Lula deu a Rogério Marinho uma peça de marketing (Foto: Ricardo Stuckert)

Lula abriu margem para Rogério Marinho posar de vítima sem ser

O ex-presidente Lula (PT) perdeu uma grande oportunidade de bater no ex-ministro Rogério Marinho (PL) sem deixar margens para questionamentos, mas ele preferiu se referir ao bolsonarista como “baixinho” e “desgraçado”.

Por mais que seja alvo dos bolsonaristas pelo dedo que perdeu trabalhando como torneiro mecânico, Lula sabe que uma fala como essa pode fazer vilões se travestirem de vítima.

Rogério, conhecido pelo envolvimento nas fracassadas reformas trabalhista e da previdência, deixou momentaneamente o posto de vilão para o de vítima.

Lula já cometeu um erro desses em Natal. Foi em 2008 quando fez um comício para Fátima Bezerra (PT) em que disse que atacou a então candidata a prefeita de Natal Micarla de Souza (na época no PV). Ele disse que não adiantava votar numa candidata bonitinha, mas ordinária.

Micarla venceu no primeiro turno.

Não cabe aqui uma comparação. A fala de Lula lá atrás não foi decisiva para a vitória de Micarla como esta de quinta-feira não vai levar Rogério ao Senado.

Mas abre-se um espaço para o marketing político entrar na jogada. O ex-ministro ganhou o posto de vítima e vai tentar repetir o feito de outro baixinho, Geraldo Melo, que ao ser chamado de “tamborete de forró” nas eleições de 1986 fez do assento um símbolo de sua vitoriosa campanha ao Governo do RN.

Em Mossoró também tivemos um efeito interessante quando Rosalba Ciarlini (PP) se referiu a Allyson Bezerra (SD) como “pobrezinho”. Ele abraçou o apelido como peça de marketing e venceu as eleições.

Rogério ganhou um mote que pode suavizar sua péssima imagem. Mas fica um alerta para os desavisados: o contexto de 2022 é diferente de 1986, 2008 e 2020 porque Geraldo, Micarla e Allyson eram novidades sem desgastes.

Não é o caso de Rogério cuja imagem é alinhada ao bolsonarismo (rejeitadíssimo no RN) e reformas malsucedidas.

 

Comments

comments

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter