Gás natural está mais barato no RN a partir de hoje

Potigás anuncia redução do preço do produto (Foto: Web/autor desconhecido)

Os usuários do gás natural canalizado no Rio Grande do Norte vão pagar mais barato pelo combustível a partir deste sábado, 1°. A redução da tarifa foi autorizada pela Agência Reguladora dos Serviços Públicos (Arsep/RN) e publicada na edição de hoje do Diário Oficial do Estado. A diminuição vale para todos os segmentos de atuação da Companhia Potiguar de Gás, chegando a 17,86% para as indústrias e R$ 0,30 no metro cúbico do Gás Natural Veicular (GNV).

A Potigás repassa integralmente aos usuários a redução do custo da molécula, que acompanha a queda nos preços do petróleo. “Nosso maior compromisso é com a prestação de um serviço de qualidade e com um preço justo para os nossos clientes. Somente dessa forma, podemos impulsionar o desenvolvimento econômico sustentável do Rio Grande do Norte, através de uma indústria forte e competitiva”, esclarece Larissa Dantas, diretora presidente da Potigás.

Só em 2020, a Potigás já reduziu a tarifa do gás natural canalizado em três oportunidades para todos os segmentos. O resultado pode ser percebido, por exemplo, no preço de venda do GNV para os postos de combustíveis que já diminuiu R$ 0,69 o metro cúbico. “Como estamos em um ano de crise econômica em virtude da economia, quem opta pelo gás passa a contar ainda com mais benefícios além da praticidade, segurança e sustentabilidade”, completa Larissa Dantas.

Compartilhe:

Gás natural está mais barato no RN

Potigás reduz preço do gás natural (Foto: Web/autor desconhecido)

O gás natural canalizado está mais barato para os usuários dos quatro segmentos de atuação da Companhia Potiguar de Gás desde ontem, sexta-feira, 1º. No total, mais de 26 mil clientes nos segmentos industrial, comercial, residencial e automotivo em todo o estado são beneficiados com a redução. No Gás Natural Veicular (GNV), a diminuição chegou a R$ 0,20 no metro cúbico, já para a indústria, o gás fica 9,87% mais barato.

A redução foi autorizada pela Agência Reguladora de Serviços Públicos do Rio Grande do Norte (Arsep/RN) e foi motivada pela queda internacional nos preços do barril de petróleo que impactam na composição do valor repassado pelo supridor da Potigás. A economia no valor de compra do gás é repassada integralmente para os usuários.

“Em um momento de crise como o que vivemos atualmente, é motivo de alívio para todos saber que vão pagar mais barato nas faturas de gás a partir desse mês. A Potigás trabalha incansavelmente para garantir a distribuição ininterrupta do gás natural canalizado para seus usuários, incluindo hospitais, supermercados, residenciais e postos de gasolina”, afirma Larissa Dantas Gentile, diretora presidente da companhia.

Além da economia, os usuários do gás natural canalizado dispõem de outros benefícios como a praticidade de acesso ao produto 24 horas por dia nos sete dias da semana, não precisar estocar o produto em botijões, e ainda contribuem para a preservação do meio ambiente.

Compartilhe:

Consumo de Gás Natural canalizado aumenta 12% em 2019 no RN

A quantidade de usuários do gás natural canalizado no Rio Grande do Norte aumentou 12,18% em 2019. O número contabilizado pela Companhia Potiguar de Gás é consequência do incremento dos investimentos efetuados pela empresa na expansão da rede na Grande Natal e Mossoró.

No ano passado, a Potigás ultrapassou a marca dos 25 mil clientes nos quatro segmentos de atuação (comercial, residencial, industrial e veicular) e terminou o ano com 25.661 usuários. No total, foram interligados à rede de gasodutos da empresa 2.738 clientes, sendo a maioria do segmento residencial.

“O aumento do número de clientes do gás natural canalizado é um ganho para toda a sociedade. Isso porque a segurança do combustível é maior, tendo em vista que não é armazenado em botijões e em caso de vazamento, por ser mais leve do que o ar, o produto se dissipa rapidamente. Outro motivo é a melhoria dos padrões ambientais porque o gás natural é mais limpo, contribuindo para a redução de emissão de poluentes”, explica Larissa Dantas Gentile, diretora presidente da Potigás.

Além da segurança e sustentabilidade, os usuários ainda contam com a economia do combustível, que ficou ainda maior nesse mês de janeiro de 2020, além da praticidade de ter acesso ao gás 24 horas por dia, nos sete dias da semana, com pagamento por meio de fatura somente após o consumo.

Compartilhe:

Potigás inicia 2020 com redução do valor do gás natural

Potigás anuncia redução de produto (Foto: Web/autor desconhecido)

Todos os segmentos de atuação da Potigás iniciaram o ano com a diminuição do preço do gás natural canalizado a que está valendo desde ontem.

A medida vale em nível comercial, industrial, residencial e automotivo. A redução que foi de 2,8% no último trimestre de 2019 será acrescentada de mais 7% a partir de janeiro de 2020, representando um desconto de quase 10% no valor do combustível.

A diminuição do preço foi possível depois da realização de uma Chamada Pública Coordenada para a compra do suprimento de gás por parte das distribuidoras de gás canalizado do Brasil.

 “Conseguimos avançar nessa questão do preço do gás e acreditamos que é possível deixar o gás natural ainda mais acessível a partir da entrada dos novos players no mercado de produção e exploração na Bacia Potiguar. Nosso objetivo é tornar as empresas potiguares mais competitivas, investir em infraestrutura a partir da ampliação da rede de gasodutos no nosso estado e, assim, contribuir efetivamente com o crescimento econômico sustentável do Rio Grande do Norte”, explica Larissa Dantas Gentile, diretora-presidente da Potigás.

Além da economia crescente, os usuários do gás natural canalizado ainda dispõem de outros benefícios proporcionados pelo combustível como a praticidade de ter acesso ao produto 24 horas por dia nos sete dias da semana, a segurança de não precisar estocar gás, além da sustentabilidade de utilizar um produto que agride menos o meio ambiente.

A redução no preço do Gás Natural Veicular (GNV) será de R$ 0,16 no m³. E a queda do preço também chegará para as indústrias, comércios e residências.

“O GNV tem um impacto ambiental e também social, pois a economia gerada com esse combustível pode ser usada para investimento em outras áreas. A tendência atual é de crescimento da oferta de gás e maior competitividade no mercado”, finalizou Larissa.

Compartilhe: