Antônio Jácome sobe no muro e assume posição dúbia sobre reforma da previdência

Antônio Jácome

Dono de um mandato irritantemente discreto o deputado federal Antônio Jácome (PTN) usou a página dele no Facebook para dizer que a reforma da previdência é necessária, mas ao mesmo tempo disse que jamais se recusará a votar contra o trabalhador e o aposentado.

Ele sobe no muro da comodidade ao dizer que o partido dele ainda não definiu posição sobre a proposta (os políticos só seguem a orientação partidária quando é conveniente) e que ele vai aguardar os debates argumentando que a proposta original será modificada.

Abaixo o texto da postagem:

Olá, meus irmãos e amigos!
Vocês sabem que a internet virou território de ninguém. Qualquer pessoa desocupada e inescrupulosa posta qualquer mentira como se fosse verdade.
Circula nos grupos que EU VOTAREI CONTRA SUA APOSENTADORIA. Veja alguns pontos:

*1. Todo mundo de bom senso concorda que é preciso fazer algumas mudanças na Previdência para ela garantir os salários dos aposentados no futuro.*

*2. Ninguém tem dúvida que a proposta enviada pelo Governo sofrerá várias modificações.*

*3. Não há nenhuma data definida para acontecer a votação.*

*4. O tema ainda será bastante debatido.*

*_PORTANTO, venho esclarecer e repor a VERDADE:_*

_1. Meu partido ainda não se posicionou sobre o assunto;_
_2. Não afirmei em nenhum lugar como será meu voto, até porque, as emendas ainda nem foram apresentadas;_
_3. Tenho 30 anos de vida pública e jamais votei contra o trabalhador da iniciativa privada ou servidor público;_
_4. Votar contra os interesses dos aposentados? JAMAIS._
*5. O meu voto será para GARANTIR que a sua APOSENTADORIA não corra risco e nem atrase o pagamento.*

*Esse é o MEU COMPROMISSO!!*

Nota do Blog: Em nenhum momento o deputado diz quais pontos da proposta do executivo ele é contra. Enquanto Zenaide Maia (PR), Beto Rosado (PP) e Fátima Bezerra (PT) dizem publicamente que são contra a proposta, Antônio Jácome tentou se esquiva nas curvas sinuosas de um discurso  que mais confunde que esclarece. O parlamentar deixa nas entrelinhas que no fundo apoia a proposta do governo ao usar o discurso dos membros do Governo Michel Temer de que a reforma é para “garantir as nossas aposentadorias” e evitar “atrasos”.

Visite a página de Antônio Jácome: https://www.facebook.com/jacomern/?fref=ts&__mref=message_bubble

Compartilhe:

Rogério Marinho diz apoiar posição de Padre Flávio

Em conversa com o Blog do Barreto/jornalismo TCM o deputado federal Rogério Marinho (PSDB) que ontem cumpriu agenda em Mossoró falou sobre as declarações do padre Flávio Augusto que cobrou um posicionamento do senador Garibaldi Filho (PMDB) e do deputado federal Beto Rosado (PP) em relação a reforma da previdência.

O tucano disse que apóia o clérigo, mas ressaltou a preocupação com quem “paga a conta” e a preocupação em garantir os pagamentos dos aposentados no futuro citando exemplos de países onde houve atrasos de pagamentos na previdência. Ele ainda defendeu que para fazer a reforma é preciso cortar privilégios, inclusive dos políticos.

Sobre a reforma trabalhista, cujo relator é o próprio Rogério, ele disse que fará uma série de audiências públicas para ouvir a sociedade.

Também não faltou política local. O tucano disse que está reforçando o PSDB no Estado para  formar uma base capaz de colocar um nome na disputa majoritária (governador, vice ou senador) em 2018. Ele informou que o empresário Tião Couto passa a integrar a executiva estadual do partido.

Confira a conversa:

Compartilhe:

Bancada federal se acovarda e evitar expor aos potiguares posição sobre reforma da previdência

previdência audiência

E a bancada federal do Rio Grande do Norte? Que vergonha. Dos 11 parlamentares apenas dois se deram ao trabalho de ir a Assembleia Legislativa debater a proposta do presidente Michel Temer de reforma da previdência.

Louve-se a senadora Fátima Bezerra (PT) e a deputada federal Zenaide Maia (PR) que foram as únicas presentes. Talvez por serem contra a proposta é mais fácil participar de uma discussão com movimentos sociais.

Vergonha alheia para os senadores José Agripino (DEM) e Garibaldi Filho (PMDB), que preferiram fugir do debate. Entre os deputados federais fugiram da raia Felipe Maia (DEM), Beto Rosado (PP), Fábio Faria (PSD), Rafael Motta (PSB), Antonio Jácome (PTN), Walter Alves (PMDB) e Rogério Marinho (PSDB).

O político tem a obrigação de dar satisfação ao povo. O eleitor tem o dever, como cidadão, de fiscalizar o comportamento de seus representantes por mais de quinta categoria que eles sejam.

Cobre dos integrantes da bancada federal um posicionamento sobre a reforma da previdência.

Compartilhe: