Clima segue pesado entre Sandra e Rosalba

Sandra e Rosalba em clima tenso (Foto: arquivo)

A vereadora Sandra Rosado (PSDB) engasgou o trago ao fumar o cachimbo da paz com a prefeita Rosalba Ciarlini (PP). Ela ainda não engoliu ter ser grupo preterido mais uma vez da chapa majoritária.

A tensão vendo se exposta por Sandra em conversas nada reservadas. “Rosalba está muito mal na Zona Rural”, é um mantra dela nas conversas que participa.

O rosalbismo tem monitorado o comportamento da aliada e tem trunfos para retaliar se ela seguir com a postura inconveniente.

Compartilhe:

Convenção PSDB homologa 26 candidaturas a vereador e confirma aliança com PP

PSDB forma nominata com 26 nomes (Foto: cedida)

A convenção do PSDB realizada nesta terça-feira, 15, homologou 26 candidaturas à Câmara Municipal de Mossoró e oficializou apoio à pré-candidatura à reeleição da prefeita Rosalba Ciarlini (PP).

Nas boas vindas aos convencionais, a vereadora Sandra Rosado lembrou, emocionada, desafios da carreira política, ao falar em abrir mão da candidatura à reeleição em favor da pré-candidatura da ex-deputada Larissa Rosado à Câmara. “Não tive medo. Não relutei. Tive a coragem suficiente para assumir a decisão que estava tomando, e abdiquei de minha candidatura em favor de Larissa, porque ela me representa em todos os momentos de minha vida. E ela vem para essa luta com a determinação das mulheres guerreiras de Mossoró”, relatou.

Larissa Rosado disse se inspirar no “exemplo de luta” da mãe a quem considera uma grande incentivadora e enalteceu a nominata para o fortalecimento do partido nas eleições de 15 de novembro. “Não poderia deixar de registrar o meu orgulho em compor essa nominata, ao lado de tantas pessoas especiais, que certamente fortalecem o PSDB e farão a diferença na busca por dias melhores para nossa Mossoró. Inspirada no exemplo de minha mãe, vereadora Sandra, que é meu orgulho, tenho certeza que ainda temos muito a fazer por nossa amada terra”, frisou.

Além da ex-deputada Larissa Rosado, que concorre pela primeira vez ao mandato de vereadora, o PSDB informa que conta em seu rol de candidatos com a atual vereadora Aline Couto, ex-presidente da Câmara Municipal de Mossoró Jório Nogueira, ex-vereador Renato Fernandes e coronel Alessandro Gomes.

Rosalba

A prefeita Rosalba Ciarlini participou da convenção tucana ao lado do candidato a vice, Jorge do Rosário (PL). Ao discursar, alegou que a união dos dois grupos é em favor do desenvolvimento de Mossoró. “Já estivemos de lados opostos, mas, sempre que precisou, trabalhamos juntas em prol de causas que interessavam a nossa cidade. Agora, mais uma vez estamos juntas, e tenho certeza que temos muito a fazer pelo povo mossoroense”, destacou.

Compartilhe:

Sandra no rumo para a atuação política limitada aos bastidores

Sandra está sendo empurrada para os bastidores (Foto: Jornal O Mossoroense)

Há dois anos Sandra Rosado (PSDB) seria candidata natural a deputada federal. Teve que recuar por força das circunstâncias. Em 2020 sua reeleição para vereadora estava comprometida e foi obrigada a retirar a postulação para abrir espaço para a filha Larissa Rosado (PSDB).

A popularidade de Sandra Rosado sempre esteve aquém da qualidade de sua atividade parlamentar. Ela acabou prejudicada pela desconstrução eficiente da máquina de destruir reputações de rosalbismo, mas algumas atitudes suas e a personalidade também contribuíram para isso.

O destino político sempre reservou a Sandra a atuação nos bastidores onde seu talento político sempre se sobrepôs. Ela poderia ser na ala da família Rosado que comanda o equivalente ao que Carlos Augusto é no rosalbismo.

Mas diferente do primo que aceitou o destino político de se limitar aos bastidores em meados dos anos 1990, Sandra sempre relutou em deixar os holofotes.

Agora o destino impõe esta condição de atuação limitada aos bastidores num momento em que seu grupo político perdeu autonomia dentro do cenário político mossoroense (tema para um outro artigo). Talvez um recomeço do sandrismo passe pela conversão do agrupamento em larissismo e ela saindo dos holofotes.

Compartilhe:

Sandra fuma o cachimbo da paz com Rosalba

Confirmado: Sandra e Rosalba caminharão juntas nas eleições municipais | POLÍTICA | Mossoró Hoje - O portal de notícias de Mossoró
Sandra se acerta com Rosalba (Foto: Raul Pereira)

Como muitos previam nos bastidores tudo não passou de “pantim” para se valorizar. Após levar falta na convenção do PP a vereadora Sandra Rosado (PSDB) fez que ia romper, mas terminou ficando no palanque da prefeita Rosalba Ciarlini (PP). O “cachimbo da paz foi fumado” hoje mais cedo em reunião.

O sandrismo vai se conformar com as condições dadas por Carlos Augusto Rosado e a postura de má vontade com a decisão do rosalbismo de convidar o empresário Jorge do Rosário (PL) para vice está anotada como mais um episódio de desgaste cuja fatura será cobrada lá na frente.

A convenção do PSDB será nesta terça-feira (15), às 14h, na Câmara Municipal.

Compartilhe:

Grupo de Sandra não está confirmado na convenção do PP

Sandra confirma que não estará presente (Foto: Jornal O Mossoroense)

A presença do grupo da vereadora Sandra Rosado (PSDB) não está confirmada na convenções do PP que vai homologar a candidatura a reeleição da prefeita Rosalba Ciarlini (PP).

A informação foi confirmada ao Blog do Barreto pela própria Sandra Rosado que explicou também que a posição do seu grupo será anunciada na convenção do PSDB no próximo dia 15, às 13h, na Câmara Municipal de Mossoró.

O grupo de Sandra pleiteava a vaga de vice na chapa de Rosalba Ciarlini, mas foi preterido pelo empresário Jorge do Rosário (PL).

 

Compartilhe:

Sandra Rosado oficializa desistência da reeleição e anuncia candidatura de Larissa

Sandra abre alas para Larissa ser vereadora (Foto: arquivo)

A vereadora Sandra Rosado (PSDB) não será candidata a reeleição. Ela anunciou que abre mão do mandato para que a filha Larissa Rosado (PSDB) seja candidata.

“Isso não significa que estou deixando a vida pública. Continuarei a jornada enquanto militante, mulher e cidadã comprometida com os valores da democracia e da justiça social”, declarou.

Logo após o comunicado de Sandra, a ex-deputada estadual Larissa Rosado anunciou a candidatura nas redes sociais.

“Hoje venho aqui conversar com vocês sobre uma decisão tomada a partir do diálogo construído nas ruas com nossos amigos e apoiadores. Venho anunciar para vocês a minha pré-candidatura a vereadora”, anunciou.

Nota do Blog: decisão acertada. Larissa é o principal ativo eleitoral do sandrismo. Ela não poderia ficar sem mandato. Voltaremos ao assunto com artigo.

Compartilhe:

Desafetas e desprestigiadas pelo rosalbismo

Amigas no passado e desafetas no presente Sandra e Izabel estão juntas no isolamento imposto pelo rosalbismo (Foto: extraída do site de O Mossoroense)

De uma coisa as vereadoras e desafetas declaradas Izabel Montenegro (MDB) e Sandra Rosado (PSDB) não podem reclamar: a inimiga não está sendo prestigiada pelo rosalbismo.

As queixas são grandes nos bastidores da Câmara Municipal. Ambas estão levando canto de carroceria do rosalbismo.

Cantos opostos, diga-se.

Quem sabe a dor as una e reative o apreço do passado.

Compartilhe:

Para Sandra, só Rosados podem representar Mossoró

Entrevistada pelo jornalista Saulo Vale no programa Enfoque Político da Super TV a vereadora Sandra Rosado (PSDB) se referiu aos deputados estaduais Isolda Dantas (PT) e Allyson Bezerra (SD) como os “deputados que dizem representar Mossoró”.

Sandra é política de longa data e sabe que a questão da representação não necessariamente passa pela naturalidade da figura pública. Mas no seu peculiar recorte analítico a questão aí nada tem a ver com local de nascimento, mas de sobrenome.

É o mito de que só os Rosados são capazes de representar Mossoró na política. São os seres iluminados que trazem o progresso à terra abençoada por santa Luzia.

Sandra ainda não entendeu que os tempos mudaram e que nas eleições de 2018 as oligarquias sofreram um duro golpe nas urnas. Outro ponto que ela não compreendeu é que ela não é mais líder, mas liderada de Carlos Augusto Rosado e isso abriu espaço para que novas lideranças surgissem na cidade.

Num ponto ela tem razão: Larissa Rosado (PSDB) foi a estadual mais votada em 2018. Faltou ela lembrar que em 2014 a “Guerrerinha” teve 24 mil votos sem apoio de Governo e Prefeitura de Mossoró e quatro anos depois, com apoio de Rosalba Ciarlini (PP), com caneta na mão e tudo, a votação reduziu 7 mil votos.

A adesão ao rosalbismo diminuiu o capital político do sandrismo. A objetividade dos números é insofismável.

Sandra duela com os fatos e a ausência de um legítimo Rosado na Assembleia Legislativa ainda lhe rende uma dor de cotovelo politica.

Compartilhe: