Taxa de ocupação dos leitos críticos para Covid-19 supera os 90% nas duas maiores cidades do RN

Dados do RegulaRN revela situação dos hospitais quando ao preenchimentos dos leitos (Fonte: RegulaRN – SESAP – LAIS)

A taxa de ocupação dos leitos críticos destinados ao tratamento de pacientes com sintomas do novo coronavírus no Rio Grande do Norte atingiu a lotação máxima na maior parte dos hospitais que contam com esse tipo de leito na tarde desta quarta-feira, 26. Em Mossoró, 100% dos leitos UTI estão ocupados, segundo o RegulaRN.

De acordo com dados observados no portal por volta das 15h50, os 20 leitos de UTI e o leito de UCI existentes no Hospital Regional Tarcísio Maia estavam ocupados, a mesma realidade do Hospital São Luiz, onde os 20 leitos de UTI contavam com internamentos.

Na Região Metropolitana de Natal, a taxa de ocupação geral dos leitos é de 94,5%. Com relação à situação de cada unidade, o Hospital Dr. Luiz Antonio, que conta com 14 leitos de UTI, está com taxa de ocupação de 100%. O Hospital Central Coronel Pedro Germano (Hospital da Polícia) tem seus dez leitos de UTI lotados e nove dos dez leitos de UCI estão ocupados, resultando em uma taxa de ocupação de 95%; cinco leitos de UCI da unidade estão bloqueados há dois dias, sendo dois por risco de contaminação e três por manutenção. No Hospital Municipal de Natal, nove leitos de UTI e 20 de UCI estão ocupados; há cinco leitos de UCI disponíveis e quatro bloqueados, sendo dois por manutenção e dois por falta de monitores. Os nove leitos de UTI do Hospital Rio Grande estão ocupados. O Giselda Trigueiro, que é referência no tratamento de Covid-19 está com os 31 leitos de UCI lotados e dois leitos de UCI estão bloqueados por manutenção. Os dois leitos de UCI do Hospital de Campanha também estão ocupadas.

A taxa de ocupação é de 82,4% na Região do Seridó, 14 dos 17 leitos de UTI do Hospital Regional Telecila Freitas Fontes estão ocupados.

Em Pau dos Ferros, o índice é de 62,5%, com ocupação de quatro leitos de UTI e um de UCI do Hospital Regional Cleodon Carlos de Andrade; três leitos de UCI estão disponíveis.

Fila de espera

A demanda por leitos é grande. Nesta quarta-feira, 27, 79 pacientes atendidos em unidades hospitalares de municípios do RN aguardavam transferência para leitos especializados no tratamento de pacientes com sintomas do coronavírus.

Do total, 25 esperavam por leitos críticos, sendo oito considerados ‘prioridade 1’ e 17 classificados como ‘prioridade 2’.

Outros 54 pacientes com classificação de ‘prioridade 3’ esperavam para serem transferidos.

Mesmo com a abertura de leitos, número de pessoas que espera por transferência para unidades especializadas é grande (Fonte: RegulaRN – SESAP – LAIS)

Nota do blog: Conforme a regulação é realizada, os números vão sendo atualizados no RegulaRN.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *