Fim de semana é marcado por movimentações políticas no RN

Visualização da imagem
PSDB Mulher iniciou fim de semana marcado por movimentações políticas (Foto: cedida)

O final de semana foi de intensa movimentação política no Rio Grande do Norte. Três delas foram realizadas em Natal e uma em Mossoró.

Na sexta-feira o PSDB Mulher recebeu a ex-governadora do Rio Grande do Sul Yeda Crusius. “Este momento é de grande importância, por abrir as portas do partido para que as mulheres possam perceber o quanto podem contribuir com o crescimento dos nossos municípios, Estados e do país”, disse a ex-governadora gaúcha.

Também em Natal, mas no sábado, o PSC recebeu o governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel, principal liderança nacional do partido para dar posse ao deputado estadual Coronel Azevedo como presidente estadual da legenda.

Em discurso, Witzel elogiou Azevedo: “”É um nome que certamente ajudará o PSC a crescer e se firmar como um partido de propostas sólidas para o nosso país”.

Wilson Witzel veio ao RN (Foto: cedida)

O Partido Liberal reuniu filiados para empossar o deputado estadual Ubaldo Fernandes como presidente do diretório municipal do partido na capital do Rio Grande do Norte.

Em Mossoró, só que na sexta-feira, o PSL realizou encontro com presença do deputado federal General Girão, principal liderança do partido no Estado.

 

Compartilhe:

PSDB Mulher recebe liderança nacional no RN

Deputada Yeda Crusius no Encontro Nacional do PSDB Mulher em Brasília (Foto Orlando Brito)

Com o objetivo de fortalecer a participação feminina nas eleições, o PSDB Mulher do Rio Grande do Norte realizará nesta sexta-feira (25) um encontro estadual. O evento será no auditório da Assembleia Legislativa e começará às 14 horas. Na oportunidade, será apresentado o nome da secretária do PSDB Mulher em Natal.

“Nosso objetivo é contribuir para a qualificação das mulheres que têm interesse em participar de alguma forma da política. Estamos a menos de um ano das próximas eleições municipais, e o PSDB tem a preocupação em atrair mais mulheres para a política, como forma inclusive de amplificar o debate sobre assuntos de importância para a sociedade atual”, disse a presidente estadual do PSDB Mulher, a ex-deputada Larissa Rosado.

Ainda de acordo com Larissa, o foco do partido é buscar bons nomes para compor chapas no processo eleitoral de 2020. “O PSDB não pensa apenas em cumprir uma cota, como manda a legislação. É muito mais do que isso. Nosso trabalho é atrair mulheres que desejem se dedicar a política e, de alguma forma, contribuir com a sua cidade ou o nosso Estado”, completou Larissa.

Na programação do encontro, está prevista a abertura com a presidente nacional do PSDB Mulher, a deputada federal Yeda Crusius, e a coordenadora regional do PSDB Mulher no Nordeste, Iraê Lucena. Depois, será realizado um curso sobre “Uso de Redes Sociais e Campanha Eleitoral”, sob o comando da jornalista Anna Ruth Dantas.

De acordo com Larissa Rosado, o evento é aberto ao público e as simpatizantes do PSDB, inclusive para as mulheres que trabalham como assessoras de mandatos políticos.

Compartilhe:

PSDB-Mulher faz encontro no RN

O PSDB-Mulher do Rio Grande do Norte realizará nesta sexta-feira (25), um encontro voltado para o fortalecimento da participação feminina no processo eleitoral. O evento será no auditório da Assembleia Legislativa e começará às 14 horas.

“O PSDB espera contribuir para o aumento da participação das mulheres nas eleições. Elas já ocupam posição de destaque na sociedade e também na política, e essa realidade conta com o nosso total apoio”, disse o presidente estadual do PSDB, o deputado Ezequiel Ferreira.

Na programação do encontro, está prevista a abertura com a presidente nacional do PSDB-Mulher, a deputada federal Yeda Crusius, e a coordenadora regional do PSDB-Mulher no Nordeste, Iraê Lucena. Depois, será realizado um curso sobre “Uso de Redes Sociais e Campanha Eleitoral”, sob o comando da jornalista Anna Ruth Dantas.

Compartilhe:

TSE rejeita cassação de Zenaide

Ação contra Zenaide é derrotada por 7×0 (Foto: autor não identificado)

Agora RN

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou nesta quinta-feira, 10, um recurso do PSDB que pedia a cassação do mandato da senadora potiguar Zenaide Maia (Pros). Por unanimidade, os ministros Carlos Mário da Silva Velloso Filho, Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Og Fernandes, Rosa Weber (presidente) e Sérgio Banhos seguiram o entendimento do relator, Jorge Mussi, que votou para negar o pedido.

No agravo regimental julgado nesta quinta-feira, o PSDB tentava reverter uma decisão de Jorge Mussi de agosto. À época, o ministro descartou, monocraticamente, rever a decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) – que absolveu Zenaide em junho. Por sete votos a zero, os juízes potiguares entenderam que as irregularidades apontadas pelos tucanos no processo não eram graves o suficiente para a cassação do mandato.

Eleita com mais de 660 mil votos em 2018, Zenaide teve as contas reprovadas pela Justiça Eleitoral. Com base nesta decisão e em um parecer do Ministério Público, o PSDB concluiu que houve uma série de infrações à lei na campanha e pediu a cassação da senadora. Relator do processo no TSE, Jorge Mussi argumentou que, apesar de a prestação de contas de campanha de Zenaide conter irregularidades, os recursos envolvidos foram irrisórios e, por isso, não houve comprometimento da “normalidade do processo eleitoral” de forma a ensejar uma cassação de mandato.

A principal infração da campanha de Zenaide teria sido, segundo o PSDB, a omissão de R$ 519 mil em despesas na prestação de contas parcial, entregue em agosto de 2018 – no meio da campanha. Os tucanos alegam que várias despesas foram realizadas antes da entrega da prestação de contas parcial, mas os gastos não foram informados à Justiça Eleitoral à época, sendo contabilizados apenas posteriormente.

Sobre este ponto, Jorge Mussi assinalou que o erro da campanha da senadora foi “meramente formal”. “Não houve detecção pelo órgão técnico de qualquer hipótese de malversação de recursos públicos, restando comprovada (…) a regularidade dos gastos contratados, com a apresentação dos respectivos documentos fiscais”, escreveu o magistrado.

Outra irregularidade, segundo o PSDB, foi o recebimento, pela campanha de Zenaide, de uma doação em cheque acima do valor máximo permitido por lei: R$ 1.064,00. O cheque, no valor de R$ 11 mil, teria sido depositado pelo marido da senadora, Jaime Calado, atual secretário de Desenvolvimento Econômico do Governo do Estado.

De acordo com Jorge Mussi, “não houve qualquer indício de que a referida quantia fosse proveniente de fontes ilícitas ou objeto de omissão por parte da candidata”.

Pelo contrário, analisa o ministro, “houve a regular emissão do correspondente recibo eleitoral e foram juntados tempestivamente aos autos da demonstração contábil o comprovante de depósito em conta corrente e o suposto cheque emitido pelo doador, reforçando a conclusão acerca falta de gravidade da aludida irregularidade de modo a afetar o objeto protegido pela norma e justificar uma medida extrema de cassação de diploma”.

Além desse cheque, o PSDB aponta que a campanha de Zenaide recebeu três depósitos não identificados, no valor total de R$ 2 mil. Para corrigir o problema, a contabilidade devolveu R$ 1 mil para os supostos doadores e alegou que os outros R$ 1 mil representaram devolução de saque efetuado pela própria campanha anteriormente, para gerar “fundo de caixa”. A ação não convenceu ao PSDB. “Não há como se certificar que os respectivos beneficiários das devoluções eram os verdadeiros doadores. E se o dinheiro fosse advindo de uma fonte vedada, como uma empresa, por exemplo?”, acrescenta o partido.

Sobre as doações não identificadas, o ministro do TSE afirmou que, além de os recursos não terem sido utilizados na campanha, o valor é ínfimo diante do total de recursos movimentados na campanha. “Não vislumbro gravidade”, escreveu Jorge Mussi, mesmo ponderando que, em vez de “devolver” para os supostos doadores (não há como determinar a origem), a campanha deveria ter encaminhado os valores para a conta do Tesouro Nacional.

No recurso, o PSDB questionava, ainda, a omissão de uma despesa na prestação de contas parcial de R$ 500 por serviços contratados junto ao Facebook. Novamente, o ministro do TSE disse não ver gravidade na conduta.

Com a decisão no TSE por unanimidade, não cabem mais recursos ao PSDB.

Pela assessoria, a senadora Zenaide Maia disse que não vai comentar a decisão. Os representantes do PSDB foram procurados pela reportagem, mas não retornaram aos contatos.

Compartilhe:

PSDB recebe reforços no Agreste

PSDB recebe novos filiados (Foto: Divulgação/Assessoria)

A jovem vice-prefeita de Lagoa Salgada, Geyse Murian decidiu engrossar as fileiras do PSDB, no Agreste Potiguar. O médico Dr. Ibiapino e o empresário Galego do Rancho também vão reforçar o partido no município.

“Estamos também crescendo o PSDB no Agreste Potiguar. A jovem Geyse e seu grupo vêm com intuito de contribuir com o fortalecimento do partido e está à disposição da oposição em Lagoa Salgada juntamente com outros lideres”, afirmou o presidente da legenda e deputado Ezequiel Ferreira, que recebeu eles na sede do PSDB nesta sexta-feira (13).

Em Lagoa Salgada, Geyse e seu grupo estão se unindo aos ex-prefeitos Francisco Canindé e Alexandre Justino, além do advogado Frank de Canindé e vereadores para fortalecer a oposição com vistas às eleições de 2020.

“Apesar de jovem, estamos na luta por Lagoa Salgada, que tem hoje mais de 8.500 eleitores e precisa de desenvolvimento e oportunidades para sua população”, frisou a vice-prefeita.

Compartilhe:

Prefeito se filia ao PSDB

Miguel Moura é do PSDB (Foto: divulgação)

O prefeito Miguel Cabral, que administra o município de São Pedro, na região Potengi, vai assinar a ficha do PSDB. Miguel confirmou essa intenção nesta sexta-feira (13) ao presidente da sigla no Rio Grande do Norte, deputado Ezequiel Ferreira de Souza.

“Para a gente é uma honra receber o prefeito Miguel Cabral e todo seu grupo no PSDB. Estamos organizando  um Seminário que a legenda vai promover para reunir todas as lideranças e receber filiações importantes”, afirmou Ezequiel Ferreira.

Além de Miguel Cabral, vereadores e pré-candidatos em 2020 também virão reforçar o partido. “Vamos transformar o PSDB no maior partido de São Pedro. É um prazer passar a integrar a legenda”, disse o prefeito Miguel Cabral, que estava acompanhando do vereador Jânio Garcia, que já integra o PSDB no município do Potengi.

Compartilhe:

Partido abre prazo para regularização de comissões provisórias

O PSDB no Rio Grande do Norte abriu novo prazo para que as comissões provisórias municipais do partido, que ainda não renovaram os mandatos de seus dirigentes, possam realizar convenções extraordinárias. Agora, o prazo será de 21 de setembro a 06 de outubro. O calendário foi aprovado pelo presidente estadual da legenda, deputado Ezequiel Ferreira.

“Estamos dando sequência ao trabalho com o objetivo de fortalecer ainda mais o PSDB no Estado, contribuindo para que a legenda tenha forte atuação nos municípios potiguares e esteja representada nas próximas eleições na maior quantidade de cidades do RN”, disse Ezequiel. Dúvidas e informações complementares poderão ser tiradas na Sede do PSDB RN, Ed. Tirol Way Office, 1º Andar, Sala 105 na Av. Hermes da Fonseca, 1718 – Tirol, pelos contatos (84) 3234-8096 ou pelo Whatsapp (84) 99956-2634.

De acordo com a nova resolução, a medida tomada atende a uma das orientações nacionais do PSDB, “de fortalecimento da legenda” em todo o país. Ainda conforme a resolução, “as comissões municipais que, por qualquer motivo, deixarem de realizar sua convenção na data base fixada, restarão dissolvidos automaticamente, oportunidade em que o Diretório Estadual designará uma Comissão Provisória”. Estão autorizados a participar das convenções, com direito a votar e ser votado, o filiado que tenha prazo mínimo de filiação de 30 dias do evento respectivo.

Compartilhe:

PSDB e MDB seguem se afinando para 2020

Prefeito terá apoio do PSDB em Nova Cruz (Foto: cedida)

Na semana passa o PSDB teve presença marcante em movimentação política do MDB em Apodi onde apoiará a reeleição do prefeito Alan Silveira. Ontem foi a vez dos partidores firmarem união em Nova Cruz, maior cidade do Agreste Potiguar.

O prefeito de Nova Cruz, Flávio de Beroz (MDB) foi recebido nesta sexta-feira (30) pelo presidente do PSDB Potiguar, Ezequiel Ferreira de Souza. A parceria para 2020 está firmada.

Em 2016, Flávio foi eleito vice-prefeito na chapa de Targino Pereira, falecido esse ano. Flávio vem fazendo uma gestão diferenciada e tem feito o pagamento em dia dos servidores, dentro do mês trabalhado.

Ezequiel quer fortalecer o PSDB no Agreste Potiguar e iniciou uma articulação em Nova Cruz. Lideranças e vereadores vão fortalecer a legenda. O vice de Flávio deve ser do PSDB.

Flávio apontou ações de pavimentação e melhorias para a população de Nova Cruz. O prefeito também apresentou ao deputado uma programação cultural para celebrar os 100 anos de Nova Cruz, em dezembro próximo.

Compartilhe:

Ministro do TSE rejeita ação do PSDB contra Zenaide

Zenaide segue senadora (Foto: web)

Justiça Potiguar

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Jorge Mussi, julgou improcedente o recurso impetrado pelo PSDB-RN com acusações de captação ilícita de recursos da senadora potiguar Zenaide Maia durante a campanha eleitoral, o que poderia leva-la a cassação. O ministro manteve a decisão do TER-RN que já havia decidido em favor da senadora.

 “Assim, na linha do parecer ministerial, conquanto inequívocas as falhas sob o ponto de vista contábil, os fatos mostram-se desprovidos de relevância jurídica para comprometer a higidez do pleito, não demonstrando consistência probatória a suportar juízo condenatório”, destacou o ministro. Zenaide foi eleita com pouco mais de 660 mil votos, equivalente a 22,6%.

O PSDB alegava que, entre outras infrações, Zenaide ocultou gastos da ordem de R$ 519 mil de uma de suas prestações de contas. Eleita com mais de 660 mil votos nas eleições de 2018, Zenaide teve as contas reprovadas pela Justiça Eleitoral. Com base na decisão e em um parecer do Ministério Público, o PSDB conclui que houve uma “verdadeira confusão” nas contas de campanha da senadora – o que acabou resultando em uma série de infrações à lei.

O processo já havia sido julgado improcedente a unanimidade pelos juízes eleitorais do TRE-RN. Assim concluiu o ministro, “Ante o exposto, nego seguimento ao recurso especial”, afirmou Mussi.

Compartilhe:

Larissa 2020 é mais “cavada” que possibilidade

Sandra e Larissa terão ano decisivo em 2020 (Foto: arquivo)

É indiscutível que a ex-deputada estadual Larissa Rosado (PSDB) ainda é a segunda maior eleitora de Mossoró. Isso mesmo apesar de não vencer uma eleição desde 2010.

Esta condição se deve muito mais ao fato das lideranças políticas de Mossoró sem sobrenome Rosado ainda não estarem consolidadas.

Na condição de neorosalbista, o grupo da mãe de Larissa, a vereadora Sandra Rosado (PSDB), perdeu protagonismo na política mossoroense. Este espaço hoje ocupado pela ex-deputado a cada dia assume contornos de vácuo que tende a ser ocupado pelos deputados Allyson Bezerra (SD) e Isolda Dantas (PT), além dos empresários Tião Couto e Jorge do Rosário (ambos do PL).

Se o grupo de Sandra está acomodado dentro da base rosalbista por que cargas d’água ele permite que o nome de Larissa seja especulado? O desejo incontido é de vê-la na vaga de vice da prefeita Rosalba Ciarlini (PP).

Sabe-se que em 2020 a prefeita vai precisar de um vice mais representativo do que em 2016 quando se deu ao luxo de pôr a desconhecida Nayara Gadelha (PP) como companheira de chapa.

São constantes os boatos de que Larissa seria candidata a prefeita em 2020 com o beneplácito do presidente da Assembleia Legislativa Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

Pode ser? Pode, mas não creio.

O que existe é uma “cavada” para valorizar o passe de Larissa e o grupo de Sandra não tem condições políticas e financeiras de engrossar o diálogo com o rosalbismo que por sua vez pode usar pode usar esses boatos como justificativa para romper com o sandrismo, caso julgue ser estratégico se afastar desta ala da família Rosado.

Nota do Blog: o pessoal de Larissa chegou a espalhar que divulgaria uma pesquisa incluindo o nome da ex-deputada como candidata a prefeita em 2020. Até hoje os dados não foram divulgados se é que foram coletados.

Compartilhe: