A nova tática discursiva para enfraquecer Fátima Bezerra pode ser mais eficiente que o tema da corrupção petista

Fátima é alvo de críticas de Kelps que a apoiou em 2014
Fátima é alvo de críticas de Kelps que a apoiou em 2014

Até aqui a senadora Fátima Bezerra (PT) lidera as pesquisas para o Governo do Estado sem que se apresente um adversário à altura para lhe fazer frente. Há tempo, meios e espaços para que essa zona de conforto seja minada.

Uma coisa é certa: falar do estrago da imagem do PT, associar o nome dela à corrupção do partido e outras táticas manjadas não vai colar. Não adianta falar que Fátima lidera com intenções dentro do limite do partido dela no Estado. A comparação não se aplica porque o petismo não lança candidatos ao Governo do Rio Grande do Norte desde 2002 quando Ruy Pereira obteve 147.380 (11.24%) votos, quase três vezes menos do que indicam as pesquisas para a senadora.

Outro ponto: colar questões nacionais em Fátima Bezerra, por mais que ela se esforce para que isso a atrapalhe, o efeito prático não se estabelece. Não só porque ela lidera as pesquisas, mas porque o ex-presidente Lula (mesmo inelegível) é com folga o candidato ao comando do país entre os potiguares. Na última pesquisa Seta/Blog do BG Lula teve 48% de intenções de voto no RN, mais que a média nacional.

Por outro lado, o foco de Fátima Bezerra nas questões nacionais pode ser o calcanhar de Aquiles da petista se for usado de outra forma e num sentido mais prático para o eleitorado potiguar. Parece-me que o deputado estadual Kelps Lima (SD) achou um ponto fraco que pode colar na cabeça do povo: a omissão da senadora nas questões locais. O vice-governador Fábio Dantas (PSB) viu que a ideia é boa e a atacou também nesse sentido.

Bater em Fátima via PT não pega e até reforça a imagem dela como uma petista não envolvida em escândalos de corrupção graves como mensalão e petrolão.

A questão nacional contra Fátima Bezerra pode ser uma boa estratégia se for invertida a ordem do discurso trazendo algo mais prático como a propalada omissão em temas locais. Fátima Bezerra passou os últimos três anos falando em golpe, defesa de Lula e fora Temer, mas esqueceu de sua melhor pauta: a educação. Desconheço ações da Fátima senadora nessa área como nos tempos da Fátima deputada.

Outros pontos que ela falha é na segurança e área econômica. O Rio Grande do Norte vive uma profunda crise de ideias e a senadora não tem acrescido nada ao debate local nos últimos tempos e esse é um ponto fraco muito mais real e menos abstrato que os tradicionais ataques à petista.

Dizer que Fátima não se preocupa com temas locais é mais devastador do que associá-la à corrupção petista.

Compartilhe:

Associação de praças doa cestas básicas para inativos da saúde

Doação de cestas básicas

Um momento de solidariedade em meio à tensão trabalhador x trabalhador provocada pelo governador Robinson Faria (PSD). Associação de Praças da Polícia Militar de Mossoró e Região (APRAM) repassou ao Sindsaúde 50 cestas básicas que haviam sido entregues a entidade quando os policiais não tinham recebido os salários de dezembro.

As cestas serão distribuídas aos servidores inativos da saúde que ainda não receberam os salários de dezembro.

Nota do Blog: Um gesto de grandeza da parte do solado Tony Fernandes e seus companheiro da APRAM.

Compartilhe:

Campanha arrecada dinheiro para fotógrafo que teve equipamentos roubados em assalto

Pacifico

O fotógrafo Pacífico Medeiros sentiu na pele o peso da violência que tanto nos assusta diariamente. Enquanto fotografava uma grávida na beira da praia de São Cristóvão em Areia Branca, um trio de bandidos roubaram todo o equipamento do renomado profissional.

Ele está impedido de seguir com a profissão. Amigos (de verdade) decidiram ajudar Pacífico a seguir em frente lançando uma campanha para arrecadar dinheiro. Estão vendendo (ver imagem acima) camisas com fotos tiradas pelo fotógrafo.

Os interessados podem fazer contato com a esposa dele, Beriozka Medeiros, através do telefone 99411-8730.

 

Compartilhe: