Zenaide e Jean Paul decepcionam RN em primeiro teste no Senado. Styvenson cumpre promessa

Os senadores Zenaide Maia (PROS) e Jean Paul Prates (PT) decepcionaram os eleitores que esperam votos em defesa da transparência na atividade política.

Na votação que decidiu pelo voto aberto para presidente do Senado, os dois optaram por se ausentar do plenário.

Apenas o senador Capitão Styvenson (sem partido) ficou presente e ele foi a favor da votação aberta. O militar foi eleito pregando a ética na política.

Passou no primeiro teste.

O resultado da votação foi 50 x 2 para o voto aberto. Ao todo 29 senadores se ausentaram entre eles dois do RN.

Na madrugada de hoje o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Tóffoli anulou a votação determinando que a escolha do presidente do Senado seja de forma secreta.

Compartilhe:

Comments

comments

5 opiniões sobre “Zenaide e Jean Paul decepcionam RN em primeiro teste no Senado. Styvenson cumpre promessa

  • 2 de fevereiro de 2019 em 11:08
    Permalink

    Ou seja, um a zero para o meu voto, já que votei Em Zenaide e Styvenom. Nunca gostei desse negócio de votos secretos na Câmara e Senado. se 52 Senadores optaram pelo voto aberto, por quer danado esse Ministro do STF não segue a acata a decisão da maioria dos senadores? Pois eles, em tese sim, são os representantes do povo. Já o STF, o povo faz tempo que reprova as decisões desses Ministros do STF. Atualmente o STF é uma das instituições brasileira sem a mínima credibilidade perante a opinião do povo brasileiro. Começando com a minha opinião.

    Resposta
  • 2 de fevereiro de 2019 em 11:10
    Permalink

    Digo, Zenaide e Styvenson

    Resposta
    • 2 de fevereiro de 2019 em 15:07
      Permalink

      O que chama atenção, é o completo desrespeito do Ministro Tóffoli contra a maioria absoluta dos 52 senadores eleitos ou reeleitos do senado federal. Tóffoli poderia ter acolhido a decisão dos senadores, e começar a moralizar o senado, com a votação aberta. Mas como as vezes digo, os poderes se protegem.

      Resposta
  • 2 de fevereiro de 2019 em 21:18
    Permalink

    A maldição política que impera no Brasil hoje, chama-se Zé Dirceu, Lula, Renan, Toffoli, Ciro Gomes, toda bandalheira do PT, incluindo também Fernando Beira Mar e Marcola. Hoje são os maiores bandidos em evidências negativas para o país. Precisa se urgentemente extirpar esses canalhas bandidos, como também cassar esse partido demoníaco chamado PT.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *