Verdade à tona

Raramente neste espaço eu escrevo sobre os donos do jornal. É como um juiz que alega suspeição para não julgar o processo de alguém próximo. Mas há casos extremos em que não posso silenciar. Há alguns dias a mídia governista numa estratégia atrapalhada tentou gerar um fato político acusando o vereador Lairinho Rosado (PSB) de “impedir” o reajuste dos servidores municipais. Na verdade, o parlamentar atendeu a um pedido do Sindicato porque a proposta não chegou conforme o combinado. Ele vetou a dispensa de tramitação da proposta. Nada como o tempo para fazer justiça. Ontem a bancada governista não apareceu para votar a proposta alterando o projeto que descumpria o acordo com os servidores. As voltas que o mundo dá na política são sempre mais rápidas.

FORÇA
Governo é governo. Mesmo oficialmente em minoria, Robinson Faria (PSD) passou o rodo ontem na Assembleia Legislativa. Nada mais nada menos que 17 vetos foram mantidos. Mostrou força na Casa.

CIRO
O ex-ministro Ciro Gomes saiu da toca e voltou a fazer o que mais gosta: falar. No meio do radicalismo entre PT e PSDB, ele vai conseguindo a proeza inimaginável de posar de sensato.

LIVRE
Em tempos de expectativa sobre o futuro de Cláudia e Rosalba no TSE, ninguém dava trela aos 17 processos de cassação que o prefeito Francisco José Júnior responde. Até aqui ele tem se livrado de todas as ações.

NO TRE
Ele foi absolvido 17 vezes em primeira instância e 16 na segunda. No TRE falta apenas mais um recurso para ser julgado. O prefeito vai passando ileso na Justiça Eleitoral.

ABANDONADO?
Quem vê esta foto imagina que o líder da bancada governista Soldado Jadson (SD) foi abandonado. Não. Ele estava na sessão para diminuir o vexame dos silveiristas. Afinal, ele tinha firmado o compromisso de propor uma emenda alterando o projeto do reajuste encaixando-o dentro do acordo que pôs fim à greve.

E O DEDO?
O senador José Agripino (DEM) está mais uma vez sendo alvo de um pedido de investigação no STF. A Operação Lava Jato encontrou um esquema de propina paga pela OAS ao presidente nacional do DEM para construir a Arena das Dunas, estádio de Natal na Copa do Mundo. O parlamentar, sempre apressado em apontar o dedo acusando os petistas, classifica a denúncia como absurda. Agora quem decide se ele responderá inquérito ou não é o STF.

INSULINA
Chocante a história trazida ontem pela professora Maria das Dores Pereira, a “Nem”. Ela disse ter recebido uma insulina vencida numa Unidade Básica de Saúde do município. Deficiente visual, se não é uma filha atenta, ela poderia ter morrido.

EM BRASÍLIA
A cada terça e quinta-feira cresce a expectativa de que os processos de Mossoró sejam julgados no TSE. É bom ter calma. Além da cidade ficar no meio dos anseios de mais de cinco mil municípios, há um julgamento das contas de campanha da presidente Dilma Rousseff. Esse é o assunto que é tratado na corte eleitoral como prioridade. É bom ter paciência.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *