Tião cava própria cova política

Tião abre mão do discurso coerente para por digitais na provável votação pífia de Robinson em Mossoró

Há um mês Tião Couto (PR) anunciou (ver AQUI) que não seria candidato a deputado federal por não aceitar dividir o mesmo palanque de Robinson Faria (PSD). A iniciativa pegou bem junto ao eleitorado.

Tião ficou com a imagem de político coerente. No entanto, política é ocupação de espaços e o grupo dele deixou um enorme vácuo na disputa por uma vaga na Câmara dos Deputados que pode fazer surgir uma nova liderança em Mossoró. Encontrar alguém para assumir este espaço em nome grupo deveria ser a prioridade.

Ao adotar um discurso contra as oligarquias Tião ficou sem condições de se juntar a Carlos Eduardo Alves (PDT), mas também não pegaria bem ficar no mesmo palanque do governador mais desgastado da história potiguar.

Restava o risco de apostar uma candidatura menor ou deixar as diferenças ideológicas de lado e apoiar Fátima Bezerra (PT). Com esta última as conversas estavam abertas.

Se fecha com Fátima, do ponto de vista pragmático, Tião correria menos riscos políticos. Receberia críticas dos mais radicais, mas se manteria distante de ter o discurso contra os grupos tradicionais em situação contraditória. Além de ter o nome associado a expressiva votação que a petista caminha para ter em Mossoró.

Tião preferiu ficar com Robinson. Foi a pior escolha possível porque ele reabriu uma porta que estava fechada que escancara ao empresário mossoroense o quintal da política comum. Lá, com esta decisão, ele cava a própria cova política.

Como vice de Robinson, Tião chama para si a responsabilidade de uma derrotada acachapante de Robinson em Mossoró. O governador tem tudo para ter uma votação pífia independente de ter um companheiro de chapa mossoroense, mas o empresário colocará as digitais nessa derrota que se avizinha.

Não é por acaso que a repercussão ao longo do dia de ontem foi péssima para Tião Couto. Muitas críticas nas redes sociais.  O clima é de decepção em quem via nele uma alternativa aos grupos tradicionais.

Após tirar quase 52 mil votos na eleição para prefeito de Mossoró em 2016, Tião representava a principal ameaça aos Rosados na cidade.

Como vice do governador mais impopular da história ele se joga na vala comum da política deixando o discurso do “diferente”.

O rosalbismo segue agradecendo aos adversários que tem e livre para fazer uma gestão deprimente sem sofrer incômodos. Tião precisará trabalhar ainda mais para fechar a cova política que ele mesmo abriu.

Compartilhe:

Comments

comments

4 opiniões sobre “Tião cava própria cova política

  • 6 de agosto de 2018 em 09:35
    Permalink

    É verdade, politicamente falando essa é uma das maiores decepções da minha vida.
    Tião cavou a própria cova como vc mesmo disse… É uma pena.

    Resposta
  • 6 de agosto de 2018 em 09:42
    Permalink

    Quando soube dessa decisão de Tião ir fazer parte da chapa do Governador (desgovernado). Fiquei a pensar, esse rapaz esqueceu completamente, que o povo de Mossoró deu a ele um futuro na política da nossa cidade. Votei em Tião na eleição municipal em 2016. Nem voto no candidato dele agora, nem também dou mais um voto a ele num futuro. Perdeu completamente minha confiança, e com certeza de milhares de Mossoroenses que votou nele nas eleições municipais de 2016. Cavou a cova e nela vai ficar enterrado politicamente. Perdeu a confiança dos mossoroenses.

    Resposta
  • 6 de agosto de 2018 em 10:03
    Permalink

    Se tivesse pensado melhor, era só participar ativamente da campanha de Jorge Rosário pra Deputado estadual, e ficar bem com seus eleitores Mossoroenses.

    Resposta
  • 6 de agosto de 2018 em 11:55
    Permalink

    Penso eu que o Tião Couto fez uma escolha certa, ele teria que apoia Algums dos Canidatos para o Governo, com a Fatima não da certo por conta da classe dele, com o Carlos Eduardo era Pior por conta dos Discuso, de familia Tradicionais no RN,

    1 Alves, 2 Maias, 3 Rosados, são as tres mais tadicionais em minha opinião, e o Faria vem na 4 posição vem os Farias, mesmo o Robinson sendo os dos Piores Governador mas pro Tião Couto foi a melhor escolha

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *