Empresário afirma que declarações de Beto atrapalham indústria salineira

Renato rebate declarações de Beto (Foto: autor não identificado)

O diretor executivo do Sindicato de Moagem e Refino do Sal do RN (SIMORSAL), Renato Fernandes, reagiu às declarações do deputado federal Beto Rosado (PP) – ver AQUI – de que a prorrogação da suspensão das medidas antidumping não atrapalha a indústria salineira.

“Beto está atrapalhando a articulação que está sendo feita ao politizar um debate que é eminentemente técnico”, frisou.

Renato lembra que o senador Jean Paul Prates (PT) convidou o secretário nacional de comércio exterior Marcos Prado Troyjo para esclarecer e que declarações como essa não contribui ao debate. “O senador Jean Paul chegou a me ligar perguntando se tinha algo errado e eu disse que não”, relatou.

O empresário explicou que a prorrogação da medida prejudica sim a indústria salineira potiguar ao contrário do que pregou Beto no vídeo. “Perdermos mercados no Sul do país. O Brasil é autossuficiente na produção de sal graças ao Rio Grande do Norte só que o sal chileno está entrando aqui com isenções fiscais e vantagens que nós não temos. Os salineiros não querem vantagens, mas apenas igualdade no tratamento e proteção à nossa economia”, explicou.

Renato reforçou que não há qualquer crítica ao presidente Jair Bolsonaro (PSL). “Não estamos nem citando ele nas entrevistas”, lembrou.

Indústria salineira potiguar está em risco (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

De acordo com Renato a indústria salineira movimentou R$ 1 bilhão ano passado gerando mais de 10 mil empregos. “Temos uma média salarial alta comparada com outros setores. A indústria salineira paga em média R$ 2.500”, argumentou.

Renato lembrou ainda que o compromisso dos empresários do sal é tamanho que existem reservas de um milhão de toneladas de sal apenas para proteger a indústria química nacional.

Em entrevista recente ao Cenário Político da TCM e Meio-Dia Mossoró da 95 FM ele reclamou da falta de empenho da classe política do Rio Grande do Norte.

Até aqui só se manifestaram Jean Paul Prates que convocou o secretário de comércio exterior para ir ao Senado explicar a medida, a deputada federal Natália Bonavides (PT) que entrou na Justiça para anular a decisão do Governo Federal e a deputada estadual Isolda Dantas (PT) e a vereadora Sandra Rosado (PSDB) que saíram em defesa da indústria salineira em discursos.

Compartilhe:

Candidato a deputado sofre acidente na BR 304

Renato Fernandes teve apenas danos materiais

O candidato a Deputado federal Renato Fernandes (PSC) se envolveu em um acidente automobilístico quando viajava depois de cumprir uma agenda de campanha em Natal com destino a Mossoró.

O veículo onde estava o candidato colidiu com um caminhão do tipo tanque, carregado de combustível.

Viajavam com Renato Fernandes, o seu motorista Francisco Claudemir e a assessora de imprensa Denise Santos.

Os prejuízos foram apenas materiais. Todos os ocupantes do veículo passam bem.

Compartilhe:

Beto Rosado e o “W.O” sem polarização em Mossoró

Beto Rosado está sem adversários na disputa pelo eleitorado mossoroense

Ao contrário dos anos anteriores não teremos em Mossoró uma polarização Rosado x Rosado nas eleições para deputado federal (saiba mais AQUI). Com a retirada da candidatura da vereadora Sandra Rosado (PSDB) a Câmara Federal e sem Tião Couto (PR) na disputa, o ambiente ficou sem concorrência para Beto Rosado (PP), que busca a reeleição.

Se em 2014 essa polarização já tinha sido diluída com a presença de mais candidatos competitivos em Mossoró neste ano o quadro é de ausência total de polarização entre grupos rivais.

Aparentemente Beto Rosado não tem concorrentes junto ao eleitorado mossoroense e os adversários locais não se mostram muito preocupados em lhe fazer frente deixando um vácuo a ser ocupado.

Pelo menos três nomes despontam, ainda que de forma modesta, para ocupar estes espaços: 1) o vereador Alex do Frango (PMB); 2) o ex-prefeito de Almino Afonso Lawrence Amorim (SD) que fincou bases políticas em Mossoró; 3) o ex-vereador Renato Fernandes (PSC).

Até aqui nenhum deles colocou a “cabeça para fora” de forma mais agressiva.

Há ainda espaço para candidatos de outras regiões despontarem junto ao eleitorado mossoroense.

Na eleição passada, Fábio Faria (PSD) recebeu 12.423 votos em Mossoró contando com o apoio do Palácio da Resistência. Além dele, Fernando Mineiro (PT), José Agripino (DEM) e João Maia (PR) possuem bons meios para abocanhar fatia do eleitorado mossoroense.

Compartilhe:

Suplente de vereador nega parceria política com Galeno e revela apoio a outro candidato

Cícera-Nogueira

A ex-vereadora Cícera Nogueira (PSD), agora na condição de suplente, ela esteve conversando com o deputado estadual Galeno Torquato (PSD), mas garantiu que não foi nada no sentido de fechar parceria política.

A suplente explicou que nas eleições deste ano o candidato dela será o deputado estadual Carlos Augusto Maia que está trocando o PSD pelo PC do B segundo a mídia natalense. “Meu compromisso é com Carlos Augusto Maia e, inclusive, estaremos realizando um evento juntos em Mossoró”, explicou.

Cícera Nogueira teve duas passagens pela Câmara Municipal. A primeira por pouco mais de um ano entre 2006 e 2007, substituindo Renato Fernandes, que estava licenciado para dirigir a Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN) e outra, em definitivo, entre 2014 e 2016 quando herdou a vaga de Francisco José Junior, que fora eleito prefeito de Mossoró em pleito suplementar.

Compartilhe:

Renato Fernandes assume comando estadual do PSC

????????????????????????????????????

O empresário Renato Fernandes será empossado na presidência do Partido Social Cristão (PSC) em solenidade que vai acontecer quinta-feira (8), às 16h, na Câmara Municipal de Natal.
A solenidade de posse terá a presença do presidente nacional do PSC, Pastor Everaldo. A nova composição estadual da legenda será composta por 11 integrantes.
Renato Fernandes assume o comando estadual da legenda com a experiência de assessor parlamentar na Câmara dos Deputados, ex-secretário de Estado do Turismo, ex-presidente Previ, ex-diretor-presidente da Companhia Docas do RN (Codern), ex-vereador e atual secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Agricultura e Turismo (SEDAT) de Mossoró.

Foto: Jornal De Fato

Compartilhe: