Wilma de Faria se afasta de atividades na Câmara de Natal

wilma-de-faria-grava-video

Por meio de nota a ex-governadora Wilma de Faria (PT do B) informou que por motivos de saúde se afastará para tratamento das atividades na Câmara Municipal de Natal. Ela foi eleita vereadora no pleito de 2016.

Nota
A vereadora Wilma de Faria formalizou esta semana o pedido de afastamento temporário das funções na Câmara Municipal do Natal para dar continuidade ao tratamento de saúde ao qual tem sido submetida nos últimos meses.
No último dia 10, a ex-governadora passou por um procedimento cirúrgico simples no Hospital do Coração e, a partir de agora, iniciará uma nova fase do tratamento.
Wilma tem se recuperado bem e deverá retornar em breve às suas atividades na Câmara Municipal do Natal.
Compartilhe:

Wilma de Faria (“Cobra”) e Iberê (“Hospital”) receberam mais de R$ 1 milhão em propina, afirma delator

wilma-e-ibere

Blog Ponto ID

O ex-diretor da Odebrecht Ariel Parente afirmou em delação premiada que pagou propina no valor de R$ 1.145.000,00 para a ex-governadora Wilma de Faria e o ex-governador Iberê Ferreira de Souza. O valor foi desviado, contou o delator, das contrapartidas do Governo do Estado para a obra da Estação de Tratamento de Esgoto do Baldo, inaugurada em 2010.

De acordo com Ariel, o pleito teria sido feito pelo irmão da ex-governadora Carlos Faria, secretário-chefe do Gabinete Civil do governo Wilma.

Nas planilhas, Wilma está relacionada ao codinome “Cobra”; Iberê, “Hospital”, referência à sua saúde, já que, em 2010, ele enfrentava um câncer, cujas complicações lhe levariam à morte posteriormente.

Ainda de acordo com o relato de Parente, Iberê, quando assumiu o governo em março de 2010, o procurou solicitando dinheiro para a campanha. Ele afirmou que não poderia contribuir já queo Estado estava devendo à Odebrecht.

“Ele prometeu que nos pagaria e eu destinei parte dos últimos pagamentos que estão no sistema para Iberê”, explicou o delator.

Veja a delação abaixo:

Compartilhe:

Wilma é acusada de receber vantagens indevidas da Odebrecht para bancar campanhas

wilma

G1 RN

O nome da ex-governadora do Rio Grande do Norte, e atual vereadora de Natal, Wilma de Faria (PT do B), aparece em delações da Odebrecht que deram origem à “lista de Fachin“. Segundo delatores, Wilma recebeu pagamento de vantagem indevida durante a execução da obra da Estação de Tratamento de Efluentes em Natal. O nome do já falecido ex-governador e ex-deputado federal do RN, Iberê Ferreira de Souza, também aparece nas delações.

Segundo a delação, o dinheiro teria sido destinado às campanhas nas eleições de 2006, a candidatura à reeleição de Wilma como governadora e de 2010, candidatura de Wilma ao Senado e de Iberê ao governo do RN. O ex-governador e ex-deputado federal do RN, Iberê Ferreira de Souza morreu em setembro de 2014 aos 70 anos.

O G1 procurou a assessoria de Wilma de Faria, que informou que ela está internada para tratamento de saúde. Como ainda não foi comunicada da denúncia, disse que Wilma só vai se pronunciar depois que receber alta.

‘Lista de Fachin’

Ao todo, 201 pedidos de inquérito foram remetidos a instâncias inferiores da Justiça Federal em todo o país. Relator da Lava Jato no Supremo, o ministro Edson Fachin também determinou a abertura de 76 inquéritos contra políticos e autoridades com base nas delações de ex-executivos da Odebrecht, informou a assessoria do STF.

O ministro enviou de volta à PGR outros 11 pedidos de investigação para nova análise. Outros 25 pedidos foram mantidos sob sigilo, por risco de atrapalhar as investigações. Foram arquivados 7 casos envolvendo autoridades, a pedido da PGR, por falta de indícios da ocorrência de crimes.

Em nota referente a todo o conteúdo das delações de ex-diretores da empresa, a Odebrecht disse entender que “é de responsabilidade da Justiça a avaliação de relatos específicos feitos pelos seus executivos e ex-executivos”.

“A empresa colaborou com a Justiça, reconheceu os seus erros, pediu desculpas públicas, assinou um Acordo de Leniência com as autoridades brasileiras e da Suíça e com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, e está comprometida a combater e não tolerar a corrupção em quaisquer de suas formas”, diz o texto.

Foto: Laurivan de Sousa

Compartilhe:

Wilma e Henrique também são enquadrados na Lava Jato

Dos 108 inquéritos abertos pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin um envolve o ex-presidente da Câmara dos Deputados Henrique Alves (PMDB) e outro a vereadora de Natal e ex-governadora Wilma de Faria (PT do B).

Henrique responderá juntamente com o ex-ministro Geddel Vieira Lima na Justiça Federal do Piauí. O curioso é que Henrique (nasceu no Rio de Janeiro) atua politicamente no Rio Grande do Norte é Geddel na Bahia.

Já Wilma de Faria será enquadrada na Justiça Federal do Rio Grande do Norte.

Com isso sobe para oito o número de políticos potiguares envolvidos na lista de Fachin.

Compartilhe:

Wilma retoma agenda política após tratamento em São Paulo

 

IMG-20170331-WA0056 (1)

De volta a Natal, após mais uma fase de tratamento em São Paulo, a vereadora Wilma de Faria retomou, nesta sexta-feira (31), as atividades na Câmara Municipal, com expectativa de voltar a plenário na próxima semana para debates e sessões ordinárias.

Nas suas redes sociais, a ex-governadora relatou sobre a retomada da agenda parlamentar, continuidade do tratamento, mas da sua grande fé e garra para trabalhar mais por Natal. Veja o que postou nas sua contas oficiais:

“De volta a Natal e melhor ainda: às atividades! Cheguei ontem de São Paulo e, ja me sentindo muito bem, com a graça de Deus, estive hoje na Câmara de Natal.  Me reuni com nossa equipe técnica para me inteirar de tudo, e também despachei com o chefe de gabinete da presidência, Rommel Rodrigues.Aproveito e reforço agradecimento por todas as orações e mensagens carinhosas, assegurando que essa guerreira está cheia de fé, mas também de muita garra para trabalhar mais e mais!

 

Compartilhe:

Wilma retorna a Natal próxima semana após mais uma rodada de tratamento de saúde em São Paulo

Após mais uma fase do tratamento em São Paulo, a vereadora Wilma de Faria retorna na próxima semana ao Rio Grande do Norte, com perspectiva de retomar em breve sua agenda na Câmara Municipal de Natal.
Acometida por neoplasia no intestino, detectada há mais de um ano, a ex-governadora teve inicialmente consultas e exames na capital paulista e depois foi submetida a um procedimento para desobstrução de stent nas vias biliares, no Hospital da Beneficência Portuguesa.
Segundo a equipe médica, o procedimento teve resultado satisfatório e Wilma tem previsão de alta na próxima semana quando retornará a Natal. A vereadora continuará tratamento no RN, conciliando com suas atividades parlamentares.

 

Compartilhe: