É possível um partido separar-se da coligação com a eleição em curso? O Blog explica

arrependimento

Primeiro o presidente do PMN, Nicodemos Fernandes, anunciou que o partido vai deixar a aliança com o prefeito Francisco José Junior (PSD). Depois, expoentes do PRB, admitem em off que planejam deixar a coligação.

As duas legendas podem ganhar novas companhias na onda de deserções no aprisco silverista. Aí todos perguntam: e pode? O Blog do Barreto consultou especialistas em direito eleitoral que foram unânimes: basta o partido desertor entrar com um distrato que ele consegue sair da coligação.

Mas há uma condição para isso: tem que ter a concordância de todos os outros partidos da coligação.

Como é complicado de isso acontecer, é bem provável que os partidos mantenham-se onde estão e passem a dar apoios informais a outros candidatos.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *