Prefeitura abre crédito de R$ 3,4 milhões para Vale Norte

Vale Norte terá extra de R$ 1,5 a mais que o previsto no orçamento (Foto: Divulgação)

Está no Jornal Oficial de Mossoró (JOM) do dia 29 de novembro de 2019. A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) assinou dois decretos que totalizam R$ 3.435.753,93.

No Decreto 5.560 de 28 de novembro de 2019 ela faz  Remanejamento de R$ 1.248.363,30 retirando recursos de obras como a reforma dos Mercado do Alto da Conceição, Central e Bom Jardim.

No decreto Nº 5.562, DE 29 de novembro de 2019 foi aberto  Crédito Suplementar no valor de R$ 2.187.390,63 que resultam de excesso de arrecadação.

Confira a edição do JOM AQUI.

Somente este ano a Vale Norte recebeu até 27 de novembro R$ 18.209.974,28 (veja o detalhamento AQUI) da Prefeitura de Mossoró conforme dados do Portal da Transparência.

O orçamento para limpeza urbana para 2019 tinha previsão de custar R$ 20.090.973,91.

Com os dois decretos o custo da limpeza urbana em 2019 será de R$ 21.645.728,21. Temos R$ 1.554.754,30 a mais que o previsto.

Compartilhe:

Empresa que presta serviço de limpeza à Prefeitura atrasa alugueis de caminhões

Resultado de imagem para vale norte prefeitura de Mossoró telefone
Aluguel de caminhões está atrasado (Foto: web)

A Vale Norte, detentora de um contrato milionário com a Prefeitura de Mossoró para coleta de lixo, tem dado trabalho para cumprir os compromissos com os donos de caminhão que alugam seus veículos à empresa. É o que relata um prestador de serviço que procurou esta página pedindo anonimato.

“Tenho um carro locado na Empresa Vale Norte e estou aqui atrás de uma ajuda, uma luz, uma justificativa para tal descaso com todos os funcionários da Empresa Vale Norte, a qual ganhou uma licitação milionária e não honra com seus deveres, quero compartilhar minha angústia”, diz ao Blog do Barreto um dos prestadores de serviço prejudicados.

Ele conta que ano passado a empresa obrigou a todos que tem carros locados na Empresa a trocar os veículos para modelos de mínimo o ano de 2013. “Era isso ou você perdia seu emprego”, conta.

Pelo que você leu acima a Vale Norte aluga o caminhão e a mão de obra do motorista na coleta de lixo. O problema é que eles além de serem forçados a trocar de carro ficaram com mais essa dívida de financiamento.

A fonte do Blog relata que a Vale Norte alega que a responsável pelos atrasos é a Prefeita Rosalba Ciarlini (PP) que não repassa o dinheiro. “Nós é que estamos sofrendo com isso”, explica.

A Vale Norte vem se mantendo num ciclo em que a cada três meses de atraso eles pagam dois meses com dois cheques para 30 e 60 dias e fica um mês dentro, quando termina de pagar os dois cheques novamente está com 3 meses de atraso e mais uma vez pagam com dois cheques referente apenas a 2 meses de serviço. Sendo que a situação piorou.  “Nos dois últimos meses quando chega o dia do cheque eles da Vale Norte ligam e pedem para não depositar o cheque porque não tem dinheiro e nós que trocamos o cheque com terceiros temos que pagar novamente pelos dias de atraso, o mês passado foi pago com mais de dez dias de atraso e esse mês o dia do cheque foi para o dia 28 de outubro e procuramos a empresa e o que eles dizem que não tem nem previsão de pagamento porque mais uma vez a prefeitura não repassou o dinheiro”, relata.

Os prejuízos só aumentam. “E no final das contas temos que pagar mais juros, porque a pessoa com a qual troco cheque, quer o juros pelos dias de atraso. Isso é um desrespeito, cadê o Ministério Público, a Justiça que não vê isso. Temos compromisso, aluguel, água, energia e a prestação do carro que fomos obrigados a comprar, temos que comprar comida, temos esposa e filhos. Alguém olhe por nós”, apelou.

A Vale Norte tem um dos contratos mais rentáveis da Prefeitura de Mossoró e em agosto teve um reajuste de 7%.

Outro lado

O Blog do Barreto conversou com Jailson, Castro gerente operacional da Vale Norte. Ele admitiu que os pagamentos são feitos em cheques e que houve um pequeno atraso. “Houve um atraso de alguns dias numa relação comercial. É uma negociação que a gente faz (sobre os pagamentos em cheque pré-datado). Tivemos uns problemas de uns cheques, mas nada grave”, disse.

Ele fez questão de ressaltar que não se trata de uma situação grave e usou a continuidade dos serviços como prova. “Se tivesse atraso estariam todos parados. Estamos prestando o serviço e sendo um dos serviços mais bem avaliados do município”, acrescentou.

Contradição

O gerente operacional da Vale Norte disse que a Prefeitura de Mossoró está rigorosamente em dia com a empresa. No entanto, a própria comunicação municipal informou que existe um débito de 25% relativo aos serviços do mês de setembro.

“Existe um débito em relação à produção de setembro que corresponde a 25% do valor total. A Prefeitura está buscando quitar esse restante. Já o mês de outubro a Prefeitura ainda não recebeu a nota com a medição pelo serviço prestado”, disse a comunicação.

Compartilhe: