Allyson tem se distanciado da chapa majoritária (Foto: redes sociais/Allyson Bezerra)

Allyson teme colocar digitais em derrota da oposição em Mossoró

Com mais de 70% de aprovação o prefeito Allyson Bezerra (SD) não vai colocar a popularidade dele “para jogo” em 2022. Só irá se meter em alguma disputa majoritária em 2022 se puder colocar as digitais numa vitória.

Por isso ele vai ganhando tempo com esse papo de só se definir na majoritária depois do Cidade Junina. Puro desdobro, como a gente fala aqui em Mossoró.

Allyson não quer se meter com candidaturas que dificilmente vão ter sucesso em nos limites de Mossoró. Daí ele já ter anunciado neutralidade na disputa presidencial porque sabe que Lula vencerá Bolsonaro com facilidade por aqui.

Para o Senado Allyson chegou a anunciar apoio ao ministro das comunicações Fábio Faria (PP) alegando gratidão pela abertura de portas em Brasília. Há quem diga que o prefeito respirou aliviado com a desistência do filho do ex-governador Robinson Faria (PL).

Logo ele deixou claro que o compromisso era com Fábio e não com Rogério Marinho (PL), ex-ministro bolsonarista que disputará o Senado.

Até hoje ele “cozinha” Rogério.

Allyson nunca endossou a pré-candidatura de Brenno Queiroga mesmo este integrando a sua equipe. Com o ex-vice-governador Fábio Dantas (SD) a história se repete.

Votar até bota, mas entrar de cabeça na campanha será outra história.

Não foi por acaso que ele levou falta no lançamento da chapa de oposição.

O prefeito não quer por as digitais numa derrota. Ele sabe que a queda de sua antecessora Rosalba Ciarlini (PP) passou pelo fracasso estrondoso dela nas eleições de 2018. Ela perdeu em todas na majoritária em Mossoró.

O foco de Allyson é formar um grupo político consolidado e isso passa por eleger o presidente da Câmara Municipal Lawrence Amorim (SD) deputado federal e o ex-vereador Soldado Jadson (SD) para a Assembleia Legislativa.

São duas apostas arriscadas que necessitam total atenção do prefeito. Entrar na majoritária pode atrapalhar.

Daí o prefeito busca uma distância necessária do pleito para ser preservar para a reeleição em 2024.

Comments

comments

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter