Jovem se prepara para fazer arremesso ouvindo insultos racistas (Foto: reprodução)

Adolescente é alvo de manifestações racistas em evento esportivo em Mossoró

Um adolescente foi alvo de manifestações racistas ontem durante um jogo de basquete dos Jogos da Juventude no Ginásio Pedro Ciarlini.

No vídeo abaixo você pode ouvir imitações de macacos durante o momento em que o garoto se prepara para cobrar um arremesso.

O assunto veio à tona através de postagem do pai do menino, Jamerson Nascimento, nas redes sociais. Além de manifestar indignação ele informou que registrou um Boletim de Ocorrência denunciando injúria racial.

Confira o que Jamerson escreveu nas redes sociais:

Infelizmente meu menino hoje sofreu um ato repugnante de RACISMO @serafimstz_

Jogos escolares aqui de Mossoró RN

Vamos atrás de justiça e todas as medidas cabíveis e por dentro da lei do Brasil que é totalmente falha, vamos atrás de justiça

B.O já foi feito e quena justiça seja feita

Os sons de imitando um MACACO E A PALAVRA MACACO É MUITO NÍTIDA

@serafimstz_ na hora meu filho sentiu muito, agora tá um pouco melhor

E o preço a ser pago por se destaca em algum esporte isso infelizmente tá ficando cada vez mais normal e ninguém faz nada.

VAMOS ATRÁS DOS NOSSOS DIREITOS

A escola aonde meu filho estuda está tomando as providências cabíveis com a organizadora dos jogos, e está do nosso lado dando a poio.

O assunto foi primeiramente divulgado na mídia através do blog de Saulo Vale que ouviu o supervisor de Educação Física da 12ª Diretoria de Educação e Cultura (Direc), Pedro Neto, que informou que tomará todas as medidas cabíveis sobre o caso.

O assunto ganhou repercussão política. A deputada estadual Isolda Dantas (PT) manifestou indignação. “Racismo é crime! Um adolescente nos JERNs, em Mossoró, toca na bola e na arquibancada gritam “macaco” e imitam som de bicho. Isso é grave. Injúria Racial não pode ficar impune. Toda nossa solidariedade a Serafim. Nos encontramos na luta antirracista!”, escreveu no Twitter.

O vereador Pablo Aires (PSB) abordou o assunto no plenário da Câmara e propôs uma moção de solidariedade ao garoto vítima de racismo. “Ainda há reflexos do racismo no nosso país e infelizmente foi o que vimos acontecer aqui em nossa cidade, contra um adolescente que terá impacto ao longo de sua vida. Essa casa tem o papel de deixar claro que o racismo não será permitido em nossa sociedade e nem que um adolescente seja constrangido sendo associado a um macaco por sua cor de pele. Isso é um absurdo”, complementou.

Nota do Blog: a manifestação de racismo no Ginásio Pedro Ciarlini foi nojenta.

Comments

comments

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter