“Vai ser uma honra sair de um Partido onde não se respeita a transparência, a ética e o respeito”, dispara Girão

Em conversa com o Blog do Barreto o deputado federal General Girão afirma estar pronto para ser expulso do PSL.

“Vai ser uma honra sair de um Partido onde não se respeita a transparência, a ética e o respeito”, disparou.

Girão é alvo de uma ação no Conselho de Ética do PSL após se alinhar ao lado do presidente Jair Bolsonaro e defender mais transparência na agremiação.

Compartilhe:

Bancada Federal inicia discussão sobre as emendas para o orçamento de 2020

Gestores apresentam demandas (Foto: Fábio Barros)

A bancada federal do Rio Grande do Norte promoveu reunião ampla na noite desta quarta-feira, 16, com o Governo do Estado, prefeitos, entidades e órgãos públicos estaduais e federais com atuação no estado a fim de ouvir as demandas e embasar a destinação das emendas parlamentares no Orçamento 2020.

Participaram da audiência os oito deputados federais e os três senadores que representam o Rio Grande do Norte: Rafael Motta, Natália Bonavides, Benes Leocádio, Beto Rosado, Fábio Faria, João Maia, Walter Alves, General Girão, Zenaide Maia, Styvenson Valentim e Jean Paul Prates.

O coordenador da bancada, deputado Rafael Motta, afirmou que os parlamentares irão estudar todos os pedidos e voltarão a se reunir para chegar a um consenso sobre onde os recursos serão aplicados.

“A nossa prioridade é otimizar a aplicação das emendas parlamentares para que elas cumpram o objetivo: atender as necessidades da população”, disse.

A partir deste ano, todas as emendas parlamentares passam a ter caráter impositivo, ou seja, de pagamento obrigatório pelo Governo Federal. Em 2020, R$ 6,7 bilhões serão divididos proporcionalmente entre as bancadas estaduais.

Estavam presentes os prefeitos de Natal, Álvaro Dias, de Caicó, Batata, de São Gonçalo do Amarante, Paulinho, a prefeita de Jandaíra, Marina Dias, de Itajá, Alaor Pessoa, o deputado estadual Alisson Bezerra, os secretários do gabinete Civil do Governo do Estado, Raimundo Alves, e do Meio Ambiente, João Maria Cavalcanti, o secretário da Prefeitura de Parnamirim, Prof. Giovani Júnior, os reitores da UFRN, José Daniel, e da UFERSA, José de Arimatéia, da IFRN, Wyllys Tabosa, representantes da PM/RN, do Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Detran, ITEP, CODERN, DNOCS, do Sindiguardas, da PRF/RN, Funasa, Marinha, do Sindicato das Indústrias de Extração do Sal e da Liga Contra o Câncer.

Compartilhe:

Girão analisa crise do PSL e comenta possibilidade de aliança do bolsonarismo com Rosalba

Girão está alinhado com o presidente na crise do PSL (Foto: autor não identificado)

O deputado federal General Girão (PSL) em conversa com o Blog do Barreto fez críticas a condução da direção nacional do PSL. “Fizemos campanha e fomos eleitos pregando transparência, ética e respeito. Isso estava e continua em falta no PSL. O que queremos é isso”, declarou.

Ele explicou que esse impasse partidário gera incertezas para 2020. “Em relação ao futuro das conversas políticas, não temos nem a certeza de em qual sigla estaremos”, disse.

Sobre a possibilidade de aliança do bolsonarismo com a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) em 2020, o parlamentar não descartou a possibilidade de apoiar a ideia. “Os acordos políticos futuros, que vierem a acontecer, se vierem, estarão fundamentados no melhor para Mossoró”, garantiu.

 

Compartilhe:

Rosalba faz afago ao bolsonarismo

Resultado de imagem para rosalba ciarlini e general girão
Rosalba trouxe Girão ao RN e conta com ele em 2020 (Foto: Web)

A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) anunciou que vai aderir ao projeto de escolas cívico-militares do presidente Jair Bolsonaro.

Três escolas municipais vão se candidatar ao projeto são elas: Raimunda Nogueira do Couto, Celina Guimarães e Heloísa Leão.

O Governo Federal vai pagar salários de militares que trabalharão como professores. A proposta tem sido tratada pelo bolsonarismo como algo genial.

Para Rosalba é uma sacada política importante.

A base bolsonarista em Mossoró não é simpática ao rosalbismo por princípio, mas a prefeita acalenta o sonho de contar com o importante tempo de rádio e TV do PSL e como já explicamos (ver AQUI) ela conta com o deputado federal General Girão (PSL), ex-secretário de segurança em gestões dela, para ter esse apoio.

Já vi figuras do bolsonarismo nas redes sociais elogiando a decisão da prefeita.

Vem aí a chapa “Bolsorosa”?

Compartilhe:

Só um deputado do RN votou contra projeto que abre brecha para aumento do fundo partidário

Só Girão votou contra modificações no Fundo Partidário (Foto: montagem/Blog do Barreto)

Por 263 x 244, foi aprovado ontem o texto base da lei que altera as regras no Fundo Partidário que é usado para custear campanhas eleitorais.

O texto base não fixa um valor e abre brecha para que isso seja definido na votação do orçamento anual da União.

A votação de ontem foi encarada como uma reação à decisão do Ministério da Economia que revisou a proposta inicial de R$ 2,5 bilhões para o fundo eleitoral, reduzindo para R$ 1,86 bilhão, uma redução de 27% em relação ao montante anteriormente proposto.

Confira como votaram os deputados do Rio Grande do Norte.

Deputado (a) Voto
Rafael Motta (PSB) Sim
Natália Bonavides (PT) Sim
João Maia (PL) Ausente
Walter Alves (MDB) Sim
General Girão (PSL) Não
Fábio Faria (PSD) Ausente
Benes Leocádio (PRB) Sim
Beto Rosado (PP) Sim

A lei ainda tornou mais brandas as punições por uso irregular do Fundo Partidária, recriou a propaganda partidária no rádio e na TV e mudou regras eleitorais e partidárias. Saiba mais AQUI.

Girão

Único da bancada potiguar, o deputado General Girão disse que não seguiu a orientação partidária para votar contra as alterações. “O PSL orientou SIM. Votei NÃO, junto com mais 38 Deputados do PSL. Não podemos ser levianos e votar a favor de uma lei que permite usar o fundo partidário para pagar advogados. Esse fundo partidário precisa ser extinto ou aplicado em necessidades mais importantes para os cidadãos. A reforma mais urgente nessa casa, sem dúvidas, é a REFORMA POLÍTICA. Não podemos retroceder”, comentou em redes sociais.

Ele também justificou a posição em vídeo:

Compartilhe:

Deputado busca solução para atrasos em repasses do Minha Casa Minha vida

 

Girão faz questionamentos à CEF (Foto: cedida)

O deputado federal General Girão (PSL) se reuniu com o Superintendente Regional da Caixa Econômica Federal no Rio Grande do Norte, Marcus Vinicius dos Santos Nascimento, para tratar dos atrasos nos repasses do programa Minha Casa Minha Vida no Rio Grande do Norte.

“Solicitamos informações a respeito do andamento do programa no Estado, relatórios sobre inadimplência (comparativo entre o RN e outros estados do país) e quais seriam as ações já em andamento por parte da instituição para destravar as obras que estão paradas”, frisou.

O deputado conta ainda que aproveitou o encontro para apresentar sugestões:

“Conversamos, ainda, sobre a gestão da CEF relacionada a emendas parlamentares e a convênios firmados com ministérios. Nossa equipe também levou sugestões de financiamento de projetos contemplados na Frente Parlamentar Mista em Prol do Semiárido e que poderiam receber esse apoio por parte da Caixa”, acrescentou.

Vários empresários do setor da construção civil têm relatado que estão sofrendo com os atrasos no programa e cogitam fazer demissões por não terem como manter as obras.

Compartilhe:

Guerra de notas: oficiais da PM criticam Girão. Deputado se defende

Girão alega questões de saúde em defesa (Foto: Assessoria)

A Associação dos Oficiais Militares do Rio Grande do Norte por meio de nota criticou o deputado federal General Girão (PSL) por não apoiar o Projeto de Lei 1.645/19 que dá o mesmo tratamento social a policiais militares e bombeiros que o dispensado aos oficiais da União.

Confira a nota publicada na Agência Saiba Mais

A Associação dos Oficiais Militares do Rio Grande do Norte recebeu com surpresa e extrema indignação a postura do deputado federal General Girão que se negou a assinar a emenda ao projeto de lei 1.645/19, que garante aos policiais militares e bombeiros militares o mesmo tratamento social dos militares da União.

Com essa atitude, o deputado federal nega aos bravos guerreiros de farda estaduais, que entregam suas vidas em defesa da sociedade e que enfrentam as mesmas restrições e deveres dos militares federais, terem o tratamento constitucional digno para a inatividade e suas pensões.

O deputado federal General Girão, justo ele que vem do segmento militar, que foi secretário de segurança pública do RN, renega aos militares estaduais o mesmo tratamento das Forças Armadas.

Natal, 20 de agosto de 2019

 

Associação dos Oficiais Militares do Rio Grande do Norte

Ao tomar conhecimento, o deputado negou por meio de nota.

NOTA OFICIAL

Eu, Deputado Federal General Girão, tendo em vista ataques que venho recebendo da Associação de Oficiais Militares do Rio Grande do Norte, relativos ao sistema de proteção atualmente em discussão na Câmara dos Deputados, repudio veementemente a falsa informação que eu tenha me negado a assinar a emenda apresentada pelo Deputado Capitão Augusto. Sequer fui consultado a respeito. Em um ambiente democrático, causa espécie ser publicamente acusado sem ter a oportunidade de exercer o direito básico à ampla defesa e ao contraditório. Devidos a problemas de saúde, estive afastado da Câmara desde meados de junho e fui submetido, em 1o de julho, a uma cirurgia cardíaca para troca de válvula e correção de um aneurisma de aorta ascendente. Sob prescrição médica, somente ontem retornei, ainda com restrições, às minhas atividades parlamentares. Talvez por isso não tenha assinado a citada emenda. Todavia, esclareço ainda que entendo ser preciso discutir, aperfeiçoar e consolidar o sistema de gestão estadual das corporações policiais, que há anos estão à mercê de atitudes ideológicas de determinados governadores, debilitando as estruturas de comando, com graves consequências para a Segurança Pública. De todo modo, repudio manifestações falaciosas com objetivos políticopartidários, em busca de cisões, ao tempo em que reafirmo meu posicionamento a favor das Polícias Militares e dos Corpos de Bombeiros Militares. O momento é de união, em torno de objetivos maiores. Brasil Acima de Tudo!

Brasília, DF, 21 de agosto de 2019

General Girão Deputado Federal (PSL/RN)

 

Compartilhe:

Deputado do RN minimiza declarações preconceituosas de Bolsonaro contra os nordestinos

Girão defende Bolsonaro (Foto: reprodução/Internet)

O deputado federal General Girão (PSL) usou o Twitter para defender o presidente Jair Bolsonaro após mandatário nacional chamar se referir aos governadores nordestinos como da “Paraíba” e apontar Flávio do Maranhão (PC do B), como o “pior de todos”.

O parlamentar classificou como “cantilena” as reações contra o presidente: “Vamos ouvir essa “CANTILENA” de quem perdeu por vários anos. Independente do que O Presidente falou, o que importa mesmo é o que ele está fazendo pelo NE e pelo Brasil. O Brasil está mudando. Não entendeu? Decore”.

Mais à frente ele rebatou o ex-senador Cristovam Buarque (DF), que nasceu em Pernambuco. Buarque questionou o que pensam os nordestinos que votaram em Bolsonaro após essas declarações.

Girão reagiu: “Por que não te calas?”.

Compartilhe:

Girão se recupera bem após cirurgia cardíaca, mas ficará 30 dias afastado das atividades políticas

Girão se recupera de cirurgia (Foto: Assessoria)

O deputado federal General Girão (PSL) passa bem após passar por uma cirurgia cardíaca no Incor em São Paulo. O procedimento foi de caráter eletivo e foi definido após o parlamentar passar por uma série de exames que identificou um aneurisma na aeorta.

O procedimento, considerado delicado, durou cerca de seis horas. Neste momento, ele encontra-se entubado, mas tudo dentro do previsto pela equipe médica conforme o Blog do Barreto checou com a Assessoria de Imprensa do deputado.

Girão preferiu realizar a cirurgia agora em julho por ser a época do recesso parlamentar, não causando prejuízos as atividades como deputado.

Ele ficará 30 dias afastado e não será necessária a convocação do suplente Lawrence Amorim (SD) conforme estabelece a Constituição Federal (art. 56, § 1º) e com o Regimento Interno da Câmara dos Deputados (art. 241).

A convocação só se daria se o afastamento se desse num prazo superior a 120 dias.

Compartilhe:

Deputado General Girão passa por delicada cirurgia

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL/SP) acabou de relatar no Twitter que o deputado federal do RN passa   por delicada cirurgia cardíaca.

Confira:

Segundo revelou o jornalista Carlos Santos o procedimento está acontecendo no Incor em São Paulo.

Girão que foi secretário de segurança nas gestões de Rosalba Ciarlini (PP) no Governo do Estado e Prefeitura de Mossoró exerce o primeiro mandato de deputado federal.

Ele foi eleito com 81.640 votos em 2018.

Compartilhe: