No "pingo" de 2018 Fátima e Robinson disputaram apoio de Rosalba que preferiu Carlos Eduardo (Fotomontagem: Blog do Barreto)

Disputado há quatro anos, rosalbismo está escanteado em 2022

Há quatro anos a então senadora Fátima Bezerra (PT), o já ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PDT) e o então governador Robinson Faria (na época no PSD) se engalfinhavam numa disputa pelo apoio da ainda prefeita Rosalba Ciarlini (PP).

Acreditavam na velha avaliação de quem estivesse com Rosalba venceria em Mossoró sem perceber a mudança de ares na política mossoroense. Esta página chegou a alertar que o maior cabo eleitoral era estar no palanque oposto ao da “Rosa” (leia a AQUI).

No final das contas o espírito oligárquico prevaleceu e Rosalba indicou o filho Cadu para vice de Carlos Eduardo. Apesar do empenho da então prefeita, Fátima venceu na capital do Oeste nos dois turnos e dois anos depois a pepista seria a derrotada na tentativa de conquistar o quinto mandato.

Hoje Fátima lidera em Mossoró com praticamente apenas o apoio dos petistas enquanto o pré-candidato bolsonarista Fábio Dantas (SD) busca garantias de empenho do prefeito Allyson Bezerra (SD).

Ninguém fala na outrora tida como maior eleitora de Mossoró.

Fato simbólico que expressa a derrocada do rosalbismo.

Comments

comments

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter