“Quando se contraria os banqueiros tudo fica mais difícil no Brasil”, diz deputado

Souza Audiencia dia 3 abril.

O endividamento das famílias brasileiras, que chega a comprometer quase 30% da sua renda devido aos altos juros praticados no País, foi tema da audiência pública realizada na Assembleia Legislativa na manhã desta segunda-feira (3). A iniciativa, do deputado Kelps Lima (Solidariedade), foi oportunidade também para discussão sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 160), de iniciativa da deputada federal Zenaide Maia (PR), que propõe uma adequação nas taxas de juros.
 
Durante o debate, o deputado Souza (PHS), afirmou que ao longo dos últimos meses os direitos do trabalhador estão sofrendo um grande retrocesso. “Quando se contraria os banqueiros tudo fica mais difícil no Brasil. Parece, que só sabem mexer nos direitos do trabalhador”, disse o deputado.
 
Souza também defendeu que os servidores públicos em caso de atraso nos salários não sejam penalizados com a inclusão em cadastro de restrições. Lembrou de projeto seu nesse sentido.
 
Também participaram do debate representante do SEBRAE, o ex-superintendente da Caixa Econômica Federal, Roberto Sérgio, o presidente da Confederação das Cooperativas Habitacionais, Jaime Calado e vereadores do município de São Gonçalo do Amarante.

 

Compartilhe:

Governo garante pagar Hospital do Câncer nesta semana

Tatiana Mendes Cunha e o Deputado Souza
Souza recebeu informação da secretária Tatiana Mendes Cunha
Há compromisso do Governo do Estado, assegurado pela secretária-chefe do Gabinete Civil, Tatiana Mendes Cunha, de que esta semana haverá pagamento de dívidas com o Hospital Maternidade Almeida Castro (HMAC) e Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC). “Não tenho motivos para duvidar da palavra, seriedade e boas intenções da secretária”, comenta o deputado Manoel Cunha Neto (PHS), o “Souza”. Ele visitou as duas instituições situadas em Mossoró no último dia 16 (quinta-feira), acionando a secretária por telefone instantaneamente.
O Almeida Castro já tem seu funcionamento comprometido por atrasos que remontam ao ano passado. A Liga já paralisou suas atividades na última sexta-feira, comprometendo tratamento de centenas de pessoas. “Vidas estão em jogo. Não podemos esperar!”, diz Souza. “A secretária me garantiu que algumas questões burocráticas estão sendo vencidas”, conclui.
Compartilhe:

Souza pede liberação de recursos para maternidade de Mossoró

WhatsApp Image 2017-02-22 at 15.46.29

“Nós temos o maior interesse em garantir a manutenção do Almeida Castro. Vamos resolver esse impasse”. A declaração foi dada há poucos minutos ao deputado estadual Manoel Cunha Neto (PHS), o “Souza”, pela secretária-chefe do Gabinete Civil do Governo do Estado, Tatiana Mendes Cunha.

O parlamentar pediu a liberação de recursos para garantia de pagamento a algumas categorias médicas que migraram do Hospital da Mulher Parteira Maria Correia, fechado em setembro do ano passado em Mossoró, para o Hospital Maternidade Almeida Castro (HMAC).

“O Almeida Castro é um modelo que tem dado certo e vamos vencer os entraves burocráticos relativos à abertura orçamentária para atender a esses compromissos”, acrescentou Tatiana Mendes.

Segundo Souza, “meu apelo à secretária é o eco de mães, bebês e familiares carentes de cerca de 68 municípios do estado, que precisam do Almeida Castro e temem que haja colapso definitivo dos serviços”.

O HMAC está sob intervenção da Justiça Federal desde setembro de 2014.

Compartilhe:

Vereadora assume comando de partido em Mossoró

Souza-e-vereadora-Aline-Couto-17-02-17-e1487417145396

A vereadora Aline Couto nem estreou na Tribuna da Câmara Municipal de Mossoró e já sofre uma nova mudança (para cima) de patamar na política mossoroense. Ela está assumindo a presidência do PHS municipal.

Começa com o desafio de reorganizar o partido. Ela foi eleita apoiando Tião Couto (PSDB) enquanto que o restante do partido esteve com a prefeita Rosalba Ciarlini (PP), vitoriosa no pleito de 2016.

Compartilhe:

Souza se posiciona contra fechamento do Hospital da Mulher

Blog Carlos Santos

O deputado estadual Manoel Cunha Neto (PHS), o “Souza” (PHS) lamentou, durante sessão plenária da Assembleia Legislativa nesta terça-feira (11), o fechamento do Hospital da Mulher Parteira Maria Correia, em Mossoró.

“Desde o início do mandato que solicitamos a regularização do Hospital da Mulher, que nunca foi independente financeiramente. A Secretaria de Estado da Saúde Pública fez um acordo para que os servidores da unidade de saúde fossem deslocados para a Associação de Proteção e Assistência à Maternidade e à Infância de Mossoró (APAMIM), contrariando o que o governador disse em Mossoró”, destacou Souza.

O parlamentar aproveitou a ocasião para lembrar as dificuldades enfrentadas pelo Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM), que segundo ele, precisa de um foco cirúrgico e uma mesa cirúrgica para realizar cirurgias ortopédicas. “O Governo tem dado notícias muito negativas para o Mossoró”, criticou o deputado.

Emendas

Citou, ainda, que todas as suas emendas orçamentárias do ano passado no total de R$ 1,8 milhão foram destinadas ao HRTM, mas o Governo do Estado não liberou um único centavo, apesar de elas serem constitucionalmente “impositivas”, ou seja, o Governo tem a obrigação de atender.

Compartilhe: