Justiça Federal do RN reduz despesas

A Justiça Federal do Rio Grande do Norte definiu uma série de medidas de redução de despesas. A meta é alcançar 30% de diminuição, em relação ao mesmo período do ano passado. Na prática, isso trará uma redução superior a R$ 3,5 milhões. O programa “JFRN Sustentável” trará mudanças de rotina para todos os colaboradores da Seção Judiciária, implicando diretamente queda nas despesas de custeio.

Uma das principais medidas é a “Terça-feira Verde”, que será feita a partir do próximo dia 15. Com isso, todas as terças-feiras, o sistema de ar condicionado dos prédios da sede em Natal será desligado e a iluminação será reduzida. No interior, não será promovida a “Terça-feira Verde” porque nas respectivas unidades já são adotadas práticas que garantem a eficiência no consumo. Nos demais dias de semana, em Natal e no interior, cada unidade só poderá usar o ar condicionado por seis horas diárias. Paralelamente, está sendo elaborado um plano de uso racional de energia elétrica para cada unidade da JFRN.

Outra medida para redução de despesas foi a suspensão da contratação de estagiários. Além disso, haverá um redimensionamento do número de estagiários em toda instituição durante o exercício de 2016. “A Justiça Federal do Rio Grande do Norte, com todos os seus colaboradores, passa a adotar práticas que terão grande relevância para a redução das despesas da nossa instituição. São medidas que não comprometerão, em nada, o serviço prestado pela JFRN aos cidadãos potiguares”, destacou o Diretor do Foro, Juiz Federal Marco Bruno Miranda Clementino.

Ele anunciou também a criação do Comitê de Gestão de Crise, que será responsável por gerenciar todas as medidas e os reflexos delas. Além disso, a atividade do Comitê de Política de Sustentabilidade será intensificada, com uma ação direta e permanente junto a magistrados, servidores e colaboradores na execução de pequenas reduções que, juntas, trarão grande reflexo.

O Diretor do Foro destacou que ano passado o orçamento de custeio da JFRN foi de R$ 11,9 milhões. Para este ano, o orçamento da União disponibilizou apenas R$ 8,4 milhões. O Juiz Federal Marco Bruno Miranda observou que também houve uma drástica redução nos recursos para investimento. O indicativo é que serão disponibilizados apenas R$ 350 mil, o que equivale a menos de 5% do que se investiu no ano passado. “Fomos submetidos a uma severa redução orçamentária para o exercício de 2016, atingindo inclusive o custeio, algo difícil de se contornar quando se trata de uma instituição já bem gerida do ponto de vista financeiro como a Seção Judiciária do Rio Grande do Norte”, destacou o Diretor do Foro.

Compartilhe:

Comments

comments

2 opiniões sobre “Justiça Federal do RN reduz despesas

  • 11 de fevereiro de 2016 em 20:06
    Permalink

    Duvido que tenha reduzido seus salários milionários.

    Resposta
  • 11 de fevereiro de 2016 em 20:09
    Permalink

    O que um cara desse ganha num único dia eu não ganho no més. Patriotismo fácil, sustentabilidade difícil.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *