, EMPROTURN, CEASA E EMPARN, totalizando 25.230 servidores e uma soma de R$ 33,4 milhões.

O Governo do RN aguarda informações sobre a evolução das receitas para anunciar o pagamento do 13º salário dos demais servidores.

Compartilhe:

Governador assina decreto abrindo crédito especial de R$ 337 milhões que pode garantir 13º salário

robinson_oculto

O governador Robinson Faria (PSD) e o secretário estadual de planejamento Gustavo Nogueira assinaram um decreto abrindo crédito especial de R$ 337.600.250,50 para cobertura de dispêndios previdenciários, de pessoal e encargos sociais e PASEP.

O Blog do Barreto tentou contato com o secretário Gustavo Nogueira para checar se os recursos seriam para pagar o restante da folha de novembro e 13º salário.

A informação da assessoria é que esse decreto foi assinado para ter orçamento para poder usar o dinheiro da repatriação de recursos do exterior cuja previsão é que venha junto com a parcela do Fundo de Participação dos Estados (FPE). A expectativa é que o presidente Michel Temer assine o decreto liberando os recursos para o Estado ainda esse ano,

É preciso que o leitor entenda a diferença entre orçamento e financeiro. De forma simplificada é assim: orçamento é a previsão de uso de uma determinada receita. Financeiro é o dinheiro propriamente dito.

Para poder usar os recursos extras da repatriação era preciso abrir o crédito espacial para que o montante seja usado na folha de pagamento.

Compartilhe:

Quase 8 mil servidores recebem salários hoje

Os 7.927 servidores que ganham entre R$ 4001 e R$ 5 mil receberão os salários na próxima quarta-feira (14), montante que corresponde a R$ 35 milhões. Somados aos servidores que já tiveram os vencimentos depositados a partir de 28 de outubro, o Governo conclui 90% da folha nesta data.

Os demais funcionários que recebem acima de R$ 5 mil serão pagos a partir de disponibilidade de caixa. Atendendo solicitação do Fórum Estadual de Servidores, o pagamento do funcionalismo está sendo feito sem distinção entre ativos, aposentados e pensionistas.

O Governo aguarda informações sobre os recursos da lei de repatriação, Refis, transferências federais e da arrecadação própria do Estado para as definições sobre o 13º salário dos servidores.

Compartilhe:

Governo faz nova rodada de pagamento dos servidores no dia 10

O Governo do RN continua o pagamento do funcionalismo, a partir do próximo sábado (10), pelos 72 mil servidores que recebem até R$ 4 mil. Não haverá distinção entre ativos, inativos e pensionistas.

Os demais servidores que ganham acima de R$ 4 mil terão os vencimentos depositados no decorrer de dezembro, a partir da disponibilidade de caixa. Os funcionários ativos da Educação e dos órgãos da Administração Indireta que possuem recursos próprios já receberam os salários desde 30 de outubro.

Em relação ao 13º salário, o Governo e o Fórum Estadual dos Servidores vêm acompanhando juntos a movimentação das receitas e buscando as alternativas para quitar o benefício.

Compartilhe: