Fábio Dantas tenta se virar em meio a situações contraditórias (Foto: Milka Moura / 98 FM)

A conta não fecha! Fábio Dantas e o desafio de ser antiFátima num partido que apoia Lula

“O Bolsonaro destruiu o Brasil. Nós precisamos juntar forças pra gente fazer um novo Brasil. Por isso, Lula, a nossa confiança que você vai reconstruir o Brasil […]. A direita no mundo se organizou melhor aqui. Nós vamos enfrentar uma guerra não da direita do Brasil, vamos enfrentar uma guerra com a direita do mundo. Por isso, o Solidariedade aqui hoje declara apoio a você”, a declaração é do deputado federal Paulinuo da Força, mandachuva do Solidariedade nacional ao anunciar apoio ao ex-presidente Lula nesta terça-feira.

A manifestação de apoio ao ex-presidente causa constrangimentos ao Solidariedade no Rio Grande do Norte onde possui um viés bolsonarista.

O líder da agremiação no RN é o deputado estadual Kelps Lima que radicalizou o discurso contra a governadora Fátima Bezerra (PT). O candidato ao governo do Estado ungindo do partido é o ex-vice-governador Fábio Dantas que será respaldado por um palanque bolsonarista.

No Rio Grande do Norte todos sabem que Lula é Fátima e Fátima é Lula.

Um partido que deu um entusiasmado apoio ao ex-presidente e tem um radical antiFátima candidato ao Governo gera um nó na cabeça do eleitor.

Não é por acaso que o bolsonarismo raiz rejeita Fábio e vai se aninhando no palanque do empresário Haroldo Azevedo (Patriotas).

Fábio terá que manter o discurso radicalizado para atrair o engajamento do eleitor bolsonarista que o vê com desconfiança por estar em uma sigla lulista em nível nacional. Isso ao mesmo tempo espanta o eleitor mais ao centro.

A conta não fecha.

Comments

comments

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter