Allyson está em novo confronto judicial com a oposição (Foto: reprodução)

LDO vira novo confronto entre Allyson e oposição

Pelo segundo anos seguido o prefeito Allyson Bezerra (SD) vai ter confrontos judiciais com a oposição relacionados ao orçamento.

No final do ano passado teve uma decisão movida pela oposição com resultado desfavorável ao prefeito no Tribunal de Justiça mantida pelo Superior Tribunal de Justiça determinando que o orçamento fosse devolvido para a inclusão das emendas impositivas.

Mossoró iniciou 2022 sem orçamento e a Câmara teve que realizar sessões extraordinárias em janeiro para aprová-lo.

O novo episódio envolve emendas e pode atrasar ainda mais a conclusão da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e por consequência o orçamento anual de 2023.

Ontem a Câmara Municipal aprovou em segundo turno a LDO sem permitir as emendas impositivas para entidades sem fins lucrativos como APAE e Abrigo Amantino Câmara.

A gestão de Allyson tem garantido que as entidades poderão receber emendas.

O vereador Pablo Aires (PSB) já anunciou que vai judicializar a questão.

Pelo segundo ano consecutivo o orçamento em Mossoró vira assunto para ser discutido no judiciário.

Comments

comments

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter