Ocupação de leitos críticos continua elevada no Rio Grande do Norte

 

Dados observados às 14h42 desta quarta-feira, 1º (Fonte: RegulaRN – SESAP – LAIS)

A taxa de ocupação de leitos críticos do SUS especializados no tratamento dos pacientes com sintomas do novo coronavírus continua elevada no Rio Grande do Norte, segundo dados verificados na Sala de Situação do RegulaRN, nesta quarta-feira, 1º.

Conforme observado às 14h42, na região Oeste a taxa de ocupação era de 94,9%. Em Mossoró, 100% dos leitos do Hospital Regional Tarcísio Maia e 93,1% dos leitos do Hospital São Luiz estavam ocupados. Em Pau dos Ferros, onde houve ampliação do número de leitos, passando a dez, a taxa de ocupação no Hospital Regional Cleodon Carlos de Andrade era de 90%.

Na região Metropolitana, o percentual de leitos ocupados era de 92,3%.  No Hospital Colônia João Machado, no Hospital de Campanha de Natal, Hospital Memorial São Francisco, Hospital Municipal de Natal e Hospital Rio Grande a taxa de ocupação era de 100%; no Hospital Giselda Trigueiro, a ocupação era de 91,7%, no Hospital Luiz Antonio o índice de ocupação era de 86,4% e no Hospital Central Coronel Pedro Germano (Hospital da PM) 81,8% dos leitos contavam com internamentos.

No Seridó, 82,8% dos leitos do Hospital Regional Telecila Freitas Fontes estavam ocupados.

Na região do Mato Grande, a taxa de ocupação no Hospital Manoel Lucas de Miranda, em Guamaré, era de 66,7%.

Em todo o Estado, 24 leitos estavam bloqueados, segundo dados do RegulaRN.

730 pessoas estão internadas no Estado com suspeita ou confirmação da Covid-19, em unidades públicas, privadas ou filantrópicas, sendo 383 internadas em leitos críticos, como informou o secretário adjunto de Saúde, Petrônio Spinelli, durante coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira, 1º, em Natal.

Fila de espera

A fila formada por pacientes atendidos em unidades dos municípios a espera de leitos especializados no tratamento dos sintomas da Covid-19 contava com 42 pessoas a espera de leitos críticos e 35 a espera de leitos clínicos, conforme dados do RegulaRN.

28 pacientes aguardam transporte para um leito especializado.

De acordo com o secretário adjunto de Saúde, está sendo feita a contratação de uma empresa de ambulâncias que deve realizar o transporte dos pacientes, além do SAMU.

Abertura de leitos

Em entrevista coletiva realizada nesta quarta-feira, em Natal, o secretário adjunto de Saúde, Petrônio Spinelli, afirmou que há expectativa de abertura de mais cinco leitos no Hospital São Luiz, em Mossoró.

Segundo ele, no Hospital João Machado, na Região Metropolitana, a previsão é abrir dez leitos ainda hoje.

O secretário falou ainda sobre a expectativa de abertura de cinco leitos a mais no Hospital Belarmino Monte, contratado pela Prefeitura do Município em uma unidade filantrópica e, até sexta-feira, estimativa de cinco leitos em João Câmara.

Compartilhe:

Comments

comments

Uma opinião sobre “Ocupação de leitos críticos continua elevada no Rio Grande do Norte

  • 1 de julho de 2020 em 18:43
    Permalink

    Isso é o reflexo da má condução por parte da Governadora Fátima Bezerra. Enquanto isso, os espertos nos levaram quase 5 milhões de reais e em vez de respiradores nos deram banana. De uma coisa esse governo não pode se queixar: dinheiro federal, veio em profusão. Fazer o quê?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *