Entidade acusa terceira colocada de quebrar código de ética da própria categoria ao aceitar ser reitora

Conselho Regional de Serviço Social critica nomeação de reitora (Foto: reprodução)

O Conselho Regional de Serviço Social da 14ª Região (CRESS-RN) emitiu nota de repúdio condenado a reitora da Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA) emitiu nota de repúdio contra a reitora Ludimilla Oliveira.

Assistente Social por formação ela é acusada pela entidade que a representa por quebra do Código de Ética da profissão por aceitar ser nomeada reitora pelo presidente Jair Bolsonaro mesmo ficando em terceiro lugar na consulta à comunidade acadêmica.

Diz o Código de Ética do Serviço Social em seu artigo IV que trata dos deveres da profissão:

Defesa do aprofundamento da democracia, enquanto socialização da participação política e da riqueza socialmente produzida.

“Nestes termos, o CRESS-RN repudia toda e qualquer forma de escolha arbitrária e autoritária que desrespeita a escolha de estudantes, docentes e técnico-administrativos, feita de forma democrática nas universidades”, diz a nota.

Ludimilla assumiu o cargo no último domingo e na segunda-feira concedeu coletiva prometendo fazer uma gestão com diálogo. Na pré-campanha ela atuou intensamente nos bastidores para que a ordem estabelecida na lista tríplice fosse respeitada. Acabei sendo beneficiada pela disposição do presidente Jair Bolsonaro em desrespeitar a vontade da comunidade acadêmica da UFERSA.

Leia a nota completa

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *