Categorias
Matéria

Isolda propõe que Oratório de Santa Luzia se torne patrimônio do RN

Oratório de Santa Luzia pode se torna patrimônio do RN (Foto: divulgação)

A Festa de Santa Luzia, padroeira de Mossoró, reúne, todos os anos, milhares de pessoas da cidade e região com uma programação extensa que mobiliza voluntários e pessoas da comunidade.

Parte importante na programação dos festejos da padroeira, o ‘Oratório de Santa Luzia 2019’, tem início nesta terça, no Adro da Catedral. Pensando na importância do espetáculo, a deputada estadual Isolda Dantas propõe na Assembleia Legislativa o Projeto de Lei que torne o Oratório de Santa Luzia patrimônio cultural, imaterial e histórico do Rio Grande do Norte.

Neste ano o elenco do Oratório conta com 230 pessoas em cena, sendo 200 vonluntários e 30 atores e bailarinos profissionais da cidade de Mossoró. A encenação conta e relembra a história da vida e fé da padroeira de Mossoró que está consolidado no calendário da festa da padroeira do município, e representa uma grande tradição da cidade que é o teatro.

A deputada diz que o Oratório de Santa Luzia é fundamental para o cenário cultural e histórico da cidade. “São diversas atrizes e atores e equipes de produção de direção artística que têm suas histórias e trajetórias profissionais marcadas no ramo da cultura e arte de Mossoró”.

 

Categorias
Matéria

Oratório de Santa Luzia estreia dia 3 de dezembro

 

Oratório de Santa Luzia está na reta final dos preparativos (Foto: cedida)

O espetáculo teatral Oratório de Santa Luzia completa 19 anos repleto de novidades. A estreia será na próxima terça-feira, dia 03, após a novena. Neste ano, a história da virgem de Siracusa será encenada pelos próprios fiéis, voluntários oriundos dos quatro cantos da cidade de Mossoró e por artistas de grande experiência, no adro da Catedral de Santa Luzia. O oratório relembra a vida e os martírios vividos pela santa padroeira de Mossoró.

Num ato de devoção e fé, o Oratório de Santa Luzia 2019 tem a honra de trazer para os devotos fiéis e toda a comunidade cristã um espetáculo que retrata o amor de uma jovem por Cristo. Santa Luzia seguiu o exemplo do próprio Cristo que morreu crucificado e deu a vida por amor ao mundo.

A direção geral do espetáculo é de Marcelo Flecha. Um dos destaques é o número de pessoas envolvidas – o maior elenco nesses 19 anos de trajetória. Serão 230 pessoas no palco. Na assistência de direção Luciana Duarte e Jeyson Leonardo; as coreografias são assinadas por Adriana Castro e Hykaroo Mendonça. A proposta basilar da montagem é ter os devotos propondo cada cena, transmitindo sua fé ao contar a história de Santa Luzia de maneira voluntária, solidária, generosa e criativa, marca da vocação teatral da cidade de Mossoró.

O Oratório propõe uma retomada da gênesis do espetáculo, quando resgata a dramaturgia original de João Marcelino e algumas soluções cênicas como o emblemático cavalo do martírio e a trilha original de Danilo Guanais, enriquecida por composições de Romero Oliveira que também está a cargo da direção musical. Com esta proposta, Flecha tenta retomar a motivação inicial gerada pela devoção à padroeira e adota sua política de contemplar o maior número de artistas profissionais em atividade permanente na cidade, investindo na sustentabilidade do fazer artístico de Mossoró.

Outra proposta do oratório 2019 foi convidar atrizes e atores cuja composição de personagens tornaram-se emblemáticas nestes quase vinte anos de espetáculo:  Mônica Danuta como Santa Luzia e Tony Silva como a cega Nicássia. O elenco conta ainda com Joriana Pontes, Leonardo Wagner, Boanerges Perdigão, Neuma Almeida e Plínio Sá, totalizando um número de mais de 50 artistas envolvidos, entre elenco e equipe de criação.

Outra inovação trazida pelo diretor Marcelo Flecha é o conceito estético, com cenário assinado por Damásio Costa. Uma estética que pretende transformar o adro em um grande teatro a céu aberto, criando a sensação para o espectador de tridimensionalidade gerada pelo cenário que fechará uma caixa cênica, com terços e fitas de lembranças de Santa Luzia gigante, representando as inúmeras banquinhas de lembranças da santa, marca da festa da padroeira.

Paulo Pedrosa assina os figurinos e repagina todo o rico acervo da paróquia, apresentando um DNA estético do espetáculo, com peças de João Marcelino e Marcos Leonardo. A direção técnica de Júnior Felix possibilitou Marcelo Flecha a lançar Paulo Lima na iluminação, alargando a política de oportunizar soma de experiência a artistas criativos de potencial da cidade.

O Oratório é financiado com recursos da Lei Câmara Cascudo, patrocinado pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Fundação José Augusto, Cosern, Café Santa Clara e Cimento Mizu. O espetáculo conta também com o apoio da Prefeitura Municipal de Mossoró e tem na produção executiva Mescias Gomes.

Categorias
Matéria

TCM transmite Oratório de Santa Luzia

Oratório será transmitido pela TCM (Foto: Vinícius Fernandes)

A TCM Telecom vai transmitir na noite de hoje, a partir das 20h30, ao vivo, o espetáculo Oratório de Santa Luzia, direto do Adro da Catedral. A apresentação no TCM HD será conduzida por Daniele Silveira.

O Oratório de Santa Luzia completa 18 anos.  A história da Virgem de Siracusa encenada pelos artistas mossoroenses relembra a vida e os martírios vividos pela Santa padroeira de nossa cidade. A direção geral deste ano  é de Marcos Leonardo, que assina também os figurinos. Na assistência de direção e coreografia está Roberta Schumara.

Além do TCM HD, o Oratório pode ser acompanhado pela internet, através do www.tcm10hd.com.br e aplicativo TCM Play.

Categorias
Informe Publicitário

Oratório de Santa Luzia 2018 estreia hoje no adro da Catedral

O espetáculo teatral Oratório de Santa Luzia estreia nesta terça-feira, dia 04, após a novena, e completa 18 anos repleto de novidades. A história da Virgem de Siracusa encenada pelos artistas mossoroenses no adro da Catedral de Santa Luzia relembra a vida e os martírios vividos pela Santa padroeira de Mossoró. Num ato de devoção e fé, o Oratório de Santa Luzia 2018 tem a honra de trazer para os devotos fiéis e toda a comunidade cristã um espetáculo que retrata o amor de uma jovem por Cristo. Seguindo o exemplo do próprio Cristo que morreu crucificado e deu a vida por amor ao mundo.

A direção geral deste ano é de Marcos Leonardo, que assina também os figurinos trazendo simplicidade e uma coerência de encanto e leveza, deixando transparecer a riqueza das “vestes da alma” e o colorido do brilho do olhar de cada ator/atriz, bailarino (a) e todos os personagens. Na assistência de direção e coreografia Roberta Schumara, que com maestria e altivez consegue transmitir nos movimentos corporais, através da dança, as mensagens subliminares da vida de Luzia. Procurando, segundo Roberta, tocar o interior de cada fiel. “ Uma evidência de que o corpo fala e o nosso coração sente o que a arte nos ensina, viver. A dança contemporânea não é apenas técnica e diferenciações. Precisamos tocar o outro para que ele sinta e entenda. É sentimento. É amor pelo que se faz”, ressalta.

Neste ano, o Oratório fez um casamento perfeito entre a Paróquia de Santa Luzia e o Colégio Diocesano, evidenciando uma parceria de fé, organização e muita dedicação. Contemplando o Grupo Diocecena como base para o elenco e uma brilhante participação de grandes atores mossoroenses para que possam beber da mesma fonte de viver que é a própria arte.

Para viver Luzia, personagem principal, a atriz e bailarina Sofia Maria, que com muita dedicação, discernimento e fé ao lado de atrizes e atores convidados: Joriana Pontes, Leonardo Wagner, Carlos José, Gledson Lopes, Neuma Almeida e muitos outros que irão contar toda a história da Santa da Visão.

O texto com palavras fervorosas e cheias de simplicidade e cristianismo é de autoria de Erismar Cunha, que através das frases e contextualizações exalta inúmeras passagens bíblicas transpondo e reconhecendo que os maiores ensinamentos estão nas Palavras de Deus. Não tem como não se apaixonar pela história de Luzia, que nasceu em um período carregado de perseguição. Naquele tempo, ser cristão era um ato de heroísmo.  O Oratório mostrará a devoção de Luzia com cores, movimentos, ritmo e fé.

O Oratório é financiado com recursos da Lei Câmara Cascudo, patrocinado pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Fundação José Augusto, Cosern e Café Santa clara, e conta também com o apoio da Prefeitura Municipal de Mossoró.

Serviço

Peça: Oratório de Santa Luzia:

Período: 4 a 12 de dezembro

Horário: após a novena das 19h30

Local: Adro da Catedral de Santa Luzia