CNJ suspende lista tríplice do TRT/RN

O Conselheiro do CNJ Márcio Schiefler Fontes suspendeu a validade da lista tríplice do para a vaga do quinto constitucional do Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Norte (TRT/RN).

A escolha dos três advogados candidatos a desembargador está sob suspeita porque o presidente da corte, Bento Herculano, é ex-marido de Marisa Rodrigues de Almeida Diógenes, com quem tem uma filha em comum e sociedade.

O conselheiro reconheceu que há motivos para suspender a validade da lista por suspeita de favorecimento. “Hipóteses como essas, além de tudo, conspiram contra a própria classe dos advogados, criando dentro dela duas subclasses: uma, de privilegiados, amigos da situação; outra, uma segunda classe, desprovida dos mesmos foros. No extremo, tais relações são capazes mesmo de despertar hesitações cívicas na opinião pública, frontalmente deletérias ao prestígio da Justiça”, avaliou Fontes.

Os outros membros da lista são Marcelo de Barros Dantas, e Augusto Costa Maranhão Valle.

Confira a decisão AQUI.

Compartilhe:

TRT/RN define lista tríplice para análise de Bolsonaro

Augusto, Marisa e Marcelo disputam vaga (Foto: cedida)

O Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Norte (TRT/RN) definiu a lista tríplice de advogados candidatos a desembargador da corte trabalhista.

A lista é formada por Marisa Almeida, Marcelo Barros e Augusto Maranhão.

Um dos três será o escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Compartilhe:

OAB entrega lista sêxtupla para escolha de desembargador ao presidente do TRT-RN

Pleno do TRT vai escolher três nomes. A palavra final é do presidente Bolsonaro (Foto: Assessoria/TRT)

A lista sêxtupla dos candidatos à vaga de desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN) foi entregue nesta segunda-feira (22) ao desembargador Bento Herculano Duarte Neto, pelo presidente da OAB-RN, advogado Aldo Medeiros.

Todos os integrantes da lista participaram da audiência, acompanhados de conselheiros da Ordem e dirigentes de entidades dos advogados.

“Vamos fazer um processo célere, mas sem atropelos”, garantiu o presidente do TRT-RN.

Para ele, a iniciativa da OAB-RN de escolher os candidatos a desembargador pelo quinto constitucional destinado à advocacia, “é muito positiva”.

Atualmente, o TRT-RN tem dez desembargadores. A vaga de desembargador indicado pelo quinto constitucional dos advogados está aberta desde a morte prematura do desembargador José Rêgo Júnior, ocorrida em janeiro deste ano.

Informações Assessoria TRT/RN

Compartilhe: