Jório afirma que apresentou sugestão dada pelos técnicos da Câmara

jorio

O presidente da Câmara Municipal Jório Nogueira (PSD) faz contato para dizer que levou uma sugestão dos técnicos do poder legislativo. “Não é uma proposta minha. Levei para os colegas avaliarem”, explicou.

Embora tenha dito que não é o autor da proposta, ele disse que não terá dificuldades em por em prática. “Se é para zelar o dinheiro público eu não tenho medo de jeito nenhum”, avisou.

Ele disse confiar nos técnicos. “Já pedi que os técnicos fossem para a ponta do lápis com eles. Quero que vejam que não é algo da minha cabeça. Não quero prejudicar a Câmara. Se começar os cortes vai começar pelos comissionados da presidência da Câmara”, declarou.

O presidente reforçou que tomou medidas de austeridade seguindo a orientação do Ministério Público e Tribunal de Contas do Estado. “Estou fazendo uma coisa para ir para minha casa tranquilo”, avisou.

Ele disse ter tido tanto cuidado que prejudicou a reeleição dele. “Eu não usei a máquina”, argumentou.

Compartilhe:

Jório sugere em reunião demissão de comissionados dos gabinetes

jorio-nogueira

Hoje pela manhão foi realizada uma reunião tensa na Câmara Municipal. Alegando dificuldades orçamentárias o presidente da Câmara Municipal Jório Nogueira (PSD) sugeriu aos vereadores que sejam demitidos seis dos setes assessores que cada parlamentar tem direito no gabinete.

Ele alegou na reunião que déficit de R$ 500 mil herdado da gestão do vereador Francisco Carlos (PP) subiu para R$ 1,5 milhão. Os números incomodaram os parlamentares. “Desde abril que não temos verba de gabinete. Desde julho que não se gasta em publicidade. Isso dá mais de dois milhões e meio de reais”, frisou um dos parlamentares que conversou com o Blog do Barreto.

Nas contas do vereador a Câmara Municipal vem economizando R$ 186 mil/mês desde abril gerando uma economia até dezembro de R$ 1,8 milhão. Desde julho seria algo em torno de R$ 150 mil/mês que daria aproximadamente R$ 900 mil até o final de 2016.

O Blog fez contato com Jório Nogueira que explicou que está conversando com os colegas sobre o assunto por uma necessidade de se cumprir o orçamento. “Estou preocupado com essa questão dos comissionados para não deixar nada para ninguém pagar (falando em relação ao sucessor na presidência da casa que será escolhido em janeiro) como aconteceu comigo”, declarou.

Questionado sobre as economias com mídia e verba de gabinete, Jório desconversou. “Eu sugiro que você converse com os nossos técnicos. Esse é um tema técnico e eles saberão explicar melhor”, acrescentou argumentando que não existia orçamento para verba de gabinete. “Esse recurso não existia”, frisou.

Nota do Blog: a sessão de amanhã promete fortes emoções na Câmara Municipal. Nada mais posso adiantar.

Compartilhe:

Jório afirma que não pode devolver recursos ao executivo

jorio

A respeito da proposta de alguns vereadores da devolução de recursos da Câmara, relativos à verba indenizatória, para custeio de unidades hospitalares, o presidente da Casa, Jório Nogueira (PSD), informa que está legalmente impedido de autorizar a medida, porque não há recursos carimbados, no Orçamento do Legislativo, para verba indenizatória.

O vereador lembra que o duodécimo repassado à Câmara Municipal pela Prefeitura é destinado ao custeio da Casa (salário, aluguel, água, luz, telefone, fornecedores, etc). “Portanto, não existe dinheiro específico de verba indenizatória a ser devolvido. Esse assunto não é novo, já foi esclarecido, mas algumas pessoas teimam em passa-lo à opinião pública”, explica Jório.

Ele acrescenta que a Presidência só é recomendada a devolver recursos ao Executivo, ao fim do exercício financeiro, desde que, sanada todas as despesas da Câmara, haja dinheiro excedente. “Nesse caso, o Legislativo é até obrigado a fazer a devolução”, observa o presidente.

Ademais, continua Jório, recursos não aplicados na verba indenizatória, cuja suspensão foi recomendada pelo TCE por excessos cometidos por alguns vereadores, podem ser redirecionados para saneamento de contas da Câmara, como pagamento de dívidas herdadas de gestões passadas, valorização do servidor, entre outras áreas.

“Além disso, os poderes que têm a prerrogativa legal de custear as unidades hospitalares de Mossoró, o Governo do Estado e a Prefeitura, já foram mobilizados pela Câmara. Conseguimos uma reunião com as secretarias de Saúde do Estado e do Município, próxima quinta-feira, às 8h, em busca de uma solução. O Legislativo está fazendo a parte dele”, frisa o presidente.

Nota do Blog: o vereador Genivan Vale (PDT) sugeriu que o excedente fosse devolvido ao executivo para pagar as dívidas com o Centro de Oncologia.

Compartilhe:

Jório Nogueira escolhe palanque de Tião

Por meio de uma nota, o presidente da Câmara Municipal Jório Nogueira (PSD) anunciou apoio ao candidato a prefeito Tião Couto (PSDB). Abaixo a manifestação do parlamentar:

“Quero informar a todos os meus amigos e amigas, a todos os mossoroenses que estão nos apoiando nessa luta para mais um mandato na Câmara Municipal de Mossoró, que, após ouvir o comando do meu partido, após ouvir meus familiares e amigos, e após analisar o quadro político nessa reta final do processo eleitoral, decidi formalizar meu apoio ao candidato a prefeito Tião Couto, por entender que ele reúne, neste momento, as melhores qualidades e os melhores propósitos para construir a Mossoró que todos nós desejamos.

Quero pedir a todos os que estão ao meu lado nessa eleição, que, além do voto que será dado a Jório Nogueira para continuar meu trabalho na Câmara, seja igualmente dado o voto a Tião, como forma de fazermos a escolha certa para que eu possa fazer meu trabalho como vereador, e ele possa contar com o nosso apoio na concretização de todas as suas propostas, que estão sendo apresentadas ao povo de Mossoró, ao longo dessa campanha.

Anuncio, assim, meu voto em Tião Couto, e conto com todos os meus amigos nessa caminhada.

Muito obrigado”.

Compartilhe:

Heró anuncia apoio a Jório Nogueira

jorio%2c-hero-e-amigos-festejam-apoio-para-vitoria-foto-edilberto-barros

O vereador Heró Alves (PTC) é o mais novo reforço da campanha à reeleição do vereador Jório Nogueira (PSD). O apoio foi oficializado na noite desta quinta-feira (15), em reunião promovida pelo vereador Heró, na Rua Seis de Janeiro, bairro Santo Antônio.

“Foi uma decisão natural. Consultei familiares, amigos, correligionários, e chegamos ao consenso que Jório merece nosso apoio. E não pela antiga afinidade que meu grupo tem com ele, mas, sobretudo, por acreditar no seu trabalho”, comentou Heró.

Jório Nogueira agradeceu o apoio do colega de Câmara, que há 15 dias anunciou desistência da reeleição, e enalteceu a importância do apoio: “O vereador Heró é uma liderança respeitável e que muito vai contribuir com a nossa candidatura”.

A reunião que oficializou o apoio foi prestigiada por dezenas de pessoas, representantes de vários segmentos populares, que ajudaram na caminhada vitoriosa de Heró à Câmara Municipal, em 2012, e que agora se somam à campanha de Jório Nogueira.

Compartilhe:

Jório grava áudio no Whatsapp com apelo aos apoiadores (dele) para que respeitem e apoiem Francisco José Junior

 

jorio_apelo

Num áudio de Whatsapp que está sendo espalhado em vários grupos, o presidente da Câmara Municipal Jório Nogueira (PSD) faz um apelo comovente para que os integrantes do grupo que colabora com a reeleição dele ajudem e não atrapalhem a candidatura de Francisco José Junior (PSD).

O pessedista pede para que os aliados não “maltratem” o prefeito. “Estou vendo muitas coisas… que estão levando para o outro lado. Quero pedir a vocês que são ligados diretamente a mim… por consideração eu estou fazendo este apelo, certo. E vou repetir mais uma vez: as pessoas que tem… que querem… que me respeita, que querem a nossa vitória… eu vou pedir mais uma vez que não maltratem o nosso candidato a prefeito Francisco”, declarou.

Não maltratem o nosso candidato a prefeito Francisco

Em seguida ele faz um apelo dramático: “Peço aos meus meus verdadeiros amigos, colaboradores da campanha, que têm ligação direta comigo, que possam respeitar e ajudar Francisco José Junior”, disse.

Peço aos meus meus verdadeiros amigos, colaboradores da campanha, que têm ligação direta comigo, que possa respeitar e ajudar Francisco José Junior

O presidente disse ter pessoas no grupo que não são diretamente ligadas a ele e que estão liberadas para votar em outros candidatos. “Tem pessoas, que vou repetir, que não são ligadas a mim diretamente que vão votar em mim por espontânea vontade… essas pessoas que têm outras tendências e que vão votar em outros candidatos eu respeito”, declarou.

No entanto, com quem Jório considera diretamente ligado a ele a conversa é outra: ele quer o apoio integral ao prefeito. “As pessoas da nossa equipe, que andam comigo, que frequentam o comitê, que tem uma ligação direta com nosso grupo… essas pessoas… eu não posso cobrar de uma forma legal, transparente, de uma forma amigável… estão levando para o outro lado”, concluiu.

Ele ainda falou que existem apoiadores postando fotos dele com Rosalba Ciarlini (PP). Ele disse que isso é “natural” porque tem eleitores no grupo dela e no de Tião Couto (PSD). “Isso não significa dizer que Jório Nogueira tenha três candidatos. Jório Nogueira tem um candidato que é Francisco”, frisou. Em seguida ele pede para que parem de postar fotos dele com a de outros candidatos. “Isso não pode partir do nosso grupo: botar uma foto minha com a de Rosalba. Botar uma foto minha com uma de Tião… aí gente não tem cabimento”, alegou.

Ele ainda disse que teve “bocas de chafurdo” e candidatos a vereador se aproveitando da situação para jogá-lo contra o prefeito e a primeira dama Amélia Ciarlini.

O presidente da Câmara ainda negou que tivesse qualquer relação com a crise envolvendo Amélia e a primeira dama do Estado, Juliane Faria. “Acho que cada uma tentou defender o seu marido. Acho até muito bonito”, argumentou.

Abaixo o áudio na íntegra:

Compartilhe:

Após reunião com Jório, Robinson sacramenta rompimento

Blog Carlos Santos

O governador Robinson Faria (PSD) conversou demoradamente com o presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Jório Nogueira (PSD).

A reunião – longa – foi nessa última terça-feira (6), em Natal. Jório foi convocado com urgência pelo Governador.

Fizeram balanço dos últimos acontecimentos políticos em Mossoró, que teve a primeira-dama do município Amélia Ciarlini em evidência.

Candidato à reeleição, Jório deve ocupar espaço generoso no grupo de Robinson na cidade e região, pós-eleição.

Já o prefeito “Francisco”, Francisco José Júnior (PSD), com dezenas de cargos que indicou para o Estado, tende a conviver com perdas insanáveis.

Rompimento está sacramentado para Robinson.

Compartilhe: