UBS fechada com cadeado reforça o quanto Rosalba e Francisco José Junior são parecidos

UBS fechada com cadeado por atraso em aluguel também é coisa da "Rosa"
UBS fechada com cadeado por atraso em aluguel também é coisa da “Rosa”

Alegando oito meses de atraso de aluguel, Antonieta Gomes, proprietária do imóvel onde funciona a Unidade Básica de Saúde (UBS) Antônio Soares Filho, decidiu fechar com cadeado o prédio em protesto contra a inadimplência da Prefeitura de Mossoró.

Nem parece que temos Rosalba Ciarlini (PP) na cadeira mais confortável do Palácio da Resistência. Isso faz lembrar coisas dos tempos de Francisco José Junior. Não é? Mas não por esse caminho que devemos analisar.

O problema é que Rosalba e Francisco José Junior são mais parecidos do que imaginamos. A diferença está na paciência e tolerância da sociedade com a “Rosa” contrastada com o surto de cidadania na era “canarinha”.

Nos tempos de Francisco José Junior eram recorrentes as denúncias deste tipo. Na era “Rosa” esse caso que registramos não é inédito, mas a diferença está ausência de reação.

Vamos citar três casos: em 19 de abril dono do prédio onde funciona a UBS do Vingt Rosado passou o cadeado assim como fizera dois dias antes o dono do prédio onde funciona a Unidade de Educação Infantil Maria Caldas.

Esse problema dos atrasos de aluguéis é antigo e insiste em não sumir em Mossoró. Rosalba até aqui não conseguiu mostrar diferenças em relação ao impopular antecessor, mas conta com a cidadania adormecida como sua maior aliada.

Compartilhe:

Maioria dos leitores não enxergam “pai da criança” em retorno dos voos comerciais no aeroporto de Mossoró

Azul

Para 50,17% dos leitores do Blog do Barreto ninguém tem méritos individuais no retorno dos voos comerciais em Mossoró. É o que apontou a enquete feita no grupo desta página no Facebook.

O entendimento da maioria é de que foi um conjunto de esforços e quem tenta se promover está sendo oportunista. “Nenhum. Todos que pegam carona, principalmente os políticos”, frisou José Santos.

Para 28,37% dos leitores o mérito é da classe empresarial que atuou para pressionar o poder público, alguns nomes foram citados pelos leitores como o gerente do Hotel Thermas, Gabriel Barcellos. “Gabriel Barcelos Chaves, do Hotel Thermas, lutou incansavelmente. Justiça seja feita. E seu nome não apareceu em lugar algum”, lembrou Isolina Melo.

O governador Robinson Faria (PSD) recebeu o reconhecimento de 19,74% dos leitores. “O governo do estado. Se não tivesse feito as obras necessárias e atendido as recomendações da ANAC nada teria avançado”, avaliou Igor Jadson.

Já a prefeita de Mossoró e ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP) foi citada por apenas 1,72% dos leitores. Ficou mesmo a imagem do folclórico vídeo da ligação para “Betinha”.

Para saber mais leia AQUI

Compartilhe:

Rosalba se torna estratégica quatro anos após ser rejeitada pela elite política do RN

Articulação de Agripino derrubou reeleição de Rosalba na convenção do DEM. Hoje ele precisa dela
Articulação de Agripino derrubou reeleição de Rosalba na convenção do DEM. Hoje ele precisa dela

Hoje o governador a corteja de todas as formas e abertamente. Ontem no cenário político ele perdoou quem o antecedeu no cargo e disse que como ela é alvo das forças ocultas do Rio Grande do Norte. Palavras opostas ao que ele dizia no final de 2011 quando se converteu em vice dissidente.

Na outra ponta o palanque oligárquico encabeçado por Carlos Eduardo Alves (PDT) deseja seu apoio como um míope procura os óculos no escuro. Rosalba é a porta do desconhecido pedetista (para os mossoroenses) para entrar no segundo maior colégio eleitoral do Estado. Sem contar que os senadores Garibaldi Filho (MDB) e José Agripino (DEM) precisam do apoio dela. Ironia: a dupla foi algoz dela em 2014 quando foi impedida na convenção do DEM de disputar a reeleição.

Até para Fátima Bezerra (PT) a indicação de um vice rosalbista está em questão.

A vaga de vice-governador estaria destinada a um nome da cozinha da prefeita de Mossoró em qualquer um desses palanques. Ela é a noiva da vez graças ao status de maior eleitora mossoroense.

Como na vida, as voltas que o mundo dá na política são surpreendentes e olhe que a popularidade da “Rosa” nem de longe lembra o passado recente.

Compartilhe:

Blog do Barreto pergunta: quem é o maior responsável pelo retorno dos voos comerciais do Aeroporto de Mossoró?

Azul

Na enquete da semana o Blog do Barreto formula a pergunta: “A Azul Linhas Aéreas anunciou para 13 de junho o retorno dos voos comerciais no Aeroporto Dix-sept Rosado. Na sua opinião quem é o maior responsável por esta conquista?”.

A lista inclui o governador Robinson Faria (PSD), responsável pela administração do equipamento, a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) que fez investimentos quando governadora e prefeita, a classe empresarial que se mobilizou nos bastidores e também fez investimentos. Quem não enxerga mérito em nenhum desses citados também terá como opinar.

Para participar das enquetes do Blog do Barreto basta entrar no grupo desta página no Facebook. Todas as solicitações serão aceitas. O único filtro é para perfis falsos.

Para votar na enquete clique AQUI

 

Nota do Blog: a opção “Betinha” não foi inclusa por se tratar de uma enquete sem caráter humorístico.

Compartilhe:

MP identifica mais um caso de nepotismo na Prefeitura de Mossoró

Agora RN

O Ministério Público do Rio Grande do Norte deu prazo de cinco dias para a prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini (PP), exonerar a Secretária de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Magali Nogueira Delfino, ou o sobrinho dele, Rodrigo Nogueira Delfino, que é cargo comissionado de diretor de unidade. A recomendação do MP, assinada pela promotora de Justiça, Micaele Fortes Caddah, a situação na Prefeitura de Mossoró representa “clara afronta à Súmula Vinculante número 13, do Supremo Tribunal Federal, que trata sobre nepotismo no serviço público.

“De acordo com os autos do Inquérito Civil, a prefeita Rosalba Ciarlini nomeou Rodrigo Nogueira Delfino, sobrinho da secretária municipal Magali Nogueira Delfino, para ocupar cargo em comissão de Diretor de Unidade, em clara afronta à Súmula Vinculante número 13 do STF”, afirmou a promotora na recomendação. Segundo ela, inclusive, o próprio Rodrigo Nogueira Delfino apresentou declaração de ausência de parentesco com qualquer ocupante de cargo de direção, chefia ou assessoramento.

“A ausência de subordinação entre os servidores comissionados Rodrigo Nogueira Delfino e Magali Nogueira Delfino afasta o nepotismo, contudo essa tese é incompatível com a redação da Súmula Vinculante do STF”, avaliou a promotora Micaele Fortes, acrescentando que, por isso, Rosalba deve exonerar um dos dois, devido ao parentesco de 3º grau entre eles.

E, apesar de ser uma recomendação, a promotora alerta: “o não acatamento implica na adoção, pelo Ministério Público, das medidas legais necessárias a fim de assegurar a sua implementação, inclusive por meio do ajuizamento da ação civil pública de responsabilização pela prática de ato de improbidade administrativa”.

Compartilhe:

O filho da Rosa

Kadu

Carlos Eduardo Ciarlini ou simplesmente Kadu, como a mãe, sempre omitiu o sobrenome Rosado, quem sabe para evitar o peso que o clã carrega. Ele, tudo leva a crer, será o nome para iniciar o processo de sucessão do rosalbismo e dando continuidade ao sobrenome dos descendentes de Jerônimo na política.

A geração dos bisnetos de Jerônimo Rosado já está na política há bastante tempo, ao contrário do que se imagina. Começou com Laíre Rosado no final dos anos 1970 quando presidiu a Arena (depois PDS) e mais efetivamente em 1986 quando ele foi eleito deputado estadual e depois federal por três vezes (1990, 94 e 98). Ele disputou a última eleição em 2002 quando foi candidato derrotado a vice-governador.

Seus filhos, Larissa e Lairinho Rosado, são ao mesmo tempo bisnetos e trinetos de Jerônimo. Vingt-un Neto também é outro bisneto que andou pela política assim como o ex-deputado estadual Frederico Rosado. Agora é a vez de Kadu Ciarlini.

Como se vê a terceira geração dos descendentes do “Velho Rosado” não tem repetido o mesmo brilhantismo da primeira e segunda. Nenhum deles, por exemplo, conseguiu eleger-se para a Prefeitura de Mossoró ou alçar voos políticos em faixa própria sem a tutela da primeira e segunda geração.

Esse será o desafio de Kadu Ciarlini que tentará muito mais como filho da Rosa do que como um Rosado, mesmo sendo filho de Carlos Augusto, o “Ravengar”.

O jovem tem experiências no marketing político bem-sucedida no Amazonas onde atuou na campanha do governador eleito e depois cassado José Melo (PROS).

Nas eleições de 2016 ele coordenou a campanha da mãe, Rosalba, obtendo sucesso mais uma vez. Agora é a vez de cuidar da formatação do próprio nome.

Na primeira experiência no serviço público a frustração. Durou pouco mais de dois meses na função de chefe de gabinete do governo da própria mãe.

Na “aristocrática” política potiguar onde os nomes se sucedem, mas os sobrenomes se perpetuam ele chega a disputa com a máquina municipal na mão e o peso de ser filho de uma ex-governadora e ex-senadora e de um ex-presidente da Assembleia Legislativa (1981-82).

A Prefeitura de Mossoró sempre fez um deputado estadual. Com Kadu não deve ser diferente.

Compartilhe:

Robinson é rejeitado pela classe política em Mossoró

Robinson apostou tudo em  Rosalba
Robinson apostou tudo em Rosalba

O governador Robinson Faria (PSD) segue com uma situação difícil em Mossoró. A começar com a relação com a elite política da cidade. Ele não consegue juntar em torno de si nem mesmo as forças mais enfraquecidas (e quase esquecidas) da cidade.

O governador deu de ombros ao ocaso do então prefeito Francisco José Junior na aventura da reeleição em 2016. Apostou todas as fichas numa parceria improvável com a hoje prefeita Rosalba Ciarlini (PP).

Não recebeu a atenção esperada. Pelo contrário, levou até uma “chamada” dela em um evento público no Santo Antônio durante lançamento do Ronda Cidadã (ver vídeo abaixo) em março do ano passado.

O passo seguinte foi uma tentativa de aproximação com o enfraquecido grupo da vereadora Sandra Rosado (PSDB). As tratativas não avançaram mesmo com o histórico de amizade pessoal com a deputada estadual Larissa Rosado (PSDB).

A última trincheira que Robinson tentou montar em Mossoró foi com a ex-prefeita Fafá Rosado, um nome pouco comentado nas rodas políticas da cidade e que está no ostracismo desde 2014 quando tentou sem sucesso se eleger deputada federal. Fafá escolheu o esvaziado PSB que está politicamente alinhado com o PSDB do arqui-inimigo sandrismo.

Hoje o principal apoio de Robinson em Mossoró é o vereador João Gentil que está deixando o PV.

O governador terá muitas dificuldades para andar em Mossoró se realmente quer ser reeleito. Em 2014 ele se aproveitou da popularidade estratosférica de Francisco José Junior e do apoio velado de Rosalba para ter uma vitória fundamental no segundo maior colégio eleitoral do Rio Grande do Norte. Foram 52.886 (57,82%) votos no primeiro turno.

Agora tudo pesa contra.

Compartilhe:

Leitores do Blog não enxergam melhoras na gestão de Rosalba em relação a Silveira e reprovam administração

a-74

O Blog do Barreto através de seu grupo no Facebook lançou duas enquetes para averiguar o sentimento dos leitores em relação a gestão da prefeita Rosalba Ciarlini (PP).

Na primeira pergunta a avaliação foi no sentido de avaliar se a Prefeitura de Mossoró melhorou após ela substituir Francisco José Junior, o Silveira. Para 41,92% está a mesma coisa. Outros 32,69% não reconhecem melhoras. A soma desses dois itens alcança 74,61%. “Malha viária horrível de tanto buraco, iluminação inexistente, limpeza urbana que deixa a cidade um chiqueiro, praças públicas abandonadas, não tem médicos e medicamentos nas UBS e UPA… Só um babão ou idiota que aprova uma gestão dessa!”, disparou o leitor Jonathas Barros.

Só 25,39% percebem que as coisas estão melhores com Rosalba no poder. A maioria usou os salários em dia para fundamentar o voto. “Salários em dia, com reajuste e dignidade para o servidor, já é uma diferença gigantesca, respeito e rigor ao pagamento dos fornecedores já são grandes e inequívocas diferenças (a cidade estava destruída). Administração show em relação ao governo Silveira que arruinou a vida de um monte de gente com o seu desgoverno. Tirando as picuinhas, os ciúmes e as más fés está melhor sim. E sou independente (concursado), falo o que eu quiser, sem amarras e sem terceiras intenções”, justificou Pablo Fernandes.

O tamanho da insatisfação dos leitores do Blog do Barreto foi exposta de forma mais clara na segunda enquete que perguntou se os leitores aprovam ou desaprovam a gestão de Rosalba.

Ela é desaprovada por 69,33% dos leitores. “Estou esperando o governo dela começar porque a cidade parece totalmente abandonada: lixo e buraqueira tomaram conta”, justificou a leitora Yasnaia Kaliana.

Para 25,67% Rosalba é aprovada e a comparação com Francisco José Junior foi uma das justificativas comuns. “Eu aprovo por não vê nenhuma razão para desaprovar. Pelo que Francisco José Júnior foi o pior administrador dessa cidade. Porém, Rosalba não faz aquela boa administração de outrora”, explicou o leitor Valeriano Almeida.

Outros 5% alegaram não saber.

As enquetes do Blog do Barreto são lançadas todas as terças-feiras no grupo do Facebook. Para participar basta pedir a solicitação para integrar a comunidade virtual. Só perfis falsos serão rejeitados para garantir a lisura da sondagem.

 

Enquete 1

Você enxerga melhorias em Mossoró com Rosalba em relação aos tempos de Francisco José Junior?

Mesma coisa: 41,92%

Não: 32,69%

Sim: 25,39%

Enquete 2

Como você avalia a gestão da prefeita Rosalba Ciarlini?

Desaprova: 69,33%

Aprova: 25,67%

Não sabe: 5%

Compartilhe: