Idema esclarece medidas adotadas sobre fragmentos de óleo encontrados na Praia de Tabatinga

Equipe realizou vistoria no local no dia de ontem, 25 (Foto: Assessoria de Comunicação do Idema)

Pequenos fragmentos de óleo foram avistados e retirados da Praia de Tabatinga, em Nísia Floresta, na quarta-feira passada, 24. A informação foi repassada pelo Comando Unificado de Incidentes do Rio Grande do Norte (COEMORN), por intermédio da Marinha do Brasil – Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte (CPRN), do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (IDEMA) e Defesa Civil Estadual.

Por meio de nota, a assessoria de comunicação do Idema informou que a equipe de Inspeção Naval da Marinha foi até o local, realizou a limpeza e fez a coleta do material. Fragmentos serão enviados para o Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira (IEAPM), no Rio de Janeiro, onde será realizada a análise.

De acordo com a assessoria, o objetivo da nota é tranquilizar a população potiguar e informar que as medidas cabíveis foram adotadas. “Embora o reaparecimento de óleo seja esperado após o derramamento ocorrido na Costa Brasileira, no segundo semestre de 2019, não há como indicar relação dos fragmentos encontrados em Tabatinga até os resultados das análises”, diz trecho do texto.

Segundo o professor da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), e coordenador do Projeto Cetáceos Costa Branca, Flávio Lima Silva, o reaparecimento de pelotas de óleo é previsto em casos como o que ocorreu em 2019. “Parte do óleo pode ter sido depositada no fundo do mar ou na praia e reaparecer meses após, em função das condições meteorológicas e oceanográficas, como direção e velocidade dos ventos e das correntes marítimas no atual período. Entretanto, somente análises laboratoriais podem confirmar a relação com o derramamento de 2019”, explicou, por meio da comunicação do Idema.

Ainda de acordo com a assessoria, o Comando Unificado esclarece que o monitoramento das praias do litoral potiguar é realizado rotineiramente. Na manhã de ontem, 25, a equipe do Idema realizou vistoria vistoriou. Além disso, a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil de Nísia Floresta foi comunicada sobre a ação de limpeza, e a mesma recolheu o material, conduzido para a estação de transbordo do município.

O Comando Unificado de Incidentes é formado por representantes do Governo do RN (por meio do Idema, Defesa Civil, Projeto Cetáceos da Costa Branca/UERN, SESAP, SEMARH, SAPE), organizações da sociedade civil (Comitê de Bacias Hidrográficas, ONG Oceânica), MPF, MPE, IBAMA, Marinha, UFRN, Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo de Tibau do Sul e Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Maxaranguape.

Como proceder

O órgão informa que, caso seja verificada a presença de óleo nas praias, a orientação é entrar em contato com o Disque 185 (Marinha do Brasil) ou com Defesa Civil Estadual, por meio do (84) 3232-5155  ou do 190.

Com informações da assessoria de comunicação do Idema

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *