Sandro Pimentel se manifesta sobre cassação

Sandro vai deixar a Assembleia Legislativa (Foto: Eduardo Maia/ALRN)

O Após ser cassado e perder o mandato de deputado estadual Sandro Pimentel (PSOL) se manifestou por meio de nota.

Confira:

Nota ao povo potiguar

Usurparam o nosso mandato, mas não calarão a nossa voz!

Desde o momento de nossa eleição, enfrento uma perseguição política e jurídica contra o mandato que nos foi confiado por 19.158 eleitores. Enquanto campanhas notadamente corruptas recebem o aval da legalidade, nossa modesta campanha foi punida com os rigores e velocidade que nunca alcançariam os filhos do poder. Nossa marca tem sido a construção de mandatos de origem popular, coerentes e ao lado da classe trabalhadora. Sei o quanto isso incomoda os interesses das elites de sempre, as mesmas que deixaram o Rio Grande do Norte em estado de putrefação e falência.

Pela primeira vez na história um vigilante, filho de uma professora e um agricultor, assumiu uma cadeira na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. Em pouco mais de 20 meses de mandato, fizemos a diferença em muitas áreas. Fomos nós que exigimos a auditoria nos contratos da Arena das Dunas, que apontou mais de R$ 450 milhões de prejuízo para o povo do Rio Grande do Norte. A partir da auditoria, garantimos uma CPI na Assembleia, a primeira em mais de 20 anos. Essa Investigação deixaria claro quem são os responsáveis por essa verdadeira agiotagem com o dinheiro público. A pergunta que fica é: a quem tanto interessaria o fim dessas investigações?  Foi nosso mandato também que, depois de 12 anos, voltou a convocar um secretário de Estado a dar explicações na Assembleia.

Também escolhemos lutar por aqueles que não podem falar. Nosso mandato tem levado a defesa dos animais para dentro dos parlamentos, algo inédito em nosso Estado. Citando como alguns exemplos, aprovamos dez leis estaduais sobre o tema, e foi nossa a iniciativa de criar a Coordenadoria de Cuidado, Proteção Animal e Ações Especiais (Copaae), a partir da reforma administrativa estadual. Pressionamos pela criação de estruturas públicas de atendimento veterinário, mas não ficamos apenas esperando. Nosso mandato oferecia, todos os meses, mais de 300 consultas veterinárias aos que não podem pagar por esse tipo de atenção. Tenho imenso orgulho de ser protetor dos animais e de ver quanto o nosso mandato contribuiu para o avanço dessa pauta no Rio Grande do Norte.  Esse é um legado que não se apaga e “justiça” nenhuma arrancará de nós, mas como esses inocentes ficarão daqui para frente?

Construímos um mandato necessário, presente, fiscalizador e responsável. Tivemos a maior produção legislativa e o maior número de leis aprovadas nessa legislatura. Não apenas letras mortas em um papel, mas proposições que fizeram diferença para trabalhadores civis e militares, comunidade LGBT, mulheres, negros e negras, defesa animal e para uma política mais responsável e transparente com uso do dinheiro público.

Ao povo potiguar, afirmo que a nossa luta não se encerra com a decisão fria da “justiça”, que sequer nos concedeu o direito de fazer sustentação oral na fase final do processo. Quem nos acusou de origem ilícita nos recursos de campanha, não conseguiu provar. Nós provamos que os parcos recursos pessoais vieram tão somente dos meus salários conquistados dignamente. Mesmo assim, a palavra sem provas acabou prevalecendo. Somos das ruas, não dos bastidores e das negociatas sujas do poder. Seguiremos na luta contra as desigualdades sociais, em defesa dos direitos humanos, dos animais e da classe trabalhadora. Ao contrário daqueles que a justiça protege, sou trabalhador e me orgulho de ser vigilante há quase 30 anos.

Agradeço a Deus pelo conforto e forças que têm me mantido firme, mesmo diante dessa adversidade. Aos meus familiares a certeza de que estou vivo, e pronto para seguir lutando pelo que sempre acreditei. Aos meus apoiadores, minha eterna gratidão pelas centenas de mensagens e orações que têm se transformado em lágrimas. À minha equipe, qualquer palavra será minúscula para descrever meus sentimentos, afinal, como sempre falei, somos empregados do povo e tudo que fizemos teve todo o nosso esmero. Aos colegas deputados, meus cumprimentos, inclusive pelos momentos de embates políticos.

Agora, volto de cabeça erguida para o meu posto de trabalho na UFRN. E o nosso mandato popular? Esse seguirá sempre nas ruas, lugar onde seremos resistência e de onde o podre poder nunca vai poder nos tirar.

Usurparam o nosso mandato, mas não calarão a nossa voz!

Sandro Pimentel

1° Deputado Estadual do PSOL no Rio Grande do Norte

Compartilhe:

Candidatura de Ronaldo Garcia é deferida. Só Rosalba ainda aguarda julgamento do registro

Ronaldo tem candidatura deferida (Foto: redes sociais)

O candidato a prefeito de Mossoró Ronaldo Garcia (PSOL) teve o registro de candidatura deferido pela Justiça Eleitoral. Dos seis postulantes à cadeira mais confortável do Palácio da Resistência só a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) ainda aguarda o julgamento.

Também já estão com candidaturas confirmadas Isolda Dantas (PT), Allyson Bezerra (SD), Irmã Ceição (PTB) e Cláudia Regina (DEM). Esta última foi alvo de uma Ação de Impugnação de Registro de Candidatura (AIRC), mas conseguiu ter a postulação referendada.

Já 330 candidatos a vereador com registros de candidatura deferidos sendo que dos 15 vereadores que disputam a reeleição oito estão com a documentação aprovada pela Justiça Eleitoral. São eles: Alex do Frango (PV), Aline Couto (PSDB), Didi de Arnor (Republicanos), Flavinho (PP), Ozaniel Mesquita (DEM), Petras Vinícius (DEM), Tony Cabelos (PP) e Ricardo de Dodoca (PP).

 

 

 

Compartilhe:

PC do B e PSOL farão convenções com cenário de divisão interna

Amanhã teremos as convenções de dois partidos de esquerda em Mossoró que estão com situações parecidas: PC do B e PSOL.

Ambos chegam a data das convenções sem ter um norte. Candidatura própria? Liberar os filiados e candidatos a vereador? Apoiar uma candidatura de outro partido?

Nos dois partidos existem divisões internas e projetos conflitantes.

A convenção do PC do B será às 9h e a do PSOL às 17h.

Compartilhe:

PSOL discute candidatura própria a prefeito de Mossoró e definição será em convenção no dia 12

Professor Ronaldo Garcia é cotado para ser candidato pelo PSOL (Foto: web/autor não identificado)

O PSOL que anunciou que não lançaria candidatura própria na corrida ao Palácio da Resistência reabriu discussão sobre o assunto na plenária municipal do último sábado.

A reunião discutiu a respeito de dois nomes: os professores Ronaldo Garcia e Thales Augusto, além da professora aposentada da UERN Telma Gurgel, que já retirou a pré-candidatura e anunciou que comporia uma candidatura coletiva a uma vaga na Câmara Municipal.

 Os nomes postos para vice foram os de Yasmin Dias e Lúcia Garcia.

Há uma divisão interna no partido não só em torno de se lançar uma candidatura própria como também em torno dos nomes postos.

A convenção do PSOL ocorrerá no sábado 12/09 no espaço cultural Viola Lilás, decidirá sobre a possível nominata, que pode ingressar no pleito à Prefeitura de Mossoró.

Compartilhe:

PSOL inova com candidatura coletiva a prefeito

Decisão foi tomada em plenária on line do PSOL (Foto: reprodução)

O diretório municipal de Natal do PSOL aprovou uma chapa coletiva para disputar a prefeitura de Natal com as pré-candidatas Nevinha e Liliana Lincka como prefeita e co-prefeita. A vaga de vice-prefeito será ocupada por Danniel Morais.

O PSOL tem experiência em eleger chapas coletivas proporcionais Brasil a fora e agora, lança pela primeira vez no Brasil uma chapa majoritária coletiva.

O diretório municipal que é presidido pela jovem Camila Barbosa, também decidiu que fará todo o esforço para complementar a chapa coletiva com mais um nome, bem como, deverá lançar uma chapa proporcional com cerca de 30 nomes a vereadores de Natal.

Compartilhe:

Próximo de se tornar deputado, Robério Paulino será candidato a vereador

Robério Paulino peticionou em processo contra Sandro Pimentel para ...
Paulino é candidato a vereador, mas pode se tornar deputado (Foto: reprodução)

Com a cassação de Sandro Pimentel (PSOL) encaminhada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o professor Robério Paulino (PSOL) ainda assim será candidato a vereador na capital do Estado.

Robério explica que atende a um chamado do partido. “Possivelmente assumirei o cargo de deputado estadual, mas por pedido de vários setores do partido, aceitei ser candidato a vereador por Natal e assim ajudar o partido a eleger uma grande bancada como puxador de votos”, declarou.

Robério Paulino já disputou a Prefeitura de Natal duas vezes (2016 e 2016) e o Governo do Estado uma (2014) sendo um dos elementos provocadores do segundo turno neste último pleito.

Em 2018 ele ficou com a primeira suplência de deputado estadual no PSOL e por isso pode assumir o mandato caso o TSE confirme a cassação de Sandro Pimentel por irregularidades na prestação de contas.

Compartilhe:

Partido retira pré-candidatura a prefeito de Mossoró

Telma tentará voltar a Câmara Municipal (Foto: cedida)

A ex-vereadora e professora Telma Gurgel não é mais candidata a prefeito de Mossoró pelo PSOL. O partido decidiu se retirar da disputa majoritária e concentrar esforços na chapa proporcional.

Telma encabeçará uma candidatura coletiva.

Confira a nota com o anúncio da tomada de posição:

O Brasil vive tempos desafiadores, além das dores provocadas pela Covid 19, com quase 50 mil mortes, ainda enfrentamos um desgoverno autoritário que a cada ação aprofunda a crise em todas suas dimensões sanitária, econômica e política.

Esse contexto nos impõem a construção de uma estratégia que avance na organização popular e, ao mesmo tempo, amplie a presença de setores da classe trabalhadora nos espaços de representação pública.

Os tempos atuais também nos impulsionam a romper com os erros do passado e a construir uma perspectiva de política cada vez mais ampla, democrática e representativa de variados setores sociais.

Assim, em reunião, o Diretório Municipal do PSOL, redefiniu sua tática para as eleições de 2020 e não mais apresentará o nome de Telma Gurgel, como candidata a prefeita de Mossoró. A partir de então Telma Gurgel irá compor a nominata para vereadores(as) encabeçando uma proposta de mandato coletivo.

Desta forma esperamos fortalecer a nominata do partido e disputar, de forma mais ampla e participativa, uma ou mais cadeiras na Câmara Municipal.

Consideramos que temos grandes chances de cumprir esse objetivo, pois além da apresentação de nomes com trajetória e compromisso concreto com a luta pela igualdade, em nível local, o PSOL tem a seu favor uma história de coerência política e crítica construtiva em sua ação parlamentar, por todo o país.

Vamos à luta!

Fora Bolsonaro, Fora Mourão!

Compartilhe:

Pré-candidato a prefeito é assassinado no interior do RN

O pré-candidato a prefeito de Janduís Netinho de Nilton foi assassinado neste sábado. Ele era filiado ao PSOL e teria o apoio do ex-prefeito Salomão Gurgel (PSOL).

Netinho era empresário e foi assassinado com um tiro na nuca por volta das 9h quando se deslocava para a Fazenda Estrela na Zona Rural de Janduís. Ele tinha comprado o imóvel recentemente.

O deputado estadual Sandro Pimentel (PSOL) desconfia de crime político porque Netinho liderava as pesquisas de intenção de votos com 48% contra 12% do segundo colocado. “Algo semelhante aconteceu em 2012”, frisa.

O presidente nacional do PSOL, Juliano Medeiros, também comentou: “Não podemos tolerar crimes políticos em pleno século XXI. Nós do PSOL conhecemos bem a dor de perder uma das nossas. Assim foi com Marielle. Por isso nos solidarizamos com os amigos e familiares de Netinho nesse momento de sofrimento. Colocamos o partido à disposição da militância de Janduís para denunciar esse crime e render as homenagens ao nosso companheiro. Chega de crime político. Chega de violência. Chega de coronelismo. Não nos calarão! O PSOL seguirá firme na luta por outro Brasil!”, frisou.

A governadora Fátima Bezerra (PT) se manifestou classificando o crime como “covarde”. “Expresso aqui toda minha solidariedade diante do assassinato brutal e covarde do pré-candidato a prefeito de Janduís pelo Psol, Netinho de Nilton. Mantive contato com o Deputado Sandro Pimentel e com Juliano Medeiros, Presidente nacional do PSOL”, declarou.

Compartilhe: