Tapa na cara de Mossoró

Cada vez mais inspirado em Claudionor dos Santos (PMDB), o presidente da Câmara Municipal Jório Nogueira (PSD) deu outra bola fora na hora de escolher seus homenageados na sessão solene que será realizada daqui a pouco em alusão ao 30 de setembro.

Uma das homenageadas é a primeira dama Juliane Faria, que também é secretária de trabalho e ação social. O momento não poderia ser pior. O maior patrimônio do Governo do Estado em Mossoró, a UERN, está sendo tratado com desdém pelo marido dela.

Ontem na  Assembleia Universitária que celebrou os 47 anos da UERN, Robinson nem veio nem mandou representante. Mas… Jório acha que a esposa desse governador que vira as costas para a UERN merece uma homenagem. Logo ela que nunca fez nada pela cidade. Em nove meses como secretária só veio a Mossoró participar de uma solenidade.

Nada contra Juliane. Só entendo que além de ela não ter nada a apresentar o povo de Mossoró, o momento é inadequado para ela receber esse tipo de honraria.

Sem contar que foi a pedido de Juliane Faria que Socorro Batista foi demitida do cargo de secretária adjunta de educação justamente por ter cobrado uma solução do governador para a greve da UERN.

Isso só reforça o desgaste do vereador que um dia falou que os graduados na UERN não sabem fazer um “o com uma quenga”.

Jório dá um tapa na cara do povo de Mossoró no mesmo nível que Claudionor dos Santos deu quando concedeu título de cidadania a Graça Foster. Justo ela, a presidente da Petrobras no período em que a estatal encolheu os investimentos na cidade.

Lamentável.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *