Vereadores rosalbistas impedem que prefeita esclareça atrasos de terceirizadas

O vereador Gilberto Diógenes (PT) enviou requerimentos no último dia 23 de setembro à Secretaria Municipal de Administração e Finanças, Secretaria de Educação e Secretaria da Saúde, cobrando informações acerca dos constantes atrasos no pagamento dos trabalhadores que prestam serviço a empresas terceirizadas para a Prefeitura Municipal de Mossoró.

Ontem, seguindo a tradição de acobertar e validar a falta de transparência da gestão municipal, a bancada de vereadores que dão sustentação à Rosalba derrubou o pedido de informações por intermédio dos requerimentos.

Nos documentos emitidos (requerimentos nº 322, 323 e 324), Gilberto solicitou cópia do processo de licitação e do conteúdo dos contratos celebrados pela Prefeitura com as empresas Athos Assessoria e Serviços Terceirizados Eireli.

Pediu ainda informações acerca dos atrasos salariais dos servidores terceirizados, inclusive se isto se devia a falta de repasse por falta da Prefeitura; que medidas estariam sendo tomadas para resolver este problema que aflige estes servidores e ainda documentos que comprovassem a regularidade do cumprimento dos direitos trabalhistas destes trabalhadores.

 “É impressionante ver como os interesses do povo estão sempre em segundo plano para estes vereadores. O que nós pedimos foi somente clareza em informações que poderiam nortear o nosso trabalho para resolvermos um problema que já se prolonga há muito tempo, que é o atraso dos terceirizados. Mas, entendemos que se eles não querem esta transparência é porque tem algo de muito errado e eles querem acobertar”, comentou o vereador Gilberto Diógenes.

Nota do Blog: no dia 11 de setembro o Blog do Barreto pediu esclarecimentos à Prefeitura de Mossoró sobre os atrasos com as terceirizadas. Até hoje esperamos uma resposta.

Compartilhe:

Comments

comments

Uma opinião sobre “Vereadores rosalbistas impedem que prefeita esclareça atrasos de terceirizadas

  • 25 de setembro de 2019 em 19:26
    Permalink

    Já que o vereador Gilberto Diógenes gosta de ver tudo esclarecido, no que está muito certo, por favor esclareça:
    Por que até hoje não foi instalado o CONSELHO DE ÉTICA DA CÂMARA MUNICIPAL DE MOSSORÓ.
    Existem realmente funcionários nomeados sem concurso recebendo na Câmara Municipal de Mossoró salários de mais de 20 mil reais, conforme denunciou o radialista Carlos Nascimento na Rádio Difusora de Mossoró, programa A VOZ DO POVO?
    Vou aguardar que o vereador Gilberto Diógenes tudo esclareça.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *