Vídeo: Girão discute com servidores que fiscalizam cumprimento de decreto. Deputado se defende

Girão discute com servidores que fiscalizam decreto (Foto: reprodução/Blog do Barreto)

O deputado federal General Girão (PSL) foi flagrado intervindo numa ação fiscalizatória do decreto que limitou o funcionamento do comércio para conter o avanço da covid-19 no Rio Grande do Norte.

Irritado, Girão criticou os agentes de segurança por estarem fazendo cumprir o decreto e avisou que iria avisar ao prefeito de Natal Álvaro Dias (PSDB).

Confira o vídeo divulgado pelo Canal Via Certa Natal.

Versão

O Blog do Barreto procurou o deputado que deu a versão dele dos fatos:

Em primeiro lugar, a reportagem foi feita fora do contexto e não condiz com a realidade do fato. Isso é provado pela ausência do repórter no local e na hora do ocorrido. Tendo produzido a matéria baseada em vídeo de terceiro. Segundo ponto: Há uma citação caluniosa ao meu respeito. Diz que intimidei e ameacei os agentes com as palavras: VOU PEGAR VOCÊS! Frase essa, que nem aparece no recorte do vídeo. O que falei na hora e repito: Ordens arbitrárias e abusivas não se cumprem. Se questiona!

E falei que ligaria para o prefeito para relatar que a prática que estavam cometendo era abusiva.

O decreto é inconstitucional porque vai de encontro à lei da Constituição Federal.

Sou favorável as medidas sanitárias para combater o Covid19. Máscara, álcool em gel e distanciamento. Mas impedir das pessoas trabalhem, mesmo cumprindo as medidas sanitárias, é autoritário e abusivo.

Sou favorável às medidas sanitárias para combater o Covid19. Máscara, álcool em gel e distanciamento. Mas impedir das pessoas de trabalharem, mesmo cumprindo as medidas sanitárias, é autoritário e abusivo.

Compartilhe:

Comments

comments

Uma opinião sobre “Vídeo: Girão discute com servidores que fiscalizam cumprimento de decreto. Deputado se defende

  • 22 de março de 2021 em 18:29
    Permalink

    Quero ver ele provar que é anti constitucional

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *