Tomba afirma que “Wilma não tem o que reclamar”

Blog do Wallace

O bate-papo que a Rádio Santa Cruz AM teve com o deputado Tomba Farias (PSB), no início dessa noite trouxe muitas novidades sobre o PSB no RN, que teve a saída de Wilma de Faria nesta semana, com a mudança do comando estadual para Rafael Motta.

Tomba Farias comentou a saída da sua ex-líder política. “Wilma não tem o que reclamar, infelizmente a política passa por mudanças, é assim. Político sem mandato é assim. Passei dois anos sem mandato, para sobreviver é uma loucura”, disse o deputado.

Tomba abordou a centralização que o PSB vivia no RN, sob o comando de Wilma. “Eu sempre me queixei que o PSB era um partido familiar. Márcia era presidente do municipal de Natal, liderava o partido na Assembleia. Nunca fui líder, nunca teve rodízio. Dona Wilma decidia as coisas de cima para baixo, e agora vem dizer que estão decidindo de cima pra baixo, e tá reclamando”, rebateu.

Mas ponderou, enalteceu a história que ele tem com a ex-governadora, numa parceria que rendeu frutos para Santa Cruz. “Acho que política é assim. Não estou questionando com Dona Wilma, a política é dinâmica. Você dorme eleito e acorda derrotado. Eu concordo com ela que o processo foi dramatico, ela tem uma história com o PSB. Eu não tenho nenhum problema em seguir Rafael, eu votei nele para federal, sou muito amigo de Ricardo. O que pedi a ele foi para abrir o partido e não sei se vou ficar no PSB. Se Rafael Motta entender que nos temos que abrir o partido e discutir o partido, as eleições, como vai ser no Trairi? Japi, Coronel Ezequiel, Jaçanã? Por exemplo, Coronel eu sou Taú, ele é o nosso candidato lá e nós não aceitaremos qualquer um que não seja ele”, foi incisivo Tomba.

“O partido tem que ser aberto”, finalizou, argumentando a necessidade de garantir o comando de Sandra e Larissa Rosado em Mossoró e discutir a participação de lideranças históricas e importante para o partido no RN.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *